sexta-feira, 31 de julho de 2009

Bairronauta no TTU: abandono por aqui!


Nota e foto do Projeto Bairronauta


Inaugurado no dia 23 de fevereiro de 2003, o Terminal de Transportes Urbanos (TTU) completou seis anos. Ainda em plena infância, o TTU já apresenta sinais de velhice. As paredes estão sujas. As colunas estão pixadas, teias de aranha decoram as paredes amarelas, o canteiro central, que já foi um gramado, está pelado e há goteiras por toda parte. O Blog TTU FOZ fez um levantamento. No ponto de onde partem os ônibus para Três Lagoas, o cano de PVC que recebe água do teto, está solto. A água cai livre no tijolo avermelhado - agora com cor escura. Em varias áreas, os tijolos estão afundando. Já faltam alguns tijos em outras. A umidade está pegando pesado.

Há cano pingado e jogando água também no ponto de onde partem ônibus para a Ponte da Amizade, Jardim América, Cidade Nova, Porto Belo, Jardim Itaipu e as linhas 110,125,130,325 e 355. Há goteira também na parada do ônibus que faz a linha Universitária. No outro lado dessa plataforma, há um cano vazando na Parada do ônibus para Três Bandeiras. O TTU que não teve manutenção ao longo de sua curta vida, já pede socorro. Vassora, se vê, é pouco. Os banheiros estão em péssimo estado. O TTU merece uma olhadinha especial! E logo!

Finalmente

Um parafuso que havia sumido de uma das colunas do TTU, aquela logo ao lado da Parada dos ônibus para o Morumbi e Primeiro de Maio foi colocado de volta em seu lugar. O parafuso sumido foi mostrado aqui no Blog de Foz no dia 21 de dezembro de 2007. Parabéns à nobre alma que colocou o parafuso em seu lugar. Confira a nota “parafuso a menos”. Esta nota pode ser vista também AQUI!

Pluna voando para Foz em breve? Boa notícia!

(Wiki)
Não deu para postar ontem. Problemas com a eletricidade. Não dá para acreditar mas é verdade. Bem, anunciei no twitter ontem que Foz do Iguaçu poderá ter um voo internacional a partir de novembro. A Pluna - Líneas Aereas Uruguayas está por trás da proposta. A empresa quer incluir Foz do Iguaçu na sua rota especialmente ligando a capital do Uruguai à outra capital sul-americana com escala na Terra das Cataratas. A capital sul-americana pode ser Assunção ou Santiago. A companhia está em boa fase de crescimento. Está voando com frota nova formada por aviões Bombardier CRJ-900 NextGen com capacidade para 90 passageiros e está de olho em rotas regionais quer dizer intra-Mercosul que liguem pontos importantes no Uruguai, Argentina, Chile, Brasil e Paraguai. O Hub, quer dizer o centro nervoso, o "nó da coisa" da Pluna é Montevidéu. Seguindo o conceito de "regional" segundo o Mercosul, a Pluna pode anunciar voos ligando Montevidéu a várias cidades do Mercosul. Me refiro à cidades fora dos eixos manjados Rio-São Paulo, Buenos Aires, e outras capitais. Vamos ver como as negociações andam. A Pluna pode transformar Foz do Iguaçu em sub-hub regional. Isso é bom. Estou torcendo pela Pluna. Por quê? Porque o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu-Cataratas não tem, no momento, um voo internacional.
E a propósito: sabe o que significa PLUNA? Resposta: Primeras Líneas Uruguayas de Navegación Aérea


Tem mais

Estou gostando de ver os anúncios de linhas aéreas com destio ao Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu-Cataratas. Isso inclui a TRIP - não sei se vocvê sabe que a TRIP - Transportes Aéreos do Interior Paulista tem a maior malha aérea do Brasil e suas rotas são, na maioria dos casos, únicas. Só ela cobre! E aí se inclui cidades como Eirunepé e Tabatinga no Amazonas. A TRIP faz a rota Foz do Iguaçu - Porto Alegre, Na volta vai à Londrina e daí pra frente. Estou esperando o barulho da SOL. Quando será que ela decola?

Bem no lado argentino da Fronteira, a ANDES está voando de Puerto Iguazú para Salta, Mendoza e Buenos Aires. Eu já voei o trecho Puerto Iguazú - Salta. Há um vôo para Jujuy. Ótimo voo, grandes céus. Vou disparar a faar de Salta por esses dias. A ANDES é re´presentada em Foz do Iguaçu pela EB Group Travel. O escritório fica na Avenida Iguaçu, 1121, Sala 102. O telefone é (45) 3027 7722. O e-mail: promocao@ebgrouptravel.com. Se você for pax independente quer dizer um pessoa comum ligue ou mande um e-mail para saber se há pacotes ou grupos prontos para partida e quem, onde, está vedendo. Se você for Agência de turismo veja como trabalhar com a Andes, com a EB e com Salta y Jujuy. A Provicia de Saltaé dona de 65% da Andes. Foi criada para fomentar o turismo à região Noroeste Argentina.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Inglesas presas no rio: tentaram aplicar golpe no seguro

1° Assunto

Está por toda parte na imprensa. Duas inglesas (não deram o nome) foram presas no Rio de Janeiro quando tentaram prestar queixa de roubo das bagagens. Segundo elas e de acordo com a nota, o roubo teria acontecido no "deslocamento" de Foz do Iguaçu para o Rio. Os policiais desconfiaram, foram à pousada e lá estava tudo. Golpe! O delegado citado na nota Fernando Vila Pouca de Sousa, titular da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT), o golpe é conhecido pelo nome de "tombo do seguro" e vem sendo praticado por alguns turistas na Cidade Maravilhosa.

2° Assunto

O meu colega Rony Skydiver co-blogueiro e autor do Desvendando Foz fez um comentário perguntando se as duas inglesas teriam a ver com a notícia do casal inglês assaltado com guia, motorista e tudo na BR 469 - a mais curta do Brasil. Não, Rony, é outro caso. O de Foz é um casal. Mas infelizmente, há mais notícias de assaltos a turistas no Rio de Janeiro e pelo jeito envolve adolescentes.

3° Assunto - Xenofobismo em alta!

Está feia a coisa no que refere ao xenofobismo. Se você acessar a matéria no site da Terra, dê uma olhada nos comentários. Alguém chamado Janjão escreveu:

"E ainda o Lula quer acertar a vida dos estrangeiros que se escondem no Brasil. Tem mais é que enfiar todos nos Hercules da FAB e jogar em alto mar. Os que vieram dos paises vizinhos tem que jogar por cima da fronteira e quem sabe os hermanos metem fogo neles. Os das arabias vamos queimar em praça pública ou bater de chicote como fazem lá nos paises deles".

Outro cidadão que assina como Lacraia escreveu:

"Tem que 'afofar' o lombo destas duas barangas, que além de burras, são inglesas metidas a folgadas e, feias. Com um 'rabo de tatu' no lombo, elas aprendem a viver!".

Que energia ruim! Tem de tudo nesse Planeta!
A Assessoria de Comunicação da Policia Civil do Rio informou os nomes das duas cidadãs inglesas. Ambas têm 23 anos.

domingo, 26 de julho de 2009

Escutei: assaltaram um casal inglês com guia e tudo na BR 469 em Foz

O que eu escuto, escrevo. Cuidado para não terminar nas páginas de meus livros*

Um casal inglês desembarcou em Foz do Iguaçu. Foi no vôo que chega às 01h30 da manhã. O frio de rachar – por volta de Zero Graus ou menos. Um guia de turismo – um ex-aluno de inglês meu e hoje grande colega – estava esperando no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu – Cataratas. Embarcam no carro e se dirigem para o Hotel. Os turistas se destinavam ao Hotel Sheraton no lado argentino das Cataratas do Iguaçu. Mesmo que tudo desse certo, esse casal iria dormir tarde de qualquer jeito. Teria que atravessar fronteira, preencher papeladas nos dois lados. Mas quis o destino que tudo mudasse.

Descendo a Estrada ou Rodovia das Cataratas – oficialmente a BR 469, a mais curta do Brasil, em algum lugar da BR, o carro foi abordado quando chegava em um quebra-mola. Os ocupantes do carro puxaram revólveres, apontaram pra o carro e gritaram: Parem, Polícia! O carro parou. Os falsos policiais (ladrões na verdade) entraram no veículo. Se amontoaram no veículo onde já havia quatro pax (pessoas em turismês). O carro foi desviado. Os ladrões forçara o carro a sair da BR mais curta do Brasil e entrar em uma estrada de chão. Localmente a gente sabe que é a estrada que leva uma área de chácaras e onde há um ótimo lugar dirigido por um amigo chamado Gaúcho. Por isso a Chácara se chama Recanto Gaúcho. Na estrada, no escuro e no frio, os ladrões começaram a executar o assalto usando o guia como intérprete. “Diz para eles que não escondam nada. Nós queremos o dinheiro. Todo! Se a gente descobrir que tem mais, o bicho vai pegar ou algo parecido com isso.

O casal inglês entregou o dinheiro que tinha em efetivo. Os ladrões recolheram os pertences: máquina fotográfica, celulares e provavelmente outros itens portáteis. Os ladrões avisaram que iriam dar uma geral, passar uma revista nas malas. Se encontrassem mais dinheiro escondido todos estariam fu... em problemas sérios. Educados, os ladrões abriram as malas. Jogaram tudo o que havia dentro no chão. Esparramaram roupas por todo o local. Não encontrando nada decidiram encerrar o assalto instruindo a que todos ficassem quietos, que aguardassem que eles saíssem e só se mexessem quando eles tivessem desaparecido na estrada.

Bem, após os ladrões partirem, e ainda em choque, o guia teve que escutar muita coisa. Um delas: como vamos saber que você não é parte do grupo? Que você não é conivente? Que não foi organizado? Combinado. O guia que é um respeitado avô lembrou que tinha anos de trabalho etc. O clima ficou horrível. A mulher já não queria ficar em Foz nem mais um segundo. Queria voltar para o Aeroporto e decolar para qualquer lugar. O guia explicou que não era possível. Não havia vôo. Daí, no capítulo seguinte vem as coisas que se seguem: polícia, queixa e outros procedimentos. Escutei – tudo que narrei aqui escutei – não entrevistei ninguém, nada é oficial. Mas escutei que a Polícia já tinha colocado as mãos em um dos ladrões. Ou pelo menos em alguém que estava com a máquina digital do inglês. No momento há procedimentos para fazer a máquina chegar até ele antes dele embarcar para a Inglaterra e narrar a história para um jornal local (da Inglaterra). Se for um bom tablóide ele pode até recuperar os prejuízos.

Enquanto isso...

Em Foz do Iguaçu começou a discussão. Que fazer? Quem é responsável pela BR 469? A PM do Paraná pode prender alguém na BR 469 ou tem que chamar a Policia Rodoviária? DE quem é a jurisdição? Quem manda aqui? Quem faz o quê onde e porquê? Foz do Iguaçu é a cidade que mais tem lugar onde ninguém manda. Algo tem que ser feito.


* A frase acima é do escritor paraguaio Augusto Roa Bastos (falecido). Escutei a frase dele. Não li. Para mim foi uma dica. Se eu escutar mais sobre o caso, lhe conto!

sábado, 25 de julho de 2009

Passamos dos 30 mil visitantes do Blog de Foz

Em algum momento na madrugada de hoje, o Blog de Foz recebeu o seu 30.000° visitante. Infelizmente eu não consegui ficar acordado para documentar o momento. É que lá fora, a temperatura chegou a 4°C abaixo de zero. Ou pelo meos é o que ouvi dizer. Só sei que estava frio. Já volto!

terça-feira, 21 de julho de 2009

Suínos, a gripe e os virus: pandemia!




Segundo informações do CDC (Centers for Desease Control)* o que impresiona na gripe suína é a velocidade com que ela se espalha. Não sua capacidade de matar. Sua periculosidade (virulência). Assim, o foco que se dá na quantidade de gente que a gripe matou está errado. Não é uma matadora ainda. No mundo morreram 700 pessoas - um número similar ao dos mortos em desastres aéreos nos últimos meses.

A Organização Mundial da Saúde trabalha com "fases" da propagação da gripe ou de qualquer outra "doença". A gripe suína está na fase seis. Veja a ilustração acima que mostram as fases (clique nela para ler) classificatórias de "demias". Tirei do site dos CDC. Destilando: as fases 1 - 3 são aquelas que se limitam à propagação entre animais com a infecção de alguns humanos; a fase 4 é aquela em que a transmissão de humanos para humanos começa; as fases 5 e 6, é a que a transmissão e propagação é ampla e sustentada; depois vem a fase pós-pico com possibilidades de eventos recorrentes e por último a pós-pandêmica onde a doença cai para uma ocorrência ocasional. Começo, meio e fim.

Que é endêmica, epidêmica, pandêmica?

Vou abordar essas palavras pelo lado lexicográfico delas e pela minha área de estudo que é a comunicação. Essas palavras não tem nada a ver com doença. "Dêmica" vem do grego "Demo" que é encontrada em "democracia". Significa povo, nação ou país. Endêmica (endo = dentro, interno + povo) quer dizer algo que se limita ao interior de um povo, região, país ou continente. Já epidemia vem de "epi" (sobre, em cima) mais "demo" que dá uma idéia de que está sobre um povo, cobre um povo etc. Então palavras como epidemiologia não tem nada a ver com doença. A epidemiologia poderia tranquilamente estudar o folclore. "Epidêmico" é um adjetivo que classifica um substatantivo. Tem que dizer o que é epidêmico (o carnaval é uma festa epidêmica no Brasil).

Como essas palavras pegaram a conotação de doença? Não sei! O uso, talvez. Já PANDÊMICO que dizer que está em toda parte. "PAN" vem de "todo". Panamericano (que envolve todas as Américas) etc. De novo nada a ver com doenças. A gripe suína é pandêmica ou uma "pandemia" está em "todos os demos" - quer dizer que o virus está em todos os povos.


Números da Gripe
Para que você tenha uma idéia do porque ela é chamada de pandemia (pertencente a todos os povos)

EUA 40.617
Argentina 3,056
Mexico 14,229
Chile 11,293
Canada 10,856
Tailândia 6,776
Austrália 14,703
Reino Unido 10,649
Brasil 2,856
Uruguai 550
Peru 2,796
Costa Rica 560
Nova Zelândia 2,443
Paraguai 175
Equador 394
Colômbia 202
El Salvador 452
Bolívia 715
Filipinas 2,668
Espanha 1,302
Singapure 1,217
Guatemala 374
Venezuela 281
República Dominicana 108
Jamaica 44
Hong Kong 2,091
Panamá 541
Brunei 346
Honduras 123
Egito 130
Tonga 9
Outros 17,485

Clique aqui para ver o ministro da Saúde explicando sobre a gripe.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Uma excursão às Cataratas nos anos 20. Filme de Burton Holmes



Viva Sara Ingrid! Eu sigo o Blog da Sara, estudante de jornalismo em Posadas e comandante do Blog Cronica de mi Tierra Colorada. Hoje fiz uma visita ao blog dela e me deparo com este filme que ela achou no Youtube. É um filme antigo de Burton Holmes que registra uma visita às Cataratas do Iguaçu em 1920. Não deu outra, já copiei idéia e posto o filme, sempre, reconhecendo e parabenizando a minha amiga blogueira misionera! Acrescento que Burton Holmes é o pai da palavra TravelLogue que é uma mistura de Travel (viagem) e Dialogue (Dialogo). Ele morreu em 1958. É um dos maiores contribuintes para fotografia e filmografia da Natureza e “destinos” de viagem. Veja o filme. Visite também o site que trata de todo o legado de Burton Holmes

Dia do Amigo! Que pena que não fiz nada


O texto abaixo foi enviado pelo colega Eraldo Magalhâes (foto), Presidente da Associação de Moradores da Vila C, em Foz. Um abraço amigo!

O Dia do Amigo foi adoptado em Buenos Aires, na Argentina, com o Decreto nº 235/79, acabando por ser seguido noutros paises do mundo. A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro. Ele inspirou-se na chegada do homem à lua, em 20 de Julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica como também uma oportunidade de se fazerem amigos noutras partes do universo.

Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema:
“Meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro”.

Aos poucos a data foi sendo adoptada noutros países e hoje, em quase todo o mundo, o dia 20 de Julho é o Dia do Amigo. É quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras, na teoria. No Brasi, o dia do amigo, também, é comemorado em 20 de Julho. No entranto há paises como nos Estados Unidos que esta comemoração é celebrada no primeiro domingo de Agosto mas com a denominação de o "Dia Internacional da Amizade" (International Friendship Day).

domingo, 19 de julho de 2009

PF testa VANT nas Três Fronteiras! Não se assuste!





A grande noticia já saiu nos jornais, TV, panfletos e já ecoou além das fronteiras. Eu só estou me metendo nesse assunto porque eu li em vários meios e fui levado a enteder que VANT é uma marca. Não é. VANT signfica Veículo Aéreo Não Tripulado. Prefiro o nome em inglês Unmanned Aereal Vehicle ou UAV. O verbo "tripular" em inglês é "to man". O que me parece mais humano visto que "man" significa homem. A preocupação de quem bolou os veículos "unmanned" - ou não tripulados era o de proteger a vida dos pilotos ou, ainda em outras palavras "homens" (ou mulheres, que já estão voando por aí).

O que é de deixar a todos de bocas abertas é o fato de que há uma verdadeira corrida na área dessas aeronaves. Em 2008 saiu em publicações especializadas que Brasil e Africa do Sul estavam planejando a construção de VANTs (tipo Denel Bateleur MALE)* em conjunto. Esses veículos são de todos os tamanhos. Há aqueles utilizados por forças de todos os países guerreiros como EUA, Israel e não tão guerreiros como o Canadá e agora começa o Brasil com a Polícia Federal no combate ao contrabando aqui nas Três Fronteiras (É importante ão assustar aos vizinhos especialmente à população).

Há de todos os tamanhos. A primeira foto mostra um VANT das indústrias Denel da Africa do Sul com as características do israelense, possivelmente um Heron que está sendo testado aqui; a segunda mostra um VANT portátil sendo lançado por um soldado também israelense. A terceira foto mostra um UAV do estilo pesadão mais na linha do que a PF está testando. Clicando aqui você vai assistir um video que mostra a Feira Internacional (2007) da Associação Internacional dessa área. Veja este outro "comercial" dos VANTs da IAI (Industrias Aeroespaciais de Israel.

A palavra MALE que aparece com um asterisco é a sigla de "medium-altitude long-endurance" que quer dizer que voa a altitude mediana com grande capacidade de ficar no ar por muito tempo - geralmente entre 20 e 24 horas. Parece ser o caso do VANT da PF aqui na Fronteira.

Na prática qualquer aeromodelo é um veículo aéreo não-tripulado. E o uso desse veículo nem sempre é militar ou policial. A indústria já providenciou usos civis para sua máquinas. POr US$ 10 mil a empresa CropCam já vende UAVs / VANTs portáteis para serem utilizados por agricultores para gerenciamento de suas propriedades. Claro que isso não inclui os laptop, softwares e outros periféricos para fazer funcionar a coisa. O congresso 2009 do mundo dos VANTs será o mês que vem em Washignton, EUA.

Acompanhamento: Placa passa bem e já foi restabelecida


A placa de trânsito da BR 277, aquela na entrada de Foz do Iguaçu já está de volta e não corre risco de morte. O 'bairronauta' sentiu a falta da placa logo após publicar a postagem anterior. A placa parece estar se recuperando bem. Os cuidados foram básicos. Nada de plástica ou lifting de partes de sua estrutura. Vamos torcer para que ela tenha aprendido a lição e não volte a atravessar ruas de bobeira! Vou ver se consigo fotografá-la amanhã para mostrar como ela está. Daí substituirei a foto. Tchau!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Placas não respeitam o trânsito na BR 277! Que coisa!



Foto "bairronauta" - BR 277 depois do Km 724

Tem que haver uma maneira de responsabilizar o Governo. O governo espalha placas de trânsito na BR 277 e outras BRs sem que as placas tenham sido devidamente conscientizadas. A placa que aparece na foto é uma velha conhecida deste blog. Imaginem vocês que esta placa tem o costume de sair do lugar dela e saltar, pular, fazer acrobacias na BR pondo em risco a vida dos milhares de motoristas privados e profissionais portadores merecidos de nossas gloriosas e cobiçadas CNHs (Carteira Nacioal de Habilitação).

Mas anteontem, ou um dia antes de anteontem, ela se deu mal. Foi atropelada. Teve as duas pernas fraturadas sem falar da clavícula que enterrou-se no barro do canteiro central. Agora, os cofres públicos terão que arcar com as despesas. Se o DNIT não tiver um contrato de saúde em curso, terá que licitar o reparo, as cirugias o "lifting" da pobre desordeira que, por enquanto, está lá próximo ao local onde ela causou o acidente.

Além de todas as placas, o Governo tem ainda que pagar os custos e sustentar os traumas causados por outros parasitas que sugam os cofres: postes de telefone, de eletricidade, árvores e outros tipos de perturbadores da paz do trânsito. Até quando os carros terão que conviver com tantos postes, muros, árvores, placas de trânsito e outos malabaristas e acrobatas que dançam nas vias públicas? Liberdade total para os carros já!

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Foz ainda tem lama, sim. Que maravilha!



Foto "bairronauta" entre os bairros Parque Presidente I e Pq. Presidente II

Nostálgico! Assim eu andava. Mas vibrei quando descobri esta poça de lama singular, maravilhosa, tradicional.Ainda bem que o Planeta não está todo devidamente "saneado", todo "asfaltado", todo "maquiado". Esta postagem é sincera e honesta. Eu não estou aqui cobrando providências da Prefeitura ou de quem quer que seja. Eu estou é vibrando com a lama. Como ecologista, o mundo para mim estaria perfeito assim. Já pensou, passar de bicicleta ali por dentro. Atravessar o lamaçal! Ou atravessá-lo de carro moderno desses que se compra sem IPI (Imposto sobre produto industrializado) em 800 prestações. Se você quiser protestar, é o seu direito. Pode até usar a foto. Eu gosto dessa poça de lama. Eu sugeriria ainda uma excursão de jovens para ter uma idéia de como eram as ruas de Foz do Iguaçu há até pouco tempo. Viva a lama!

domingo, 12 de julho de 2009

Blog de Foz a caminho dos primeiros 30 mil visitantes

Estou contando com carinho. Daqui a alguns dias o Blog de Foz terá recebido seus primeiros 30 mil visitantes. Me sinto honrado. A primeira postagem do blog, em 2007, foi uma republicação de uma nota minha chamada Foz Cidade Atípica. A segunda foi a lista do que fazer nas Três Fronteiras que batizei na época de "TriFron", a lista começou com 100 sugestões. Hoje passa de 130. Em seguida vieram as postagens dando dicas e esclarecicmentos sobre os ônibus urbanos de Foz do Iguaçu, o TTU, as linhas integradas, as linhas metropolitanas que servem a Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel e Costa Oeste e as "linhas circulares internacionais urbanas" - essa última uma concepção fantástica que exige um pouco de raciocínio para entender. Como circular? Como internacional urbana? Desde então muito apareceu aqui nas páginas do Blog de Foz. Vejo que há mais usuários fora de Foz e muita gente procura exatamente as informações sobre transportes, ônibus urbanos, rodoviárias e como se movimentar na cidade e na TriFron.

Aconteceram algumas coisas interessantes. Fiz uma postagem sobre as paraguaias que vendem frutas, amendoim, raízes em Foz e que, na estação aproprioada trazem caraguatá. O tema da postagem foi "Vendo Caraguatá Fresquinho". Não demorou para que alguém me encomendasse caraguatá de São Paulo. Era urgente. Uma criança precisava de xarope de caraguatá. Uma mobilização permitiu atender a urgência. Logo vieram os pedidos de receita de xarope de caraguatá. Um outro senhor de São Paulo que veio como turista, me escreveu para dizer que seguindo minha dica esteve em Foz e ficou em um hotel cinco estrelas. Na viagem de volta, levou caraguatá pra casa e fez xarope seguindo receita da vovó. Me animei com isso.

Licor de Jerivá
Agora aproveito para dizer a novidade. Me inspirando em receita de Licor de Butiá e me lembrado do licor de Butiá que a Dona Maria Sparrenberger faz, fiz adaptações e consegui produzir minhas primeiras duas garrafas de licor de jerivá ou Licor de Pindó. Estou na difícil tarefa de testar o meu licor. Posso contar agorinha que ele é forte. Daqui a alguns dias, eu vou fazer uma postagem (publicação) chamada: Tenho uma receita de Licor de Jerivá - vamos ver o que vai acontecer!

Encontro Poliglota II foi no Subway – Centro, Foz do Iguaçu


Como mostra o título da postagem quero falar de duas coisas. O encontro poliglota e o Subway. A noticia é: desta vez fui ao Encontro Poliglota, relizado ontem, dia 11 aqui em Foz do Iguaçu. A idéia do encontro é do casal Otto e Alba, ambos da Habla Tradutores – uma empresa sediada no Centro Empresarial Discernimentum na antiga Cabeça de Boi Campestre.

Na primeira edição não fui. Estava chovendo. Na segunda quase não vou. Estava frio. E eu praticamente moro no exterior, no bairro Três Bandeiras. Se eu perder o ônibus que sai agora às 11 horas, só amanhã de manhã. Quando cheguei ao Subway, quase não entro. Sou tímido. Onde eu estou me metendo? Direito tenho. Sou poliglota! Mas, o local estava razoavelmente cheio. Depois encheu. Eu não gosto de desfilar. Na entrada, recebi um crachá. Que idiomas coloco? Inglês e espanhol. Basta! Ambiente, interessante! Pessoas conversando em um idioma que não é o dele. Pessoas juntas. Muito importante. O lema do encontro que também é um blog, é poliglotismo, fraternismo e universalismo. Isso é muito mais importante do que parece.

Tem alguma coisa no falar em idiomas diferentes. Me parece que não é a mesma coisa. Quando era mais moço eu dizia que cada língua tem uma alma. Hoje esqueci porque dizia isso. De uma língua para outra se trabalha com conceitos que não existe na outra. A ordem da organização de idéias é diferente. Em umas, o verbo vai no final. Em outras, o verbo vai no meio. Tipo: “eu como carne” e “eu carne como”. Em algumas não precisa dizer eu. Basta dizer “carne come”. E isso não quer dizer atraso cultural. O russo é uma lingua de alta ciência e não tem o verbo ser. “Eu sou brasileiro” fica “eu brasileiro”.

Em compensação o russo tem feminino do tempo passado. “Eu era feliz e não sabia” tem maneira masculina e feminina de dizer. É como se o homem dissesse: “eu ero felizo e não sabiavo” e a mulher dissesse “eu era feliza e não sabiava”, isso é um exemplo exagerado para que sua mente forme a imagem do tamanho do pepino que significa “dominar” o russo. O russo me domina há mais de 30 anos.

Mas o feminino do russo não é o aspecto mais difícil do idioma. Tem muito mais. No linguajar popular a gente tem a idéia de uma coisa chamada de trás pra frente e de frente pra trás. Entender, ser parte de tudo isso e não sair denigrindo a imagem do outro, já é um grande passo no caminho da tolerância, da fraternidade e do universalismo. O monolinguismo é, para mim, parte da monocultura e monocultura não é boa para a natureza – pode ser monocultura da soja, do trigo, da religião ou de vias econômicas ou de pontos de vista políticos, culturais ou lingüísticos. Assim, adorei ir ao Encontro Poliglota. Boa semente! E o Subway?

Eu já tinha visto a logo. Tinha visto a loja. Mas não conhecia a proposta. Não sabia que o Subway-Foz é parte de uma rede de 31.105 restaurantes em 90 países. Os sanduiches Subway usam pão baguete de 15 centímetros ou 30 e tem proposta saudável, sem fritura, pão sem lactose, o cliente pode fazer o sanduíche do jeito que quer segundo um catálogo. "Aqui não se firta nada", disse o proprietário da franquia em Foz. Ele também participou do encontro poliglota, treinou inglês e francês, escutou espanhol e já andou engatando um curso de árabe além de patrocinar um chá quente para toda a galera do ajuntamento polilíngue. Sobre a cadeia Subway, ele destacou o aspecto saudável dos sanduches Subway criados em 1966 ou 69 nos EUA. Os funcionários foram gentis e abertos e receberam a invasão com um sorriso. Comida internacional ou seja é Foz do Iguaçu na rota dos sabores internacionais. Confira!

Onde fica o Subway?
Há dois em Foz: um no Cataratas JL Shopping; o outro na Rua J. Schimmelpfeng, 230. Há também delivery quer dizer "entrega" em casa. O número de entrega da Loja Centro centro é 3025 7717. Propaganda gratuita cortesia do Google / Blogger e da blogoesfera!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Vila C Foz do Iguaçu: quem lembra dessa época?


Em postagens anteriores neste blog que exploram os bairros de Foz do Iguaçu, destquei a Rgeião da Vila "C" de Foz do Iguaçu que começou como um bairro para abrigar trabalhadores na grande obra da construção da Itaipu. Recebi o recorte de jornal acima via e-mail e creio que muita gente deve ter recebido. Ai se pode ler uma matéria que saiu no jornal Nosso Tempo sobre a Vila "C" e a patrulha que havia em cima dos moradores para coibir alguns comportamentos "indevidos" na região.

O título da matéria é: Itaipu - Repressão Sexual na Vila "C". Gostei de ver aí que a matéria dava a entender que o plano original era destruir os barracões do grande acampamento de trabalhadores após a finalização da obra. Nada deu mais errado. A Vila C continua em pé. O bairro continua crescendo. A população aumentou, a repressão sexual acabou e agora já há Vila C Nova e se fala de Vila C Sul, Vila C Norte e muita criança correndo. É só para lembrar um pouco do passado. Já volto à Vila C!

terça-feira, 7 de julho de 2009

Migração na fronteira: aperto a partir de agosto

Em matéria assinada pelo colega Fermin Jara da redação local do Jornal ABC Color, o Brasil estaria pronto para dar o golpe de graça ao comércio de Ciudad del Este. Segundo o material, a partir de primeiro de agosto a Policia Federal brasileira vai aumentar o controle de todos os que entram e saem do País pela POnte Internacional da Amizade. Todos, segundo o texto, terão que tramitar "entrada" e "saída" não importa quantas vezes se atravesse a fronteira. Em parte na matéria, o colega cita empresários que acham que o anúncio vem como resposta ao pedido paraguaio de revisão do Tratado de Itaipu.


Comentário do Blog de Foz

Não há novidade. Tudo isso estava previsto. Em fevereiro de 2006 concersei com o então chefe da Delegacia de Migração da Polícia Federal no Paraná, delegado Igor Romário de Paula e ele anunciou que, se não me engano, a partir de junho daquele ano, todos os brasileiros iriam voltar a ter que "fazer saída" ao sair do País. Hoje, o brasileiro sai do país sem preencher nenhum documento. Isso nem sempre foi assim. Essa liberação de preencher um documento de saída foi criada no Governo do Presidente Fernando Collor. Antes disso, todos tínhamos que preencher um "cartão de saída" para irmos à Assunção, Caacupé, Buenos Aires, Posadas. Há mais tempo ainda, na época militar, a gente tinha que conseguir um visto de saída.

Escrevi sobre esse tema no meu blog Notas do Turismo. Como o material foi decentemente bom coloco aqui o link para uma postagem chamada Mudanças na Fronteira. Nela, o delegado Igor Romário de Paula, chefe da Delegacia de Migração para o Paraná, na época, me explicou bonitinho tudo o que estava acontecendo e anunciou algumas coisas que até o momento não recebeu a devida atenção da cidadania, da imprensa, das lideranças. Recomendo uma leitura do material. Tem novidade apesar de ser de fevereiro de 2006. Se ligue em uma informação para quem atravessa a ponte todos os dias e o travamento de uma máquina! Vê lá!


Bem tendo dito isso e ajudado a difundir a idéia de que tudo está previsto, e de que ninguém inventou a roda, acrescento que devemos aguardar para muito breve o anúncio de que o Paraguai também vai controlar quem entra no País de maneira mais eficaz. É só as obras da nova estrutura aduaneira-migratória ficarem prontas.

É o fim do Comércio de Ciudad del Este? Será o fim do turismo de Ciudad del Este? Desde 1995 venho acompanhando as discussões do que se chama "Produtos Turísticos Integrados do Mercosul" que criou alguns "pólos turísticos internacionais" dos quais o mais adiantado, apesar de tudo, é o "Pólo Turístico Internacional do Iguaçu" que inclui Foz do Iguaçu, Ciudad del Este, Puerto Franco, Hernandárias e Mingá Guazú (Paraguai) além da cidade e departamento de Puerto Iguazu (Argetina).

Esse Pólo significará agilidade nos processos migratórios de turistas. Hoje há muitos problemas com vistos. Tem turista que vem à Foz e não pode ir ver as Cataratas no lado argentino por falta de visto consular ou vice-versa. O Pólo significará que o turista que tiver entrado legalmente em um dos países membros do Pólo, pode circular livremente dentro do Pólo Internacional Turistico do Iguaçu. O Pólo terá limites. Por exemplo, o turista que estiver dentro do Pólo não poderá ir à Prainha de Santa Terezinha porque Santa Terezinha não está dentro do Pólo.

É aí onde entram as futuras bases de controle migratório nos limites do Pólo conhecidas pelo processo "afastamento das fronteiras". O Paraguai terá um controle no KM 14, a Argentina já tem um no KM 50 antes do Lago da Usina Hidrelétrica do Uruguaí e o Brasil terá uma estrutura perto do ou naquele prédio que os locais chamam de elefante branco na BR 277 que foi feito para ser o Portal de Foz (não confundir com o Portal da Foz, bairro). Vale a pena esperar para ver como terminará a novela daquele prédio do Governo Estadual.

É isso aí! Tudo está previsto. É mais fácil ajudar a acontecer! E não tem nada a ver com a revisão do Tratado de Itaipu! O Blog vai continuar acompanhando!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Enquetes do Blog de Foz! Concluidas: confira os resultados

Concluídas as enquetes do Blog de Foz. Foram três, até agora, nesta primeira etapa. A primeira enquete postada queria saber sobre algumas das prioridades dos iguaçuenses. No quesito o que mais lhe preocupa? A alta de segurança, emprego e renda? Falta de planejamento? Ou o controle da informação? O controle da informação recebeu zero entre as grandes preocupações; a falta de emprego ficou com 20%, a falta de planejamento outros 20% e a falta de segurança saiu na frente com 60%dos votos. Nesta enquete votaram cinco pessoas.


Uma segunda enquete foi sobre a preocupação dos iguaçuenses quanto ao ano 2023 quando o Tratado de Itaipu deixa de existir ou valer. O que acontecerá depois? Que futuro? Isso lhe preocupa? A enquete quis saber se seu grau de preocupação é muito, um pouco, mais ou menos ou nada. O nada não recebeu voto (0%), o mais ou menos ficou com 11%; um pouco ficou com outros 11% e o que merece atenção de órgãos de comunicação mais estabelecidos é que 66% dos votos foi para o "muito". O que vai acontecer em 2023 preocupa muito para uma quantidade maior de pessoas.


Ontem encerrou a pesquisa ou enquete maior. A pergunta foi: Para
você Foz do Iguaçu é uma (1) cidade feia: Uma cidade mal cuidada? Uma cidade abandonada? Ou uma cidade que precisa de cuidados? Esta pesquisa foi a que mais ficou no ar e teve a maior participação. Votaram 30 pessoas. Foz do Iguaçu é uma cidade feia ficou com 3% dos votos; uma cidade mal cuidada ficou com 11%. Uma cidade abandonada ficou com 20% e 40% escolheu a possibilidade: precisa de cuidados! Votaram 30 pessoas! Ou foram 30 votos!

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Voltei! Estava na Argentina! Muito a contar!


O avião na pista é um McDonnell Douglas MD-82 da Andes lihas Aéreas - uma empresa criada pelo Governo da Província de Salta (Argentina) para ajudar a incrementar o turismo da província que tem fronteiras com a Bolívia, o Chile e com o Paraguai - lá no Alto Chaco. A Província controla 65% do capital da empresa que mantêm o único voo direto entre Puerto Iguazú e Salta e que continua para Mendoza e Buenos Aires. Voar entre Puerto Iguazú / Foz do Iguaçu e Salta é voar entre uma maravilha de dar água na boca para outra maravilha de deixar o queixo caído. Sair da região das Cataratas para a região das "quebradas", das "abras", dos "vales" da "puna" da "yunga" de "salares", é transitar entre paraísos, entre verdadeiras amostras da critividade da natureza. Não é por acaso que se dai das Cataratas do Iguaçu, Patrimônio Natural segundo a Convenção Internacional do Patrimônio da Humanidade da UNESCO, para cair de queixo no Patrimônio Natural e Cultural da "Quebrada de Humahuaca".

Prometo não economizar escrita e fotos sobre a viagem neste blog e todos os outros da Rede JL de Blog Communication Corporation (ainda não associado às Organizações Tabajaras) e em órgãos de imprensa que me aceitam. Já começo a postagem e vou avisando onde for aparecendo! Na viagem visitamos duas capitais: Salta Capital de Salta e San salvador de Jujuy, capital da Provincia de Jujuy.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região