quinta-feira, 26 de maio de 2016

Um Mini Guia para o Parque das Aves

Nota este guia não segue a estrutura de um guia de viagem no sentido de dizer o que fazer.  A meta aqui é ajudar o visitantes a ter uma ideia do que vai ver, da variedade de pássaros no local e a grande variedade de espécies e sua distribuição no mundo. Destacamos somente algumas das mais de 100 espécies presentes.  Ao mesmo tempo aqui e ali contamos alguma coisa que valoriza este atrativo tão importante para a cidade, para a região e para todos os que o visitam.  
Mapa do Parque das Aves com os 30 ambientes e estrutura
O Parque das Aves fica na BR 469 ou Rodovia das Cataratas próximo à "Entrada Monumental" do Parque Nacional do Iguaçu ( de uso restrito)  e ao Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu. Em frente está o Centro de Recepção da empresa Helisul que mantêm voos panorâmicos sobre as Cataratas, Itaipu Binacional e região. O Parque possui um estacionamento delimitado por grades em um espaço de sabor internacional ladeado por bandeiras de dezenas de países. Do estacionamento se tem acesso à bilheteria onde se adquire o ingresso. Logo ao lado, está a entrada com uma catraca de controle. A saída do Parque, no lado oposto à entrada, também se dá pelo estacionamento. O mapa acima é entregue ainda na bilheteria junto com recibo ou ingresso que deve ser apresentado no controle de entrada.Para ampliar o mapa clique sobre a imagem. Com o mapa a sua visita pode ser classificada como "auto-guiada".

terça-feira, 24 de maio de 2016

Algumas palavras sobre o caso de Gheto Mondésir, os idiomas e a impunidade


Diversas cenas do vídeo
Há 10 dias, o haitiano Gheto Mondésir era agredido na madrugada de Foz do Iguaçu - cidade onde um de seus valores é a convivência pacífica entre mais de 70 nacionalidades ou etnias. Algumas têm milhares de pessoas como a árabe libanesa, outras tem só um morador como é o caso de um albanês aqui, um butanês lá, um singalês, um indiano tâmil que é o caso de nosso pároco da Igreja Matriz. Todos gostamos disso. Viver em paz. 

Isso até sábado, dia 14, quando o grupo acima que aparece nas imagens divulgadas  pela Polícia Civil  à imprensa e, no caso destas imagens, mostradas pela RPC no Paraná.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Uma nota do Blog de Foz aos agressores do haitiano

Membros do CORE Group


Os haitianos de Foz do Iguaçu estão aqui porque nós estamos lá. O Brasil é membro do CORE Group que administra o Haiti após o terremoto que destruiu o país, matou mais de 200 mil pessoas inclusive a nossa querida e respeitada Zilda Arns, seguido por outros inúmeros desastres entre eles secas, inundações, doenças e fome.  O Core Group é formado pelos embaixadores do Brasil, Canadá, União Europeia, França, Espanha, estados Unidos da América e a OEA por meio de um representante especial. Essa intervenção ocorre por determinação do Capítulo 7 da Carta das Nações Unidas.   

É uma situação complicada como bem demonstra um longo editorial assinado por Marvel Dandin publicado hoje (ontem) na Radio Kiskeya do Haiti onde o autor responde a uma pergunta: Commemorer le drapeau? Oui, mais (Comemorar a bandeira: Sim, mas) e onde faz uma longa análise da situação. A bandeira do Haiti é comemorada no dia 18 de maio.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Comunidade acadêmica da UNILA promove eventos em solidariedade a Getho Mondésir


Esta postagem é do começo da semana. Mas ela tem espaço aqui para registrar seu conteúdo rico em reflexões humanas. Retransmito: 
  
 
Às vésperas da comemoração do Dia da Bandeira do Haiti, o clima entre os estudantes não é de festa, mas, sim, de reflexão. No sábado (14), Getho Mondésir, acadêmico haitiano de Administração Pública e Políticas Públicas da UNILA, foi agredido verbalmente e fisicamente no centro de Foz do Iguaçu.
O ato, violento, xenofóbico e racista, indignou toda a comunidade unileira que, desde então, tem-se mobilizado para discutir e provocar reflexões sobre o preconceito por que passam os estudantes – especialmente os estrangeiros e os negros. Nesta terça-feira (17), os debates concentraram-se no Auditório do Jardim Universitário, onde, em um primeiro momento, os próprios estudantes haitianos promoveram uma roda de conversa sobre o racismo.

Queria que não estivéssemos sós

Todo mundo é preto mas uns têm cabeça amarela ... (Donald Quintana)

De tudo o que vive sobre a terra, nós do gênero "homo" somos a única espécie que andamos eretos em cima de dois pés. Neste sentido somos solitários. É uma solidão que dói. Vi uma foto do fotógrafo de Natureza americano Donald Quintana onde ele mostra um bando de pássaros-pretos-de-cabeça-amarela. Ele conta que o bando tinha cerca de 300 pássaros. Ao fotografar ele descobriu que no meio deles havia um "estranho na formação": um pássaro-preto-de-asas-vermelhas.  Fiquei pensando no grau de civilidade dos pássaros de cabeça amarela ao aceitar um forasteiro no grupo. Não é só um forasteiro por não ser do grupo. É um forasteiro por ser de outra espécie. 

terça-feira, 17 de maio de 2016

Uma Declaração da Paz, da Coreia do Sul para o Mundo

Dez princípios da Declaração proclamada em março deste ano


Uma Lei Internacional que proíba e desestimule o uso da força, a guerra, a intervenção além de incentivar a harmonia entre as religiões e uma cultura da paz está em andamento. A redação da Lei foi concluída em 2015 e em março de 2016 foi proclamada mundialmente em um evento internacional em Seul na Coreia do Sul. A campanha agora é fazê-la ser adotada no mundo. A façanha ousada  é assinada pelo líder religioso e pacifista Hee Man Lee e fundador da HWPL que entre organizações irmãs e departamentos possui o Comitê de Paz da Lei internacional da HWPL e um Comitê Jurídico responsáveis pela proposta e efetivação da Lei na busca de um Mundo sem Guerras. 

Para não esquecer do fracking: rejeito tóxico

O cartaz acima, parte das campanhas contra a exploração de petróleo e gás pelo método do fraturamento hidráulico (fracking) diz: O Fracking gerou 280 bilhões de galões de água de rejeito tóxico em 2012.  O suficiente para inundar Washington, DC em uma lagoa tóxica com uma profundidade de 22 pés  (6,7 metros).   

Lixo e coleta seletiva foram debatidos em Audiência Pública

Material oficial produzido pela Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu
Vereador Paulo Rocha e secretário do Meio Ambiente de Foz

A audiência pública a respeito da coleta seletiva e meio ambiente, proposta e conduzida pelo Vereador Paulo Rocha (PMDB), abordou diversos aspectos, como conscientização ambiental do cidadão; responsabilidade da Vital e preocupação com a preservação do meio ambiente. Ao final da discussão, os Vereadores definiram criar uma comissão para analisar o contrato da Vital Engenharia. 

O proponente do debate, Vereador Paulo Rocha (PMDB), destacou. “Queremos sair dessa audiência para termos algum subsídio para ajudar Foz do Iguaçu. A gente tem que ficar cobrando as coisas. É um absurdo não estar com a gente um representante da Vital. O principal objetivo é pedir a volta da coleta de lixo. Outro ponto é que também não tem mão-de-obra, a Prefeitura não faz concurso público. Um funcionário da Vital também tornou público aqui que a empresa demitiu cerca de 200 funcionários, mas por que demitiu se o valor do contrato aumentou? Se as pessoas reclamam do lixo vamos dar a resposta que a população merece, para melhorar a qualidade de vida do povo de Foz”. 

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Postagem ornitológica da semana: saís e cambacica da Vila Borges


Casal de Saí-azul
 Dois exemplares da ornitofauna de Foz do Iguaçu. Um casal de saí-azul ou saí-bicudo. Blue dacnis em inglês, saí-azul também em espanhol e só "sai" em guarani. O macho é o azul com preto e a fêmea, é predominantemente verde, com a parte superior da cabeça azul clara. Um pássaro definitivamente neotropical que voa e vive da Nicarágua à Argentina, exceto Chile. Este casal foi fotografado em um pé de jabuticaba no meu quintal com uma lente 35 - 135 mm o que significa que basicamente se deixaram fotografar. Nome científico Dacnis cayana.

Saí-azul e cambacica
Uma curiosidade: gostei do detalhe do olho deste saí-azul. O branco na área dos olhos que não aparece no "cidadão" (exemplar, indivíduo) acima. Ele aparece compartilhando um bebedouro com um ou uma "cambacica", conhecida em espanhol como "saí mielero". Mieleiro vem de mel,  o que significa que ele gosta de doce, ou melhor eles gostam. Daí a visita aos bebedouros. Em inglês a cambacica ou o cambacica é conhecida como "bananaquit". Nome científico Coereba flaveola    

NOTA
Está criada a categoria postagem ornitológica do Blog de Foz para ajudar a despertar a curiosidade sobre a fauna ornitológica de Foz do Iguaçu e da região e abrir os olhos para a necessidade de ter cuidados com os pássaros. Afinal, a terra também é deles e como disse o diretor do Parque Nacional do Iguaçu em  audiência pública, eles tem o "direito intrínseco" à vida. Recomendo esta Postagem sobre as "ordens" dos pássaros

Audiência pública para tratar da questão do lixo e coleta seletiva

A Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu realiza hoje uma audiência pública para discutir a questão do "lixo", hoje chamado de "resíduos sólidos". A discussão incluirá a alta taxa para a coleta de lixo cobrada no município, segundo os organizadores e a coletiva seletiva que é muito pequena, quase não existente. O Blog de Foz retransmite o convite do vereador Paulo Rocha  que convocou a audiência. Voltaremos com resultados. Um bom dia, a todos.

13 de maio de 2016
13 de maio de 1 DG

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Houve golpe

Me confraternizo com os colegas jornalistas da Rede Globo que tiveram que ler e interpretar as mensagens embutidas e nem tão embutidas que levaram, como vimos, ao golpe parlamentar no Brasil. Jackson Lima, neste ano de 2016, o ano um depois do golpe (12 de Maio de 1 DG).

Fórum debaterá redução do pedágio e extração do gás de xisto em Cascavel



Clique para ampliar
O Programa Oeste em Desenvolvimento vai colocar em debate no próximo dia 16, na Faculdade Assis Gurgacz (FAG), em Cascavel, durante o Fórum de Desenvolvimento Econômico do Território Oeste do Paraná, duas bandeiras que considera essencial para o crescimento sustentável da região.
 Estarão em pauta a não renovação antecipada dos contratos de pedágios e o posicionamento também contrário à exploração do gás de xisto por meio do fracking (fraturamento hidráulico de rochas), que começa a ganhar corpo na região. Dividido em duas partes, o evento começa às 15h30, com a discussão dos temas técnicos. Em seguida, por volta das 18h30, está prevista uma plenária para deliberações.

Municípios contra o fracking na Marcha de Prefeitos em Brasília



Prefeitos são informados do perigo do fraturamento hidráulico de rochas para extrair petróleo
O prefeito de Toledo, Beto Lunitti é um dos mais de cinco mil prefeitos que participaram na XIX  Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, evento nacional organizado pela Confederação Nacional de Municípios que termina hoje na Capital Federal. No evento,  Lunitti entregou documentos para o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, acompanhado do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno. 
Na oportunidade, Lunitti anunciou que Toledo coordenará uma comissão na CNM para debater o FRACKING, com agenda prevista para junho, para estabelecer um cronograma de estudos técnicos a ser apresentado aos Senadores e Deputados Federais.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Acordo de Livre Comércio Mercosul - União Europeia deu um passo importante hoje


Brinde à troca de ofertas (Foto Comissão Europeia)

A União Europeia e o Mercosul trocaram ofertas e propostas para um acordo de livre comércio hoje (11) pela manhã em Bruxelas, Bélgica. O anúncio foi feito em um comunicado da Comissão Europeia e pelo governo do Uruguai que exerce a presidência PTempore do bloco. As negociações entre os dois blocos começaram em 1999 e seguiram até 2004, quando foram interrompidas por seis anos, até 2010. Desde então, ocorreram novas rodadas de conversações que levaram à troca de propostas formalizadas ontem.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Mais Panamá Papers serão divulgados hoje

Está marcado para hoje  a divulgação de mais documentos ligados ao caso Panamá Papers que contem nomes de pessoas e empresas que mantêm contas secretas em paraísos fiscais. Os nomes vão aparecer às 18h00 GMT neste endereço. Será por volta das 14h.  Os documentos caíram nas mãos de um Consórcio de Jornalista Independentes. 


Nosso lixo errado de cada dia: caso da destinação incorreta

 
Entulho de tudo, até quando?
"Vamos dar uma destinação correta para o lixo". Esta frase está na boca do povo. Mas, na prática, qual é a destinação correta? Centenas de caçambas de entulho são distribuídas pela cidade todos os dias. Todo o entulho é levado ao aterro sanitário. Não me parece que o aterro sanitário seja a "destinação correta" para o entulho de construção.  Olhando nas duas fotos de caçambas nesta postagem, pode-se ver um festival de tudo. Isopor, madeira, tábuas, galhos de árvores, folhas, tapetes, móveis e muito mais. Tudo poderia ser reciclado ou reutilizado. Em Foz do Iguaçu há até um movimento para reduzir o valor da taxa paga ao município para que o contdo das caçambas seja depositado no aterro. Além da falta de reciclagem de entulhos uma pequena excursão pela cidade mostra que muita coisa vai para o lixo, desta vez levada pelos caminhões também para o aterro.  

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região