sábado, 30 de outubro de 2010

Eu quero minha cidade de volta - parte I

Este prédio se encontra na Avenida General Meira (Foz do Iguaçu) logo após a entrada para o Marco das Três Fronteiras. Ainda é Patrimônio da União. Aqui funcionava o complexo de Aduana e Migração para quem saia ou entrava do Brasil com destino à Barranca do Rio Iguaçu onde estava o Porto Meira e de onde saiam lanchas e balsas para Puerto Iguazú, Argentina. Aqui estavam os guichês da Polícia Federal e da Receita Federal e aqui se formavam filas de bom tamanho para atender quem transitava pelos dois países junto com suas bagagens. Eu fui guia de turismo nessa época. O prédio já era segunda geração na escala da melhoria de infraestrutura. Antes desse prédio, Migração (PF) e Alfândega (RF) aconteciam lá na barranca do rio. Hoje, a estrutura não é utilizada para nada - pelo menos oficialmente. Os vidros das amplas portas estão quebrados e pode abrigar temporariamente pessoas que você não gostaria de encontrar. Aqui tem tanta história e estórias que em nenhum país sério - quero dizer - país que leve a sério sua história deixaria uma estrutura dessa sem uso. Hoje passa pelo local quem se dirige para o Porto do Rio Iguaçu. A única presença oficial lá próximo à barranca do rio é a sede iguaçuense do Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM) da Polícia Federal. Toda a estrutura às margens do rio passou a ser parte do Porto do Rio Iguaçu – concessionado, entregue à iniciativa privada como mostram as fotos. Não é a primeira vez que expresso minha insatisfação. Esses espaços têm que ser reconquistados por Foz do Iguaçu. Não peço que cancelem a licitação; não peço o fechamento do porto. Antevejo, isso sim, a possibilidade daquilo que os ecologistas burocráticos chamam de "uso múltiplo" do rio. Que se ache um abertura para que os iguaçuenses vejam o rio. E quanto aos prédios acima, vejo de antemão, pelo menos, uma exposição de fotos e utensílios da época ligada ao nosso histórico Porto Meira, à história da migração. Algo que fosse visitado por escolas locais, por moradores e pelos turistas que nos visitam. Conto uma história amanhã! Todas as fotos by 'bairronauta' 2010. Clique para visualizar detalhes

Eu quero minha cidade de volta - parte I

Este prédio se encontra na Avenida General Meira (Foz do Iguaçu) logo após a entrada para o Marco das Três Fronteiras. Ainda é Patrimônio da União. Aqui funcionava o complexo de Aduana e Migração para quem saia ou entrava do Brasil com destino à Barranca do Rio Iguaçu onde estava o Porto Meira e de onde saiam lanchas e balsas para Puerto Iguazú, Argentina. 

Aqui estavam os guichês da Polícia Federal e da Receita Federal e aqui se formavam filas de bom tamanho para atender quem transitava pelos dois países junto com suas bagagens. Eu fui guia de turismo nessa época. O prédio já era segunda geração na escala da melhoria de infraestrutura. Antes desse prédio, Migração (PF) e Alfândega (RF) aconteciam lá na barranca do rio. Hoje, a estrutura não é utilizada para nada - pelo menos oficialmente. 

Os vidros das amplas portas estão quebrados e pode abrigar temporarimente pessoas que você não gostaria de encontrar. Aqui tem tanta história e estórias que em nenhum país sério - quero dizer - país que leve a sério sua história deixaria uma estrutura dessa sem uso. Hoje passa pelo local quem se dirige para o Porto do Rio Iguaçu. A única presença oficial lá próximo à barranca do rio é a sede iguaçuense do Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM) da Polícia Federal. 

Toda a estrutura às margens do rio passou a ser parte do Porto do Rio Iguaçu – concessionado, entregue à iniciativa privada como mostram as fotos. Não é a primeira vez que expresso minha insatisfação.

Esses espaços têm que ser reconquistados por Foz do Iguaçu. Não peço que cancelem a licitação; não peço o fechamento do porto. Antevejo, isso sim, a possibilidade daquilo que os ecologistas burocráticos chamam de "uso múltiplo" do rio. 

Que se ache um abertura para que os iguaçuenses vejam o rio. E quanto aos prédios acima, vejo de antemão, pelo menos, uma exposição de fotos e utensílios da época ligada ao nosso histórico Porto Meira, à história da migração. Algo que fosse visitado por escolas locais, por moradores e pelos turistas que nos visitam. Conto uma história amanhã! Todas as fotos by 'bairronauta' 2010. Clique para visualizar detalhes

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Tirando peso do peito: várias coisas me trincam esta semana

O tempo está nublado sobre Foz do Iguaçu e pode chover um pouco a qualquer momento. A cidade está se preparando para entrar naquele espírito estranho de feriadão. Domingo, 31 é dia de eleição. Vamos todos para as urnas para escolher o (a) presidente (a) do Brasil. Ainda bem que já é domingo - porque a discussão me parece insuportável. Está em andamento uma redução fantástica de problemas. Tudo se resume a um dicotomia do bem e do mau. Quem é do bem? Quem é do mau? Redução entre evangélicos e católicos. Ridículo. Eu pensava que todos éramos cristãos. 

Encontrei uma frase atribuída a Charles Augustin Sainte-Beuve (1804 - 1869) mais ou menos assim: "me admiro que eles continuem sendo católicos mesmo depois de terem deixado de ser cristãos". Penso a mesma coisa. Somos evangélicos. Somos católicos mas faz tempo deixamos de ser cristãos. E assim vemos líderes de rebanhos vendendo ovelhas para quem der mais. Daí a redução dicotômica de Católicos com Dilma, evangélicos com Serra ou o contrário ou ainda espírita com esse ou aquele candidato. E assim não discutimos o que realmente importa. 

Duas notícias me deixaram pensativo. Primeiro, o tiroteio entre forças federais brasileiras (Foto Kiko Sierich / A Gazeta do Iguaçu) e o poder delinquente transnacional ou transfronteiriço às margens do Rio Paraná com parte das balas vindo de Ciudad del Este e com o possivel ferimento de pessoas lá no outro lado. Isso é uma coisa a se pensar! É estranho que tenham deixado a coisa chegar a esse ponto. Tenham? Quem?

Outra noticia que eu ainda aguardo para digerir completamente é a queda da população iguaçuense. Demograficamente a cidade não cresceu o que se estimava. Para a Prefeitura de Foz do Iguaçu isso é muito ruim. Orçamento, dinheiro, investimento entre outras coisas. Mas, para mim que já havia previsto isso é positivo. Não previ e falei isso graças a minha bola de cristal. Mas pela leitura de estudos, relatórios, reportagens e conversas com técnicos. Isso era esperado desde 1990 embora a cidade rezasse por uma explosão que levasse a 1 milhão de pessoas em Foz lá pela chegada de 2000 ou antes. Ainda bem que isso não aconteceu. 

Foz agora tem que fazer de tudo para melhorar o "emprego" - acima de tudo, a qualidade de vida (seja lá o que isso signifique) e evitar que a população diminua. Isso inclui, para mim, evitar que a população de jovens (mortalidade juvenil), homens (eliminação de chefes de família) e mulheres de todas idades seja diminuída pela bala como tão bem nos mostra o programa Tribuna da Massa. O assassinato em Foz tem níveis de epidemia e para uma cidade que não quer perder gente isso tem que ser "contabilizado". 

Finalmente, a estranheza do feriadão se deve ao Dia de Todos os Santos, que terá uma festa de arromba na cidade - algo como Glamjam e logo depois, o Dia dos Finados - um dia triste especialmente para as famílias que perderam filhos, pai, mãe nos últimos dias. Como estamos na Fronteira e nos achamos integrados, chamo sua atenção para a San La Muerte (Santa Morte - Foto), entidade venerada na Argentina, Paraguai, em muitos lugares no Sul do Brasil para que nos conceda vida e tire de Foz do Iguaçu essa murucubaca de matança e assassinato.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Hein? Dilma Rouseff nasceu na Bulgária?


Recebi o e-mail que relata um possível fato de Dilma Rouseff ter nascido na Bulgária. A noticia teria saído no jornal búlgaro Dnevnik. Eu não sei se é verdade ou não. Em busca pela internet em português vi o endereço do jornal www.dnevnik.ba. Se a candidata Dilma é búlgara de nascimento ou não, não sei. O que sei é o seguinte. O domínio .ba (ponto ba)não é Bulgária. É da Bosnia Herzegóvna. E olhando o site, vi que a revista é impressa na cidade de Mostar que é uma bela cidade turística, patrimônio da humanidade e fica na Bósnia e não na Bulgária. Eu não sei uma palavra da língua da Bósnia nem da Bulgária. Mas se o "influente jornal búlgaro" fosse búlgaro por que não estaria escrito em búlgaro? E tem mais. No fac símle do registro de nascimento - que não dá para ler bem todo o material - os campos a serem preenchidos estão escritos em alfabeto cirílico - que é o alfabeto criado por São Cirilo para traduzir a Bíblia para os eslavos (russos, búlgaros, ucranianos e outros). O que estou achando estranho é que o nome Dilma Rouseff esteja escrito em alfabeto latino. Por quê? Fiquei me perguntando, como um búlgaro que se preze vai preencher um documento oficial usando um alfabeto latino? O resto fica com a investigação!

domingo, 24 de outubro de 2010

Deputados argentinos vetam entrada de militares brasileiros

Introdução

Esta nota desmente minha última postagem. O Brasil nem chegou a sair de Foz do Iguaçu para participar na Operação Guarani. O texto a seguir é uma reportagem de Nelson Figueira da Gazeta do Iguaçu que explica o assunto. Quem for assinante do site pode ler a reportagem aqui. Faço questão de colocá-la aqui porque não vi nada sobre o veto na imprensa de Misiones. E daí o povo de Apóstoles pode estar esperando os brasileiros que não aparecem. Assim, estou mandando os links para colegas na Argentina que não estão sabendo disso ainda. Há quem diga que foi um papelão do Honorável Congresso da República Argentina. Um senhor me disse que isso é um "despelote". "Un mierdero", disse outro. Porém todo, mundo está fazendo o seu papel(aqui em Foz a Prefeitura e a Cãmara se comportam do mesmo jeito). A mesma coisa aconteceu no início do ano com o Paraguai quando foi vetada a entrada de soldados e da Banda de Música do 34º BIMTz por falta de permissão do congresso paraguaio. A prefeita Sandra McLeod (Partido Colorado/CDE)disse que o verdadeiro motivo foi politicagem para roubar o brilho da festa de aniversário de Ciudad del Este. O problema é que se a moda pega, como é que fica? Claro que os países são bem maiores do que essas picuinhas e sei que os militares argentinos, da Brigada de Monte, estão furiosos. Veja esse link para ver material e vídeos da preparação para a operação na região de Apóstoles realizados há um mês. Veja também este vídeo com entrevista com o General de Brigada Mario Dotto que não deve estar muito contente.
Agora sim, confira a matéria:


Congresso argentino veta realização da Operação Guarani no país vizinho
Restrição, que já vinha sendo aventada extraoficialmente, foi confirmada na sexta-feira à tarde pela 15ª Brigada de Infantaria Motorizada

Nelson Figueira

O Comando da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada, com sede em Cascavel, informou, por meio de nota emitida na tarde desta sexta-feira, o cancelamento da Operação Guarani, que se iniciaria na segunda-feira, 25, e reuniria tropas dos exércitos do Brasil e da Argentina. A suspensão foi motivada pela não aprovação, por parte do Congresso argentino, da entrada das tropas brasileiras naquele país.

As notícias extraoficiais de que haveria empecilho para a entrada dos militares brasileiros ao país vizinho vinham circulando desde a tarde de quinta-feira. No entanto, a confirmação só ocorreu no dia 22, quando o comando foi comunicado oficialmente pelo adido do Exército brasileiro na Argentina. Na manhã de ontem, a Brigada ainda aguardava o desfecho. "Foi feito um contato ontem (quinta-feira, 21) pelo Exército argentino, evidenciando alguma situação de dificuldade de aprovação da entrada das tropas brasileiras no território argentino pelo Congresso do país. Em função disso, foi solicitada pelo comando da Brigada uma confirmação — da possibilidade de entrada da tropa e da execução do exercício em si —, oficial por parte do Exército argentino para que a gente defina a possibilidade de executar ou não a operação", disse , ainda de manhã, o oficial de Comunicação Social da 15ª Brigada de Infantaria Motorizada, coronel Marcelo de Oliveira Santos.

Conforme a nota, com o cancelamento "a mobilização dos meios para a concentração no 34º Batalhão de Infantaria Motorizado, em Foz do Iguaçu", foi suspensa já na quinta-feira, e a desmobilização imediata foi acionada no dia seguinte. Conforme o texto, o cancelamento da operação, que configuraria numa grande possibilidade de realização de um adestramento conjunto envolvendo tropas dos dois exércitos, "e fecharia o presente ciclo bianual de integração doutrinária com aquela nação amiga", surpreendeu a corporação.


Guarani

A previsão era que as tropas brasileiras sairiam do país, por Foz do Iguaçu, a partir deste sábado, 23, quando um primeiro comboio se deslocaria para Apóstoles, com a meta de formar a base logística da operação, que então daria suporte ao Exército brasileiro. No domingo, partiria o restante da tropa. Com status de "alta prioridade dento do Comando do Exército brasileiro, a Operação Guarani visava aproximar os dois exércitos e promover o intercâmbio com vistas a proporcionar o estreitamento das ligações nos âmbitos político e institucional das forças envolvidas".

O cancelamento foi o segundo feito pela Argentina. No primeiro ciclo da operação, em 2007/2008, o Exército do país vizinho cancelou a execução dias antes do início. Porém, a operação foi realizada pelas tropas brasileiras, aproveitando a mobilização que já havia.

Este segundo ciclo envolveria 398 militares, em sua maioria, integrantes da 15ª Brigada, com homens de várias cidades da região, e estava prevista até mesmo a participação do comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, e do ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Operação Guarani em Misiones - dirija com cuidado

Vou começar esta notícia do final já que todos começaram pelo começo. Se tudo der certo, no dia 29 de outubro vai haver um desfile de arromba na cidade de Apóstoles, Misiones, Argentina. Será o desfile de encerramento da Operação Guarani 2010 que levou para a região de Apóstoles uns 2500 soldados brasileiros e argentinos. Pelo exército brasileiro, o destaque vai para a 15ª Brigada de Infantaria Motorizada com sede em Cascavel. O 34º Batalhão de Foz é parte da 15ª. Eu escutei, por cima, que havia um probleminha ligado a falta de permissão do congresso argentino para a entrada de militares estrangeiros. Isso é praxe em todos os países e tanto os militares como os congressos já estão acostumados com este tipo de serviço de "despachante" de alto nível. O anfitrião na Argetina é a XII Brigada de Monte (selva). O site da Radio cataratas do meu colega Mario Antonovich de Puerto Iguazú, já está avisando a todos os transeuntes e viajante que naveguem pelas Rutas Nacionales (Rodovias Nacionais) 12, 211, 14 e 105 para prestar a atenção na moviemntação de veículos militares pelo dia e pela noite. Os cidadãos argentinos estão bem informados sobre a operação e são avisados que a operação conjunta é parte do Plano Anual de Capacitação Operacional e de Intercâmbio entre Países Amigos. Assim sucesso aos militares envolvidos nesse exércício de integração de tropas argentino-brasileiras ou brasilero-argentinas.

Fontes: Foto de Orivaldo Dorta, retirada do site da Radio Cultura Foz

Caravana da Assembléia de Deus celebra 54 anos da Igeja em Foz

video

As Assembléias de Deus em Foz do Iguaçu completam 54 anos de atividades. A carreata começou na tradicional Praça da Bíblia lugar que se afirma como "a praça pública de de Foz do Iguaçu". Foi só o ponta pé inicial de uma semana de comemorações. Esta semana, cerca de 2 mil pastores de todo o Paraná se reunirão em Foz para a Convenção Estadual da Igreja. No Brasil a Igreja vai completar 100 anos. Que comemora a chegada de Gunnar Vingren e Daniel Berg, dois missionários suecos que desembarcaram Belém, Pará, em 19 de novembro de 1910. Eles vinham dos Estados Unidos logo após o "início do movimento na Cailfórnia nos Estados Unidos. No Brasil a Igeraja começou do Norte para o Sul. Só em Foz do IGuaçu, ha cerca de 15 mil membros. As atividades locais acontecem no Templo da Rua Quintino Bocaiúva aqui na Terra das Cataratas. Video by 'bairronauta" TV

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Agricultura familiar vai ter encontro municipal em Foz

Aí está o convite para o I Encontro Municipal de Agroindústria Familiar que vai acontecer no Colégio Agrícola na quarta-feira, dia 27. É um evento muito importante pois trata de possibilidades alternativas na "agricultura familiar" que é muito diferente da agricultura industrial dedicada à exportação. No comando a Emater, a SEAB, Secretaria Municipal de Agricultura, Colégio Agrícola e o Sindicato Rural. Todos os votos de sucesso do Blog de Foz.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

O porco e o dialeto de Foz

O cidadão iguaçuense que escreveu no muro: "Não jogue lixo seu porco", parece ter estado realmente nervoso por essa mania de jogar sofás, cadeiras, restos de poda de árvores nos terrenos baldios ou à beira de estradas e ruas. Claro que linguisticamente, o cidadão iguaçuense teve dificuldade de grafar no dialeto local. No dialeto iguaçuense, porco soa metade "POIKO" e metade "POŖCO". O mini acento diacrítico criado por mim, para tal fim, serve para indicar o som do "R" caipira que já não é tão caipira e que está presente em palavras portuguesas como "caŗcinha", "caŗção" e "caŗça". O Paraguai também está pegando essa pronúncia. É o que a gente escuta em "yo voy a pensaŗ a lo mejoŗ" etc. Assim na dúvida entre poiko e poŗco - o escriba preferiu "polco" porque fica mais fácil. Viva O polco! Mas não adiantou nada. Ontem eu passei pelo local, uns quatro dias após a foto original - e a quantidade de sofás tinha aumentado. É polco mesmo! Esses sofás poderiam ser reciclados. A madeira geralmente é boa! Povo rico e polco!

sábado, 16 de outubro de 2010

Avenida República Argentina com Jules Rimet: Perigo!

A Avenida República Argentina se tornou um corredor de alta velocidade e os acidentes aumentam. Registro aqui três que pude ver em um só local, em menos de um ano: ali no semáforo da Avenida República Argentina com a Avenida Ayrton Senna (Jules Rimet). Por data eles são:

2 de novembro de 2009. Me lembro como hoje. Dia de Finados – peguei a câmara para fazer uma caminhada como o ‘bairronauta’. Foi uma semana antes da ativação do semáforo na esquina mencionada. Uma moto sai da Jules Rimet e entra na República. Um carro descia a República, não conseguiu parar. Colheu a moto com tudo. A temperatura no dia estava acima de 35 graus. O motoqueiro no chão, deitado devia estar sentindo uns 40 graus nas costas.

9 de abril 2010 - Já com semáforo e tudo, depois das 23h, o semáforo estava em alerta – dois carros batem violentamente. Cheguei na hora. Vi várias pessoas estendidas no chão. Foi um acidente feio. Parentes desesperados, mães chorando, gritos e um clima muito ruim no ar. Muito triste. Infelizmente não tenho noticias do resultado do acidente. É uma boa idéia que os colegas que cobrem polícia façam um seguimento e dêem noticias desses iguaçuenses.

15 de outubro 2010 Ontem – Outro acidente enorme. Três carros e duas motos envolvidas. De novo, duas pessoas (os das motos) estendidas no chão. Uma senhora presa na ferragem. Ainda não tenho dados. Calculei que pelo menos 50 pessoas das famílias envolvidas foram dormir mal ontem à noite. É necessário muita atenção para este cruzamento pois os acidentes que acontecem ali são muito sérios.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Lama Tsering falará sobre o budismo em Foz

A Lama Tsering Everest vai estar em Foz do Iguaçu nos próximos dias. Ela vai dirigir um círculo de palestras no Hotel Bella Itália entre a sexta-feira, 22 e domingo 23. O evento é aberto ao público. Ela vem a Foz a convite de Huany Pereira - que é um grande tatuador e artista plástico em Foz do Iguaçu. Ele também é budista. Leia mais

Serviço:
Quando: dias 22, 23 e 24 de outubro, às 20h.
Onde: Auditório do Hotel Bella Italia, Av. Republica Argentina, 1700 Mais informações: Huany Pereira (45) 3523-1571 || E-mail: huanystudio@hotmail.com ou Hotel Bella Italia (45) 3521-5000.

Novo sistema de transporte: cidade terá mais três TTUs ou será TIUs?

Finalmente consegui escutar alguma coisa sobre como vai ser o sistema de transporte de ônibus em Foz do Iguaçu. O diretor superintendente do foztrans, Ailton José de Farias liberou uma pequena "unidade de informação" em entrevista para A Gazeta do Iguaçu e revelou que uma das principais mudanças do novo sistema será a criação de mais três terminais. Além do Terminal de Transportes Urbanos (TTU), serão construidos o Terminal Leste em Três Lagoas; o Terminal Norte na Vila C e o Terminal Sul próximo ao Trevo que dá acesso à Argentina. O que está faltando é que a Foztrans divulgue as plantas, maquetes dos terminais para que a população comece a se informar. Na entrvista foi dito que há intenção de que "estejamos divulgando essas alterações aos usuários no início de novembro". Será que esses terminais serão chamados de TIU - Terminais de Integração Urbanos, como em Curitiba?

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

E as Cataratas ganharam o Prêmio: Preferida dos Súditos da Rainha

As Cataratas do Iguaçu foram escolhidas pela segunda vez como o Atrativo Favorito dos Britânicos no Exterior. A pesquisa foi feita pelos jornais The Guardian e The Observer. É a segunda vez que as Cataratas ganham o prêmio de "Atração Turítica Favorita" dos leitores britânicos dos jornais do Grupo.
"Atração Turística” ou “Atrativo Turístico” foi uma entre as 22 categorias do concurso. Confira lista com links que coloquei abaixo.
O prêmio de "Atração Turística Favorita" para as Cataratas do Iguaçu foi recebido em Londres por Chris Fuzinatto (foto maior), chefe da Representação do Turismo Brasileiro para o Reino Unido e a Irlanda com sede em Londres. A noticia foi recebida em Foz pela equipe do Iguassu Convention & Visitors Bureau e pela Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu sobre o prêmio no final de semana. A lista abaixo me foi enviada por Andrew Alley, chefe de contas de viagem e turismo do The Guardian e Observer. Agradeço ao Andrew. Os links são meus - eu adoro fazer tudo mais difícil. Na foto superior a partir da esquerda: Andy Pietrasik, editor de Viagem do The Guardian entrega prêmio para Chris Fuzinatto com, à direita, Huw Edwards âncora da BBC.

i
Categorias e vencedores do Travel Award 2010

Melhor Aegente de Viagem - Travel Counsellors & I-escape (dois ganhadores)
Melhor Tour Operator (Grande) - HF holidays
Melhor Tour Operator (Pequeno) - Inside Japan Tours
Melhor Operador de viagens de Curta Duração (Grande) - Travel Counsellors
Melhor Operador de Viagens de Curta Duração (Pequeno) - Original Travel
Melhor Empresa de Ski - Peak Retreats
Melhor Empresa de Cruzeiro - Silversea
Melhor Linha Aérea em Viagens Curtas - Swiss Air
Melhor Linha Aérea em Viagens Longas - Singapore Airlines
Melhor Linha Aérea para Negócios - Singapore Airlines
Melhor Empresa de Ferry Boats - Caledonian Macbrayne
Melhor Empresa de Trens - Chiltern Railways
Melhor Hotel no Reino Unido - Hoxton Hotel
Melhor Hotel no Exterior - Mandarin Oriental
Cidade Favorita no Reino Unido - Edimburgo
Cidade Favorita no Exterior - Tóquio
País Favorito na Europa - Áustria
País Distante Favorito - Maldivas
Atração Favorita no Exterior – Cataratas do Iguaçu
Atração Favorita no Reino Unido – Museu Victoria & Albert Museum
Melhor Site de Viagens - Spotted by Locals
Troféu Viagem Ética - Wild Jordan

Uma provocação:
Lembrem-se que a premiada são as Cataratas do Iguaçu. Não foi Foz do Iguaçu ou Puerto Iguazú, Nem Brasil, nem Argentina (para os ingleses e o resto do mundo Cataratas é Cataratas não importa o municípío ou país). Assim que o Prêmio sirva-nos de inspiração para que imitemos na grandeza as nossas Cataratas do Iguaçu! Parabéns Cataratas! E parabéns para todos nós por termos o privilgégio de tê-las, digamos assim, no quintal de nossa casa comum.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Lançamento de livro sobre o terrorismo e a diplomacia

Repasso aqui o convite que recebi do escritor Arthur Amaral para o lançamento do livro "Terrorismo e Relações Internacionais: perspectivas e desafios para o século XXI". O livro é uma coletânea de 13 artigos de renomados autores de Brasil e Estados Unidos, organizados por Mônica Herz e Arthur Bernardes do Amaral, do IRI/PUC-Rio. O evento contará com a presença do Cônsul Geral dos EUA no Rio de Janeiro, Dennis W. Hearne. Amaral é autor de um luvro sobre a Tríplice Frinteira ou melhor de um livro que explica como as Três Fronteiras passaram a assunir o nome Tríplice e o que está por trás disso. Bom como eu sei que não vou estar no Rio de Jsneiro na data, já deixo o convite aqui para que a livraria Kunda lance o livro por aqui.

Quando? Terça-feira, 19 de outubro, 19:00 – 23:00 GMT-03:00
Onde? Livraria Timbre - Shopping da Gávea - Rua Marques de S. Vicente, 52, loja 221 (2º andar) - Gávea - Rio de Janeiro - RJ.

domingo, 10 de outubro de 2010

As abelhas nativas de Foz -

- Foto by 'bairronauta' - Ainda não me saiu da cabeça e do nariz o cheiro gostoso que sai desta "colméia" em uma árvore que encontrei no centro de Foz do Iguaçu. Como estamos em época de valorizar a "diversidade" quer seja bio ou cultural, aqui deixo uma sugestão de preservarmos e deixarmos em paz as abelhas nativas sem ferrão que se alojam nas árvores da Terra das Cataratas. Me aproximei um puquinho para fazer a foto e dezenas delas voaram em cima de mim, se enroscaram em meus cabelos como se exigissem que eu abandonasse o recinto. Foi nessa hora que passei a mão na cabeça para ajudar a que elas pudessem se livrar do emaranhado e descobri o cheiro gostoso. Assim, estou fazendo esta postagem para mostrar a foto e falar sobre o cheiro maravilhoso que ficou nos meus dedos. Pena que não inventaram um gravador de aroma em um formato tipo Mp3. É natureza e biodoversidade em ação. Conversando com apicultores e meliponicultores, eles me disseram que as abelhas nativas, ao contrário das africanizadas, são muito frágeis e que a cidade apresenta sérias ameaças para elas especialmente na forma do "fumacê" contra o mosquito da dengue. Há também ataques de poluentes e bactérias robustecidas pela "civilização". Assim não se assuste com as abelhas nativas nas árvores e não chame o "fumacê" ou o CCZ em nome da biodiversidade do Planeta!

sábado, 9 de outubro de 2010

Novo feriado na Argentina: Dia do Respeito à Diversidade Cultural

Terça-feira é feriado. É um feriadão e em Foz do Iguaçu se comemora o Dia do Movimento - quer dizer hotéis vão estar cheios, os restaurantes da área turística lotados e parque nacional entupido de gente. Oficialmente celebramos o Dia de Nossa Senhora Aparecida - a Padroeira do Brasil. É também o Dia da Criança - quando o comércio terá um dia gordo por causa das crianças. Mas, o dia 12 é dia de comemoração de outra coisa: o Descobrimento da América ou das Américas. Foi no dia 12de outubro de 1492 que Cristófero Colombo aliás Cristóbal Colón ou ainda Cristóvão Colombo "descobriu" as Américas. O dia é celebrado na maior parte da América Latina, menos o Brasil como o "Día de la Raza" ou Dia da Raça. Mas este ano há mudança que afeta a fronteira. Por quê? Porque um reordenamento na Lei de Feriados da Argentina substituiu o Dia da Raça pelo "Dia do Respeito à Diversidade Cultural". Foi uma intervenção da presidente Cristina Fernandez por acreditar que o Dia da Raça é racista. Assim, fique sabendo que os argentinos estarão celebrando na próxima terça, dia 12 o Dia do Respeito à Diversidade Cultural. A abolição do Dia da Raça, que comemora a desgraça dos povos da América (índios) atende à pressão de longa data da resistência indígena e crioula das Américas.

Veja que idéia:
Os feriados judeus, islâmicos e outros também estão contemplados na Argentina segundo a Lei dos Feriados. Assim serão feriados na Argentina:

A segunda e terça de carnaval
Pesach (Pascoa Judia)
Yom Kippur (Dia do perdão) judeu
Fim do Ramadã / Dia do Sacrifício
Ano Novo (muçulmano)

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Fronteira Brasil-Paraguai em Foz do Iguaçu

Eu tirei esta foto da rua Xavier da Silva em Foz do Iguaçu. Para quem não é daqui, acrescento que é zona central da cidade. Para lhe situalizar digo que estou entre o Restaurante Corinthiano e a Igreja Congregacional. Lá bem na frente, na foto, você vê uma estrada de chão vermelho, um campo verde com palmeiras à esquerda (clique na foto para ver melhor) e uma comunidade de pequenas casas de madeira salpicadas na imensidão. Lá já é Paraguai. Esta é a visão que ainda teno da região quando cheguei em Foz em 1977. Terra vermelha, verde empoeirado, palmeiras e pequenas casinhas de madeira. É só para recomeçar a rodar pela cidade em busca de coisas que chamem a atenção. Este pedaço da rua Xavier da Silva, é uma espécie de lugar preferido por causa desta visão. A foto menor oferece a mesma visão. Como se chamará a rua lá, do lado Paraguaio? Qual é o endereço daquela comunidade?

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Blog de Foz de volta - detesto ficar fora do ar

A última postagem que fiz foi um dia antes da eleição. Ao voltar, eis que o cenário está mudado. Foz do Iguaçu não elegeu deputado federal, como sempre, mas este é um assunto no qual eu não meu me meto. Uma regra dos 'bloggers' concentrar no que se faz bem. A política partidária, deixo para quem entende. Um dos motivos é que meus votos tendem a ser por ideias. E não vejo no Brasil um partido que me represente. Por exemplo, voto na preservação ambiental e na preservação do planeta por ser onde vivemos, voto pela inclusão social, cultural, salarial, de moradia, ambiental de todos; assim voto com a CNBB pelo plesbiscito em prol da limitação da posse da terra, voto pelas tecnologias alternativas, não voto pelo pré-sal, pós sal ou anti-sal, voto contra a Usina de Belo Monte, contra a diminuição ou aceleração da maioridade penal etc. E votei no domingo, 3 de 10. Assim confesso que meu voto foi um voto dividido. Creio na democracia brasileira embora não goste do procedimento eleitoral, do comportamento daqueles que vêem só o jogo e usam truques para ganhar o jogo. E, quero compartilhar minha alegria por ter sido convocado para trabalhar como mesário. Foi a primeira vez e uma experiência muito boa e que mais tarde, quando tudo passar, poderei compartilhar mais. E para fechar esta postagem, eu, o 'bairronauta' deixo a foto deste estranho acidente. Um carro bateu neste pequeno poste. O SIATE foi chamado e compareceu no local com toda equipe. A polícia chegou mas não havia ninguém dentro do carro e mais interessante: o carro estava fechado, as portas travadas e ninguém à vista. Eu achei estranho mas outros observadores opinaram que "isso só acontece em Foz".

Observações Solares Iguaçuenses

Foz do Iguaçu, extremo Oeste do Paraná, faz fronteira com Ciudad del Este no extremo Leste do Paraguai. Isso significa que o brasileiro em Foz do Iguaçu, vê o sol se pôr todos os dias no Paraguai. O paraguaio fica lá, no lado deles, esperando o sol chegar. Já pela manhã, o paraguio encucado, vê o sol se levantar - quer dizer nascer em Foz do Iguaçu. Um menino uma vez perguntou: por que o sol não drome aqui mesmo no Brasil? Por que ele tem que ir para o paraguai? A foto acima, foi tirada no dia 23 de setembro. Dois dias depois da entrada da primavera. Você está vendo os dois prédios lá atrás - na foto? O mais à direita é o Hotel Mirante. O mais à esquerda é o edifício Grand Prix. Pois bem, segundo os professores Janer Vilaça e José Mauro Palhares, o sol se põe exatemente entre os dois prédios quatro vezes por ano. Quer dizer na entrada de estações: primavera, verão, outono, inverno. Desde que ouvi a afirmação em um curso de astronomia para leigos ministrado pelos professores e patrocinado pela Martin Travel - uma agência de viagem de um amigo meu, fiquei querendo testar. Não sei o que eu fiz no dia 21 de setembro além de xingar os fazendeiros do Brasil responsáveis pelas "queimadas nacionais". Quando me lembrei já era dia 23. Daí fui à avenida Paraná para esperar o Sol se espremer entre os dois prédios para se esconder em Ciudad del Este - quer dizer cidade do Oriente paraguaio onde o sol tem seu cafofo na Tri-Fronteira. Tudo estava indo bem. O Sol que descia bem mais à direira do que se vê, de repente, fez um jogo de cintura e rumou na direção dos prédios. Daí, creio que me viu, e fez o que eu não imaginava! Se pôs alí mesmo no nada. Quando vi que el ia se pôr ali mesmo, cliquei a foto. Cinco minutos depois não havia nem sinal de sol. O sol não foi ao Paraguai se pôs no meio do caminho, diante dos meus olhos, no meio do nada da fumaça produzida pela queimada nacional.
Muitos dias depois, já em outubro, talvez no sábado, dia 2, olho de lado para o céu e notei que havia cores do arcoíris em um uma espécie de halo em torno do sol. Protegi os olhos usando a beira de um telhado e cliquei. Daí até apereceu esta atena - interessante. É só para não perder o costume.

Fotos by 'bairronauta'

sábado, 2 de outubro de 2010

Amanhã vamos votar

São 20:11 des sábado, dia 2. Amanhã por essa hora já estará tudo terminado. O show da democracia brasileira terá, quase toda certeza, terminado bem. Pelo menos, no que se refere às eleições, o Brasil é uma democracia. Já socialmente somos muito imperfeitos. Minha esperança é que a gente consiga melhorar um pouquinho. Mas acho difícil. Amanhã vou votar. Minha listinha já está pronta e nela dei preferência a pessoas. Não tanto a partidos - pois partidos ainda não tem tradição no Brasil. Claro que as pessoas estão em partidos e eu cobrarei os partidos por meio das pessoas. Assim, à festa amanhã! Escolhamos! Prometo que assim que terminar o processo, eu vou começar a falar mais sobre o assunto. Boa eleição!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região