terça-feira, 6 de novembro de 2007

Itaipu e Mascarello



Por que eu colocaria uma foto de um ônibus da Viação Itaipu aqui neste espaço? Só por um motivo: este ônibus é novo, quer dizer esta foto foi feita recentemente e o ônibus acaba de chegar em Foz do Iguaçu, diretamente da fábrica. Que fábrica? A Mascarello, do grupo Comil que ocupa . É uma fábrica que fica no Distrito Industrial Albino Nicolau Schmidt na BR 277 em Cascavel, na saída para Foz do Iguaçu. Gosto de ver que a empresa do Dr. Erminio Gatti tenha dado preferência a ônibus fabricados na região oeste do Paraná. Afinal eu conheço gente de toda a região que encontrou trabalho na Mascarello.

Só para ilustrar eu apresento aqui uma idéia da estrutura organizada e planejada para as atividades econômicas e industriais em Cascavel. São uma série de distritos, parques, condomînios industriais dedicados. Confira a listinha:

1) Distrito Industrial de Cascavel, 2) Núcleo de Produção Industrial I, 3) Núcleo de produção Industrial II, 4) Casulos Indstriais, 5) Núcleo de Produção Industrial III Allan Charles Padovani, 6) Distrito Industrial Domiciano Theovaldo Bresolin (Este com 4.015 funcionários), 7) Condomìnio Industrial Albino Nicolau Schmidt, com 10 unidades industriais e 27 indústrias em instalação, 8) a CITVEL – Cidade Industrial e Tecnológica de Cascavel e o 9) Parque Industrial Morumbi com expectativa de 30 indústrias.

A fonte desses dados é a Companhia de Desenvolvimento de Cascavel (Codevel) que deveria ser também uma fonte de inspiração para Foz do Iguaçu. Com isso não quero dizer que Foz do Iguaçu não tenha indústrias funcionando em vários lugares. Conheço muitos. Creio e opino aqui que o que está faltando é estruturar a coisa, ter um plano de vôo. Até hoje não vi nenhum plano a ser seguido em nehuma área econômica de nossa cidade. Assim meu conselho é: ao organizarem missões comerciais para aprender como outros lugares fizeram o dever de casa, meu conselho é: vão primeiro a Cascavel. Depois podem ir a Toledo, Santa Tereza do Oeste e até Capitâo Leônidas Marques onde há pequenas fábricas que são o esteio da cidades. FUI!

Torre de Foz



Esta é uma foto da maquete da Torre que se projeta construir no Marco das Três Fronteiras. Já falo dela! É única no Brasil com restaurante giratório? De onde vem esta moda?

Avenida das Cataratas II



Mais uma foto daquele trecho da Avenida. É uma foto bem ruizinha tirada por mim.

Avenida das Cataratas



Tem uma coisa nesse visual da Avenida que me parece meio "balneário". Este trecho tem uma atmosfera de turismo. Lamento que os condomínios fechados de luxo estejam invadindo a Avenida das Cataratas. Esta é a minha visão. Muitos pensadores escreveram e disseram que condomínio fechado é gueto. De luxo mas gueto. Eu assino em baixo.

Restaurante China



Detalhe da entrada do Restaurante China, um dos mais antigos em Foz do Iguaçu. O restaurante desde os anos em que os chineses da China Popular não viajavam e ainda todos usavam uniforme de Mao Tsé Tung. Ou melhor na época Mao Tsé Tung era chamado assim. Hoje é Maoze Dong e Pequim é Beijin. E canal chinês se vê em toda cidade do mundo.

ABC



Estádio do ABC Futebol Clube de Foz do IGuaçu. O clube foi fundado em 1915,

Kingdom Hall ou o Salão do Reino das Testemunhas de Jeová da Avenida das Cataratas

Foto de 2007

Foto atualizada (2016) 
Detalhes da placa

Este é o mais novo Salão do Reino das Testemunhas de Jeová em Foz do Iguaçu. Gosto do trilinguismo exibido onde aparecem o nome oficial do local em português, inglês e espanhol (Kingdom Hall of Jehovah's Witnesses / Salón del Reino de los Testigos de Jehová) no lado da Rua Manêncio Martins e em português no lado da Avenida das Cataratas. Aqui neste local internacional se reúnem três  congregações. A Congregação Central, a da Vila Yolanda (Iolanda) e a Congregação em Espanhol. Há reuniões em português nos horários noturnos na sexta e domingo (Iolanda) e quarta-feira e sábado (central).


Como se vê na placa há ainda um grupo de estudos em árabe nas quarta-feiras (الأربعاء) e coreano aos domingos (일요일) às 16h. As reuniões em espanhol acontecem duas vezes por semana. Na quinta-feira (jueves) e domingo, às 10h. O endereço é Rua Manêncio Martins esquina com a Avenida das Cataratas ou seja entre o Hotel Turrance Green e a Avenida que leva às Cataratas do Iguaçu.  

Mais informações
* Há ponto de taxis bem em frente ao Salão
*Seu agente de viagem poderá organizar um traslado (transporte) de ida e volta com espera ou com hora marcada para retorno. Geralmente os hotéis possuem mapa e podem dar mais informações sobre transporte e como usar o transporte coletivo. A área onde está o Salão do reino é residencial e não apresenta riscos à segurança. 


*O ônibus (Linha 120) Centro - Aeroporto - Parque Nacional (Ida) passa pelo Salão e pode ser utilizado por quem está em hotéis no centro.  

*O ônibus (Linha 120) Parque Nacional - Aeroporto - Centro passa pelo Salão e pode ser utilizado por que está nos hotéis localizados na Rodovia das Cataratas (BR-469) como San Martin, Colonial Harbor, Canzi, Panorama, Carimã e outros.

Atenção!
Se você for idoso, a Lei Municipal 4.381 de 2015 de Foz do Iguaçu lhe dá direito a um assento mesmo que o ônibus esteja lotado. O iguaçuense é razoavelmente consciente disso. Mas se necessário o cobrador ou cobradora solicitará um assento ou poderá "armar um barraco" para você.  Caso você seja jovem e forte a mesma Lei Municipal diz que todos os assentos dos ônibus em Foz são preferenciais para idosos, gestantes, obesos, pessoas com locomoção limitada. Há um assento reservado para cadeira de rodas ou deficiente visual com cachorro-guia. A maioria dos ônibus possuem elevador para cadeira de rodas que devem seu acionadas também para qualquer passageiro com deficiência ou limitação de locomoção (exemplo: alguém com dois braços em tipóia. Na ausência de usuários preferenciais, os assentos são livres. 
 
Outros Salões em Foz
Três outras congregações das Testemunhas de Jeová em Foz do Iguaçu se reúnem na Avenida República Argentina, 5.215, bairro Vila Borges, em frente ao Supermercado Muffato. São a congregação Leste (sexta-feira, 19h45, domingo, 8h30) Congregação Cataratas (quinta-feira, 19h30 e sábado 19h30) e Congregação Morumbi (quarta-feira, 19h30 e domingo, 19h).  Há outra congregação na Avenida General Meira, área de influência do Marco das Três Fronteiras - Complexo Turístico Marco das Américas e outro Salão fica na Avenida Tancredo Neves, área de influência da Itaipu Binacional.   

Antigo Hospital

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Uma casa histórica em Foz



Na minha lista que contém 120 sugestões de coisas que se pode fazer na Tríplice Fronteira, está uma visita ao Monumento Científico Moisés Bertoni, conhecido popularmente como Museu Bertoni localizado na área rural da cidade paraguaia de Presidente Franco. Monumento Científico é uma categoria dentro do Sistema Nacional de Parques Nacionais do Paraguai. Este bem paraguaio consiste em 200 hectares de terra que foi outrora parte da propriedade de Moisés Bertoni e que por sua vez foi chamada, de Colônia Guilherme Tell (Guillermo Tell, Wilhelm Tell, William Tell etc).

Bertoni veio para o Paraguai depois de passar pela Argentina para ser colono. Isso é o que esperavam os governos locais. Mas, Bertoni vinha em busca de outra coisa. Além de cientista e pesquisador ele também gostava de agricultura e filosofia. Ele procurava um lugar no mundo onde ainda se pudesse construir uma boa sociedade. Por isso, sua porecupação em formar uma colônia do bem. Daí seu interesse na estrutura social dos Guarani e em sua forma de governo.

No momento desejo destacar que Bertoni nasceu na Suíça, não só na Suíça mas no Cantão do Ticino, na Suíça de fala italiana. E além disso, não basta dizer que ele era ticinese (ticinês). Ele nasceu no Vale de Blenio. E morreu em Foz do Iguaçu. Onde em Foz do Iguaçu? Na casa que aparece na foto acima. Esta casa está em uma propriedade da família Schinke-Carinzio e a propriedade parece estar à venda. Que podemos fazer para que esta parte de nossa história não morra?

Há maneira de colocar uma placa lá dizendo: Aqui morreu Moisés Bertoni? Uma cidade não pode dispensar sua história. Especialmente se a cidade for turística. Peço as autoridades que façam uma visita à casa e façam alguma coisa por esta parte da História de Foz do Iguaçu.

Acrescento que quando Bertoni morreu, o corpo foi levado para sepultamento onde hoje está o Monumento Científico que leva seu nome. O velório contou com a presença de toda a sociedade de Foz do Iguaçu e a missa de despedida, digamos assim, foi celebrada pelo Monsenhor Guilherme Maria Thiletzek - que chegou à região nos 20. Coloco abaixo um texto, publicado no jornal El Liberal de Assunção, no dia 9 de outubro de 1929. Deixo-o em espanhol e ipsis literis para que sintamos o estilo da época e sintamos também como as relações paraguaias-brasileiras pareciam ser melhor que hoje. Se lê que os médicos o atenderam em seu domicílio - a importância da casinha acima. Se lê também que as autoridades mantiveram a eletricidade a noite toda. Confira:

Los últimos momentos del Dr. Moisés Bertoni

Cartas recebidas del Alto Paraná informan de la actitud simpática de las autoridades y pueblos brasileños de la vecina población de Foz do Iguazú que coinciden con la tradicional hidalguía y sentimientos fraternales del pueblo hermano.

"Al agravarse el estado de salud del doctor Bertoni fue solicitado el concurso de los dos profesionales médicos residentes en dicho pueblo, doctores Luis Gómez y Passo H. Shinke, quienes prodigaron al ilustre enfermo los más solícitos cuidados y tranladándolo luego a Foz do Iguazú. Fue atendido en domicílio de los mismos con el cariño de un padre y con todos los recursos de la ciencia; cuando estos fueron impotentes para detener el proceso fatal de la dolencia y se produjo el deceso, el cadáver del doctor Bertoni fue arrebatado de manos de suas atribulados deudos, puesto en regio féretro en improvisada capilla ardiente donde fue velado toda la noche, defilando ante él lo más selecto de la población. La luz eléctrica fue mantenida toda la noche y el pueblo amaneció vistiendo en media asta la bandera que simboliza aquel pueblo que es todo hidalguia y todo corazón.

Al día siguiente, el cadáver fue trasladado a Puerto Bertoni, extremándose la gentileza hasta querer hacerlo transportar por el vapor Salto, lo que no fue posible porque siendo este buque de pabellón extranjero no se atrevió a bajarlo en costa paraguaya.

El administrador apostólico de Foz do Iguazú, monseñor Guilherme María Thiletzek, administró los ofícios religiosos y tuvo la deferencia de trasladarse a Puerto Bertoni a hacer la última misa"

outra postagem sobre o Museu Bertoni

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região