quarta-feira, 22 de julho de 2015

O visto consular para brasileiros e americanos está perto do fim?

Terminais de autoatendimento Global Entry (Foto: Customs and Border Protection (CBP)
Na Declaração Conjunta do presidente Barack Obama e da presidente Dilma Rousseff em junho em Washington, Obama anunciou que o Brasil seria incluído no Programa Piloto Global Entry (Entrada Global) que beneficiaria “viajantes brasileiros freqüentes” aos Estados Unidos. 

O Global Entry permite ao beneficiado desembarcar nos principais aeroportos dos EUA e em vez de ir para a fila, pode dirigir-se diretamente a uns totens parecidos com o de auto atendimento de linhas aéreas em nossos aeroportos. Uma vez na máquina basta passar o passaporte pelo leitor automático colocar o dedo para reconhecimento da impressão digital além de preencher uma declaração aduaneira e pronto. A máquina libera um recibo da transação e manda o “passageiro” direto para recolher a bagagem e dirigir-se ao portão de saída.
 

O programa beneficiará viajantes freqüentes. Mas não todos. Os interessados deverão  cadastrar-se no site da CBP  agendar uma entrevista em um centro de de cadastramento do programa e pagar US$ 100. O cadastramento é feito pela Aduana e Proteção de Fronteiras (CBP).

A medida é vista como um gesto de boa vontade dos Estados Unidos. A revista Travel Pulse perguntou em uma reportagem de capa: será que a inclusão do Brasil no Global Entry aponta para a eliminação de vistos para americanos que querem ir ao Brasil? A questão aqui é que falamos de duas coisas diferentes e em jogo está a reciprocidade. O Global Entry beneficia aos brasileiros de baixo risco e previamente aprovados por um órgão de segurança como a Aduana e Controle de Fronteiras. 


Segundo a lei da reciprocidade o Brasil poderia criar algo parecido. Mas como se vê os EUA não está abolindo o visto. Só há 38 países no mundo que não necessitam vistos para que seus cidadãos entrem nos Estados Unidos sem visto. Esses países participam de um outro programa que se chama “Visa Waiver”. Na América do Sul só Chile participa no Programa Visa Waiver”. A Argentina já participou na época de Carlos Menem.    

Uma questão de agências

O Global Entry não é o único programa na categoria “viajantes de confiança". Há outros como o Nexus da Imigração. O atual sistema de concessão de  vistos pelos consulados são os que estão em questão quando se fala de reciprocidade e este assunto estaria entre as atribuições do Ministério das Relações Exteriores.  Note que não foram abolido os pagamentos da taxa para conseguir o visto. O Global Entry, o Nexus e outros passam a cobrar a taxa
A taxa é cobrada de qualquer maneira. Ao aceitar cadastrar-se, o viajante frequente sabe e aceita que os órgãos farão um pente fino em sua biografia.    


Quem não está gostando muito disso são os consulados. Quer dizer aumenta a concorrência. Uma categoria dessas entradas, o SENTRI aceita pagamento até via paypal. Vai ser necessário muita negociação para chegarmos a eliminação de visto e desistência da gorda taxa de US$ 100 dos dois lados. O visto brasileiro também custa US$ 100 e todos sabemos que consulados precisam de dinheiro dessas taxas. Assim o Ministério do Turismo tem uma luta árdua pela frente e dificilmente algo ocorrerá antes da Olimpíada. Enquanto isso, os americanos terão que viajar para conseguir vistos para o Brasil.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Foz Ruas, recantos e detalhes


O ônibus acima vai para a Itaipu Dam (Barragem de Itaipu) e é o ôniubs que deve ser pego pelos alunos da UNILA - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.  Ele pode ser o 101 Sohab* - Vila C Norte ou 102 Profilurb** - Vila C Sul.  Os dois podem ser utilizados para quem quer ir à Unioeste - Uniamérica e ao Centro de Visitantes de Itaipu / Complexo Turístico. 

O número Três parece ser mágico em Foz do Iguaçu. Hoje, menos. Já foi mais presente. Além de Três Fronteiras, Três Bandeiras, Três Nações, Três Moedas todas variações amplamente utilizadas no comércio, ainda vemos Três Marcos nome de supermercado na Belarmino de Mendonça e Três Marias que é um nome cuja homenagem vai além desta galáxia.


Este recanto é um trecho na Rua Edmundo de Barros no centro de Foz do Iguaçu. 

Para lembrar:

  * Profilurb - Programa de Financiamento de Lotes Urbanos 
** SOHAB  -  Sociedade Habitacional de Foz do Iguaçu

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Recebi a notificação oficial abaixo sobre o falecimento do professor Waldo Vieira em Foz do Iguaçu:

NOTA À IMPRENSA


Foz do Iguaçu, 3 de julho de 2015.


O Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (CEAEC) informa, com pesar, o falecimento do professor Waldo Vieira, aos 83 anos de idade, às 17h50 desta quinta-feira, dia 2, no Hospital Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu. Vieira sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na madrugada do dia 26 de junho e estava internado em estado de coma. O corpo será cremado e não haverá velório.
O professor foi internado no dia 25 de junho após ser detectada a presença de líquido no pulmão. O problema foi contornado, mas na sequência ele sofreu o AVC, considerado irreversível. Antes de ser internado, Waldo Vieira estava em casa e se recuperava de uma revascularização miocárdia, realizada em São Paulo.
Waldo Vieira nasceu em 12 de abril de 1932 em Monte Carmelo (MG). Era graduado em Medicina e Odontologia. Foi propositor das ciências Projeciologia e Conscienciologia, sistematizadas nos tratados Projeciologia: Panorama das Experiências Fora do Corpo Humano (1986) e 700 Experimentos da Conscienciologia (1994).
Escreveu mais de 60 obras, entre livros, tratados, dicionários e centenas de artigos relacionados à pesquisa da consciência e ao parapsiquismo. Em 1995, fundou o CEAEC, o primeiro campus da Conscienciologia. No ano 2000, trocou o Rio de Janeiro por Foz do Iguaçu para atuar em tempo integral no CEAEC e acelerar a escrita da Enciclopédia da Conscienciologia, obra coletiva com textos dele e de outros 500 verbetógrafos.
Nos últimos anos, o trabalho da Conscienciologia cresceu e Vieira propôs a criação do Bairro Cognópolis, onde fica o CEAEC e outras 21 instituições conscienciológicas. Também conhecido por “Cidade do Conhecimento” e Bairro do Voluntariado, Cognópolis foi oficializado pelo Decreto Municipal 18.887, publicado em 2009.
Personalidade aglutinadora e considerado gênio multidotado, Vieira liderava uma comunidade de 841 voluntários dedicados à Conscienciologia, residentes em Foz do Iguaçu, entre os quais médicos, professores e empresários, vindos de diversas partes do Brasil e do exterior.
Nos últimos meses, o professor ministrava, diariamente, minitertúlias conscienciológicas no CEAEC e trabalhava no terceiro volume da obra “Léxico de Ortopensatas”, no prelo.

As atividades da Conscienciologia no Brasil e exterior serão mantidas normalmente com o compromisso dos voluntários de preservar e expandir o legado deixado por Vieira. O CEAEC e as demais instituições conscienciológicas mantêm as portas abertas para visitas, cursos, debates e palestras.


Assessoria de Imprensa CEAEC
Mais informações

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região