quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Pequena história da grande Vila Borges em Foz do Iguaçu


By Bairronauta / Foz 100 anos


Manuel da Silva Borges – o senhor na foto - foi o criador do Loteamento que hoje se transformou no bairro Vila Borges em Foz do Iguaçu. Na foto, cortesia do filho Renato da Silva Borges e família, o "Seu" Borges aparece com a esposa Ervina Policarpo com quem teve nove filhos.  Ele veio de Santa Catarina para a região da atual São Miguel do Iguaçu. Onde ele trabalhou como todo colono da época  que imigrava para o Oeste do Paraná. Na região da atual São Miguel ele plantou arroz - conhecimento que logo lhe seria importate em Foz. Mas, segudo o filho, Renato da Silva, ele tinha uma grande vocação para negócios da terra. "Ele vendeu muita terra aqui e no Paraguai", contou. Um dia  ele se interessou por umas terras em Foz do Iguaçu em frente ao antigo Colégio São Miguel (atual Casa Ofício). 


Ele olhou para o lado onde as terras eram mais baixas e pensou: "vou ver de quem é aquele banhado", contou Renato. Dito e feito, ele não só descobriu a quem pertencia o banhado como terminou comprando. A parte de cima da terra, no lado oposto da escola São Miguel, ele não conseguiu comprar. "A terra pertencia a uns padres. Enquanto meu pai foi a São Miguel buscar dinheiro, os padres venderam para quem deu mais. Ele  ficou muito nervoso e queria até dar uma lição à "padraiada". Porfim, adquiriu os cinco alqueires de  banhadão onde, por um tempo, ele plantou arroz.  

Mais tarde, com a chegada de Itaipu e a quantidade de gente que chegava, o seu Manuel Borges teve a ideia de fazer um loteamento e vender terrenos para todo aquele pessoal que chegava por causa da Itaipu. A equipe de jornalistas do Nosso Tempo, da época, acrescentava outros motivos: concentração de terras agrícolas nas mãos de poucos, mecanização agrícola e a expulsão da mão de obra do campo. Eles vinham buscar trabalho nas empresas que vieram construir a Usina Hidrelétrica de Itaipu. 

"As terras da Vila Borges começavam no muro da atual Casa Ofício. Não havia Avenida Jules Rimet", contou Renato. Para abrir a Jules Rimet a prefeitura utilizou vários lotes do loteamento e até hoje a situação não foi resolvida.   na edição de dezembro de 1980, o jornal Nosso Tempo lembra que o loteamento “fica em frente à antena da Rádio Cultura de Foz do Iguaçu”. A antiga antena da Rádio Cultura na Avenida República Argentina, direção centro - bairro ficava antes do terreno da Viação Itaipu. Na esquina da Jules Rimet da época com a Avenida República Argentina, ficava a Escola São Miguel mais conhecida para a maioria de nós hoje como a "Casa Ofício". Por falar nisso é bom lembrar que a Casa Ofício agora é a "Escola Alternativa Gente Especial". 
O casal da Silva Borges teve nove filhos: Renato,  Pedro, Donato, Dinarte, Maria, Iolanda, Teresa, Luiz e Alcelino. Sobrevivem sete. 

Quem foram os personagens que deram nomes às ruas da Vila Borges?

Nota: Dois netos do pioneiro Manuel da Silva Borges foram atropelados na madrugada desta sexta por um carro que fazia racha no centro de Foz, próximo ao McDnalds. Clederson Barbosa de Oliveira e Joelson de Oliveira saiam do trabalho. Eles são profissonais de gráfica e foram de grande ajuda para mim no levantamento das informações acima.Que se recuperem o mais rápido possível!





terça-feira, 29 de janeiro de 2013

E não haverá crianças de poucos dias nem velhos que não cumpram os seus

Pelas vítimas de Santa Maria (RS), Compartilho as dores de todos os pais, mães, colegas, amigos, famílias que sofrem com a tragédia. 

"Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; porque o menino morrerá de cem anos ..." Isaias 65:20

In memoriam:  
Lista dos jovens que morreram sem cumprir os seis dias

Alan Rembem de Oliveira, Alexandre Anes Prado, Alex Giacomelli, Alisson Oliveira da Silva, Allana Willers, Ana Carolini Rodrigues,Ana Paula Rodrigues, 

Ana Paula Anibaleto dos Santos,André Cadore Bosser, Andressa Roaz Paz,
Andressa Thalita Farias Brissow, Andrieli Righi da Silva, Andrise Farias Nicoletti, Ângelo Nicolosso Aita, Ariel Nunes Andreatta, Augusto Cesar Neves, Augusto Malezan de Almeida Gomes, Augusto Sergio Krauspenhar da Silva, Benhur Retzlaff Rodrigues, Bernardo Carlo Robe, Bibiana Berleze, Brady Adrian Gonçalves Silveira, Bruna Brondani Pafhalia, Bruna Camila Graeff, Bruna Karoline Gecai, Bruno Kraulich, Camila Cassulo Ramos, Carlitos Chaves Soares, Carolina Simões Corte Real, Cássio Garcez Biscaino, Cecília Soares Vargas, Clarissa Lima Teixeira, Crisley Caroline Saraiva Freitas da Palma, Daniel Knabbem da Rosa, Daniel Sechim, Daniele Dias de Mattos, Danilo Brauner Jaques,Danriei Darin,David Santiago de Souza,Débora Chiappa Forner,Deives Marques Gonçalves,Diego Comim Silvéster,Dionatham Kamphorst Paulo,Douglas da Silva Flores, Elizandor Oliveira Rolin,Emerson Cardoso Pain,Erika Sarturi Becker, Evelin Costa Lopes, Fábio José Cervinski, Fernanda de Lima Malheiros, Fernanda Tischer, Fernando Michel Devagarins Parcianello, Fernando Pellin, Flávia Decarle Magalhães, Geni Lourenço da Silva, Gilmara Quintanilha Oliveira, Giovane Krauchemberg Simões, Greicy Pazzini Bairro, Guilherme Fontes Gonçalves, Guino Ramon Brites Burro,Gustavo Ferreira Soares,Heitor Teixeira Gonçalves,Helena Poletto Dambros,Helio Trentin Junior,Henrique Nemitz Martins,Herbert Magalhães Charão,Igor Stefhan de Oliveira,Ilivelton Martins Koglin,Isabela Fiorini,Ivan Munchem,Jacob Francisco Thiele,Jaderson da Silva,Janaina Portella,Jéssica Almeida Kongen, João Aluisio Treuliebe, João Carlos Barcellos Silva, João Paulo Pozzobom, João Renato Chagas de Souza, José Luiz Weiss Neto, José Manoel Rosa da Cruz, Juliana Moro Medeiros, Juliana Oliveira dos Santos,Juliana Sperone Lentz, Juliano de Almeida Farias, Karen Fernanda Knirsch,Kelen Aline Karsten Favarin, Kellen Pereira da Rosa, Kelli Anne Santos Azzolin,Larissa Hosbach, Lauriani Salapata, Leandro Avila Leivas, Leandro Nunes da Silva, Leonardo de Lima Machado,Leonardo Lemos Karsburg,Leonardo Machado de Lacerda, Leonardo Schoff Vendrúsculo, Letícia Vasconcellos, Lincon Turcato Carabagiale, Louise Victoria Farias Brissow, Luana Behr Vianna, Luana Faco Ferreira, Lucas Fogiato, Lucas Leite Teixeira, Luciane Moraes Lopes,Luciano Ariel Silva da Silva, Luciano Tagliapetra Esperidião, Luiz Antonio Xisto, Luiz Carlos Ludin de Oliveira, Luiz Eduardo Viegas Flores, Luiz Felipe Balest Piovesan, Luiz Fernando Riva Donate, Luiz Fernando Rodrigues Wagner, Luiza Alves da Silva, Maicon Afrolinario Cardoso, Maicon Douglas Moreira Iensen, Maicon Francisco Evaldt, Manuele Moreira Passamane, Marcelo de Freitas Salla Filho, Marcos André Rigoli, Marfisa Soares Caminha, Mariana Comassetto do Canto, Mariana Machado Bona, Mariana Moreira Macedo, Mariana Pereira Freitas, Marilene Iensen Castro, Marina de Jesus Nunes, Marina Kertermann Kalegari, Martins Francisco Mascarenhas de Souza Onofre, Marton Matana, Matheus Pacheco Brondani, Mauricio Loreto Jaime, Melissa Bergemeier Correia, Melissa do Amaral Dalforno, Michele Dias de Campos, Micheli Froehlich Cardoso, Miguel Webber May, Mirella Rosa da Cruz, Murilo de Souza Barone Silveira, Murilo Garcez Fumaco, Natana Pereira Canto, Natascha Oliveira Urquiza, Natiele dos Santos Soares, Odomar Gonzaga Noronha, Otacílio Altíssimo Gonçalves, Patrícia Pazzini Bairro, Paula Batistela Gatto, Paula Simone Melo Prates, Pedro de Oliveira Salla,Pedro Morgental, Rafael de Oliveira Dorneles, Rafael Dias Ferreira, Rafael Paulo Nunes de Carvalho, Rafael Quilião e Oliveira, Rafaela Schimidt Nunes, Raquel Daiane Fischer, Rhaissa Gross Cúria, Rhuan Scherer de Andrade, Ricardo Custódio, Ricardo Dariva, Ricardo Stefanello Piovesan, Robson Van der Hahn, Rodrigo Belling Hausen Bairros Costa, Roger Barcellos Farias, Roger Dallanhol,Rogério Cardoso Ivaniski, Rogério Floriano Cardoso, Rosabe Fernandes Rechermann, Ruan Pendenza Callegari, Sabrina Soares Mendes, Sandra Victorino Goulart, Shaiana Tauchem Antoline, Silvio Beurer Junior, Stefane Posser Simeoni, Suziele Cassol, Tailan Rembem de Oliveira, Taís da Silva Scaplin de Freitas, Taize Santos dos Santos, Tanise Lopes Cielo, Thais Zimermann Darif, Thanise Correa Garcia, Thiago Amaro Cechinatto, Tiago Dovigi Cegabinaze, Uberafara Soares Bastos Junior, Vagner Rolin Marastega, Vandelcork Marques Lara Junior, Vanessa Vancovicht Soares, Victor Datria Mcagnam, Victor Martins Shimitz, Vinicios Greff, Vinicios Paglnossim de Moraes, Vinicius Silveira Marques de Mello, Vinissios Montardo Rosado, Vitória Dacorso Saccol, Walter de Mello Cabistani.



Identificados pela Perícia Necropapiloscópia

Andressa Ferreira Flores, Andressa Inaja de Moura Ferreira, 

Bárbara Moraes Nunes, Bruna Eduarda Neu, Carlos Alexandre dos Santos Machado, Cristiane Quevedo da Rosa, Daniela Betega Ahmad, Dulce Raniele Gomes Machado, Emili Contreira Ercolani, Ericson Ávila dos Santos, Felipe Vieira, Flávia Maria Torres Lemos, Franciele Soares Vargas, Francielli Araujo Vieira, Francile Vizioli, Gabriela Corcine Sanchotene, Gabriela dos Santos Saenger, Heitor Santos Oliveira Teixeira, Jennefer Mendes Ferreira, Julia Cristofali Saul, Larissa Terres Teixeira, Leandra Fernandes Toniolo, Letícia Ferraz da Cruz, Letícia Baú, Luiza Batistella Puttow, Maria Mariana Rodrigues Ferreira, Matheus de Lima Librelotto, Matheus Engert Rebolho, Merylin de Camargo dos Santos, Monica Andressa Glanzel, Neiva Carina de Oliveira Marin, Pâmella de Jesus Lopes, Paula Porto Rodrigues Costa, Priscila Ferreira Escobar, Sandra Leone Pacheco Ernesto, Taise Carolina Vinas Silveira, Viviane Tólio Soares.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Portal da Foz: um bairro temático dedicados aos pássaros


 Araponga - é um cotingideo
As cerca de 50 ruas do Portal da Foz foram criadas para homenagear os pássaros. Confira a lista de pássaros que dão nome às ruas do Portal da Foz: Uirapuru, Bem-te-vi, Bonito Lindo – Avenida Beija Flor, Sabiá, Cotinga, Gralhas, Canários, Pombas, Andorinhas, Pardais, Gaivotas, Bico de Lacre, Inhambu, Codorna, João de Barro, Tico Tico, Sangue de Boi, Faisão, Juriti, Pintassilgo, Periquitos, Coleirinha, Pelicanos, Uru, Saracuras, Jaçanã, Cisne, Garças, Maguari, Gaturamo, * Papagaios, Japinin  (Japiim), Martin Pescador, Sabiá, Quero-quero, Azulão, Pica-pau, Cardeal, Tisiu, Sanhaço, Curiós, Cegonhas, Assum Preto, Marrecos, Águias e Colibri 


Os criadores do loteamento Portal da Foz devem ter se aconselhado por alguém que conhecia de pássaros. Alguns deles na lista acima não são palavras que estejam na boca do povo. É o caso da cotinga que é uma família de pássaros bem diferenciados e que inclui o pássaro que os brasileiros chamam de “ferreiro” no Nordeste e Araponga no sul. Os paraguaios chamam de “pájaro campana”. Outro nome de pássaro interessante é o Uru – hoje muito difícil de encontrar. Uru é a primeira parte do nome “Uruguai” – sugiro que você confira esta postagem que fiz sobre os pássaros pintados  na fuselagem dos aviões da Pluna – Linhas Aéreas Uruguaias (que já não está vnado). O Uru é conhecido no Uruguai como "pássaro pintado". 

Bonito Lindo
Uma das avenidas do Portal da Foz se chama Bonito Lindo. O Bonito Lindo (ao lado) é um pássaro que tanto é lindo como bonito e pertence a família das Euphonias que tem uma um grande número de espécies. Visto que o Bonito Lindo é tão especial coloco aqui a foto dele. O que é muito interessante na lista de pássaros-ruas, pássaros-alamedas e pássaros avenidas do Portal da Foz é o fato de que duas espécies são mencionadas duas vezes. É o caso do Bonito Lindo que também é conhecido como gaturamo. No Portal existe as duas vias públicas: Avenida Bonito Lindo que é uma rua onde há várias fábricas sem ser completamente industrial e a Rua Gaturamo que é residencial. 

A pomba é relembrada no nome juriti que também é uma espécie de pomba. A inclusão do uirapuru na lista dos pássaros do Portal da Foz é notável pois como o uirapuru não é das matas do Sul brasileiro, alguém na direção da loteadora tinha ouvido seus contos, suas histórias, lendas e quem sabe? Seu canto. O assum-preto é nome de uma música de Luiz Gonzaga e o tiziu é um pequeno pássaro que ainda é muito freqüente em Foz do Iguaçu.  Se você ficar atento, você poderá escutar o assoviozinho que parece com tiiziiiiiíu. Uma das particularidades do tiziu é que toda vez que ele emite o canto “tiziu” ele salta para cima, faz um círculo e volta para mesmo ponto. 

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Puerto Iguazú cidade "trend" 2013 segundo a Lonely Planet



O texto abaixo é um "press release" liberado ontem no mundo de fala alemã. Trata do anúncio da revista e guias Lonely Planet (alemanha) que coloca Puerto Iguazu como um cidade "trend" (trendstadt) para 2013. "Trend" vem de tendência o que quer dizer que a cidade é "in" ou seja na moda na lista "chique" dos globletrotters. Pelo que manjo, o release foi feito a favor da empresa Südamerika Reiseportals que garanto é cliente de Destino Iguaçu ou Iguazu.Como tudo que tem a ver com Iguaçu, na hora da verdade, as Cataratas é o "destino" real. Veja também os Destinos Top 10 para 2013 (Besten Top 10 Reiseziele)  segundo os leitores da revista com slideshow (fotos).

Für das Jahr 2013 wählte der Reiseführer „Lonely Planet“ wieder seine Top-Reiseziele. Auf dem zehnten Platz der Trendstädte landete das argentinische Puerto Iguazú, welches an den weltberühmten Iguazú-Wasserfällen liegt. Wer einmal die Faszination dieser Stadt und den atemberaubenden Wasserfällen erleben möchte, kann dies am eigenen Leibe mit einer Reise des Südamerika Reiseportals erfahren. 

Die Kleinstadt Puerto Iguazú wurde 1901 gegründet und liegt am Dreiländereck zwischen Brasilien, Argentinien und Paraguay in dem argentinischen Bundesstaat Misiones. Laut Stand aus dem Jahr 2001 leben 32.038 Einwohner in der Stadt, deren Einnahmequelle hauptsächlich aus dem Tourismusgeschäft besteht. Deshalb sind im Ortskern zahlreiche Hotels und Restaurants zu finden. Puerto Iguazú ist vor allem wegen seiner Nähe zu den Wasserfällen äußerst bekannt. Diese liegen in nur 18 Kilometer Entfernung und somit bildet die Stadt einen idealen Ausgangspunkt für Touren zu den Iguazú-Wasserfällen. 

Auch viele der Reisen des Südamerika Reiseportals führen über Puerto Iguazú bis hin zu den Wasserfällen. Diese sind die Fälle des Flusses Iguazú, welcher an der Grenze zwischen der argentinischen Provinz Misiones und des brasilianischen Bundesstaates Paraná verläuft. Über eine Strecke von 2,7 Kilometer stürzen die 255 großen und 20 kleineren Wasserfälle in die Tiefe. Größtenteils sind sie etwa 64 Meter, einige jedoch bis zu 82 Meter hoch. Da die meisten der Fälle auf der argentinischen Seite liegen, empfiehlt es sich auch von Brasilien aus einen Blick darauf zu werfen.
Ein weiterer Besuchermagnet in der Nähe der Kleinstadt ist der Nationalpark Iguazú. Er wurde 1934 gegründet und 50 Jahre später von der UNESCO  in die Welterbeliste aufgenommen. 

In ihm befindet sich noch atlantischer Regenwald, von dem Schätzungen zufolge nur noch sieben Prozent erhalten sind. Aufgrund des hohen Tourismusaufkommens in der Region stellt der Nationalpark einen optimalen Rückzugsort für viele verschiedene Tierarten dar. Hier leben Riesenotter, Nasenbären und Kaimane, über 800 Schmetterlingsarten und hinter den Wasserfällen brüten Rußsegler. Zudem bietet der Nationalpark vielen weiteren Säugetieren wie zum Beispiel dem Jaguar, dem Tapir und dem Ozelot sowie Reptilien und Amphibien ein Zuhause.An der Stadtgrenze von Puerto Iguazú liegen des Weiteren die drei Grenzsteine „Tres Hitos“. Dieser Ort ist ein idealer Aussichtspunkt. Man erhält einen Panoramablick über den Fluss Iguazú, seine Wasserfälle und den Grenzsteinen am Flussufer von Brasilien und Paraguay, die in den Landesfarben kenntlich gemacht wurden.Das Südamerika Reiseportal bietet verschiedenste Reisen in das argentinische Puerto Iguazú an. Die vielen Angebote sind unter hier zu finden.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Lua e Júpiter nos céus da Vila Borges e Jardim Lindoia - Foz

Registrando: Lua e Júpiter ontem, dia 21/01 - fiquei horas esperando a Lua encobrir Júpiter, comofoi anunciado mas não foi possível. Gostei desta foto que fiz quando as nuvens começavam a entrar no cenário. Logo depois, o céu ficou nublado e foi o fim de minhas observações. 

Paraquedismo Turístico em Foz- Saltando na fronteira

Olhe o Pilatus PC-6 lá no fundo

Dois países, duas represas, dois rios, dois lagos
A Estância Hercules - a Drop Zone de Foz

Esperar é parte da festa


Uma siesta na área de dobragem de paraquedas

Kelly Cristina Maciel se preparando para primeiro salto (duplo)

Contagem regressiva para o próximo voo

Embarque no Pilatus PC-6


Love is in the air - O amor está no ar
愛は空気中です

Se não foi filmado, não existe: conferindo imagens

Os paraquedistas de Foz do Iguaçu ganharam um avião  Pilatus PC-6 de fabricação suíça que promete revolucionar a arte, o hobby e a profissão do paraquedismo.  A ideia é que o avião comprado por um grupo empresários e paraquedistas profissionais seja o ponta pé inicial na formação de uma Drop Zone que ofereça saltos para atletas, profissionais, estudantes e  turistas. O turista que vem a Foz já pode incluir o salto na lista de aventuras a fazer aqui na região onde tudo é duplo ou triplo:  três países, três rios, duas usinas, dois lagos, três idiomas, três bandeiras, três moedas e tudo pode ser vivido de uma só vez. 

Estive no aeródromo da Hércules Taxi Aéreo do grande "Seu" Ari. As atividades foram encabeçadas por Paulo Sonaglio, de Foz do Iguaçu que iria completar 700 saltos naquele domingo e Thiago Peretti, um dos sócios do avião  trazido para o Brasil especificamente para trabalhar na área dos esportes do ar. Peretti tem 17 anos como paraquedista e 3.200 saltos registrados na caderneta de Saltos. No dia, Kelly Cristina Machado Maciel, esposa de paraquedista foi “batizada” além de inaugurar a disponibilidade de saltos duplos em Foz do Iguaçu. Agora não é mais necessário ir para a Flórida (EUA) ou Boituva (SP) para curtir o ambiente de uma "área de paraquedismo". É uma experiência e tanto. 


Conversei muito com Willyam Vichoski um dos entusiastas do esporte e defensor do paraquedismo como uma atração a mais na cidade e ele explica que o “tandem" (carona,duplo) é uma experiência que permite ao paraquedista iniciante "sentir a emoção e o prazer da queda livre”. Ele diz ainda que um diferencial é que na queda livre e no vôo a pessoa curte um visual que inclui ver o rio Paraná, o Lago de Itaipu e a Usina de Itaipu além de ver toda Foz do Iguaçu e Ciudad del Este e até Puerto Iguazú desde as alturas.   


O aluno Tiago Valentin, fez o primeiro salto na variedade ASL (Advanced Static Line). Colocarei a foto dele logo, logo.  “É a maneira de se entrar no esporte. O aluno é preso ao avião por meio de uma fita. Quando ele salta, a linha faz com que o paraquedas se abra imediatamente logo após o aluno deixar o avião”, explicou Paulo Sonaglio. Tiago que gostou do primeiro salto já está sonhando em fazer os próximos cinco para subir de categoria e poder tentar o salto solo com a assistência dos profissionais  experientes. Eu já passei pelo salto ASL (recomendo) e passei também pelo vício do salto igual ao Tiago. Por muito tempo eu só pensava em salto, salto, paraquedas.  O Blog de Foz registra mais esta possibilidade em Foz do Iguaçu: o paraquedismo em todas as suas variedades

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região