segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Buscando soluções para enfrentar a crise



Foz do Iguaçu, município fundado em 1914, conta hoje quase 300 mil habitantes que habitam em um dos 269 bairros da cidade. Os prefeitos de Foz do Iguaçu, desde Jorge Schimmelpfeng, o primeiro prefeito, até Paulo MacDonald Ghisi, o prefeito atual e que acaba de ser reeleito, não conseguiram resolver o maior problema da cidade: a falta de emprego, ocupação e renda.

Uma ótima inciativa que busca soluções para o problema são os cursos profissionalizantes idealizados pelo Provopar e que acontecem em dois ônibus que percorrem bairros da cidade. No momento, estão em andamento cursos de cabeleireiro, pedicure e manicure e, em outro ônibus, iniciação em informática.

As fotos mostram alunos dos cursos da área de beleza participando em um mutirão na Escola Municipal Duque de Caxias. O mutirão atendeu a pessoas do bairro e estudantes da escola. Na segunda foto, aparece Angelino da Silva cortando o cabelo de um dos alunos. Ex-trabalhador da construção, Angelino passou uns quatro anos trabalhando como "laranja" no Paraguai. "Mas mesmo o trabalho de laranja está acabando", conta Angelino. A saída, segundo ele, foi aprender uma nova profissão. Angelino é o único aluno masculino do grupo. Junto com ele, Francine Gonzaga, participa do segundo mutirão por conta do curso. "Assim que terminar o curso, quero trabalhar na área", disse Francine. O Blog de Foz tem muito interesse nessa iniciatica que envolve o Provopar, a Prefeitura de Foz do Iguaçu e Receita Federal - que doou os ônibis antes usados no contrabando ou descaminho de mercadorias.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região