quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Congresso de Ornitologia nas Três Fronteiras: - um pássaro na capa do Gazeta Diário

Não é qualquer pássaro: é o Bonito Lindo
É só para registrar a presença de pelo menos 300 participantes no Congresso de Ornitologia das Américas organizado pela Aves Argentinas (Argentina), Sociedade Brasileira de Ornitologia (Brasil) e a Association of Field Ornitologists (EUA). O congresso começou na terça-feira, 8 e prossegue até hoje, 10 de agosto. Mas isso não significa que o fim. As atividades extracurriculares e pós-congresso continuam. Há uma visita oficial ao Parque das Aves e Cataratas do Iguaçu pelo lado brasileiro. Na semana que vem há curso em campo sobre anilhamento de aves - destinado a pesquisadores.    

sábado, 5 de agosto de 2017

Brasileiros donos de imóveis em Mimai não declarados à Receita Federal vão ter de justificar origem do dinheiro


Mais de 2 mil brasileiros que possuem imóveis em Miami e não declararam sua aquisição à Receita Federal, entre 2011 e 2015, caíram na malha fina. Segundo a Receita, o número representa cerca de 44% dos 4.765 imóveis comprados por brasileiros no período. De acordo com o vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Luiz Fernando Nóbrega, a partir dessa verificação, será necessário que os proprietários façam suas retificações na declaração do Imposto de Renda e justifiquem a origem do dinheiro usado para a compra.

sábado, 22 de julho de 2017

O TCE quer saber o que você acha dele

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) lançou em seu site um questionário para saber qual é a opinião da população sobre os serviços prestados pela instituição. O objetivo, segundo o TCE-PR, é de melhorar os trabalhos realizados e de se aproximar da sociedade. Esta nota apareceu no site do Sindicato dos Jornalistas do estado do Paraná. O Blog de Foz repassa a mensagem  para que todos os que tiverem interesse respondam o formulário. O formulário da pesquisa está aqui 

Paraná rebaixa metas de classificação de rios: eles podem virar esgotos

Novo marco regulatório enquadra rios paranaenses até 2040
 O Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Paraná (CERH) aprovou nesta quarta-feira (19), em Curitiba, uma resolução que rebaixa a meta atual de classificação dos rios paranaenses de classe 2 para classe 4 até o ano de 2040. Esta é a pior classificação dentre as estabelecidas pela Resolução No. 357/2005 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), em um estado em que a classificação mais baixa até o momento era a classe 2. A aprovação coloca o Paraná na contramão do restante do país, uma vez que a Política Nacional de Recursos Hídricos pressupõe a melhoria da gestão das águas, para que seja assegurado o uso múltiplo das mesmas, o que a classe 4 de antemão não permite.
Texto completo no no site da 350.org
A divulgação oficial no site da Águas do Paraná 
Foto Águas do Paraná

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Por mim, o batalhão fica no Centro e parece que vai ficar

Por Jackson Lima
 
Na sexta-feira, dia 23 de junho, véspera do feriado de São João Batista, padroeiro de Foz do Iguaçu, um passageiro de um ônibus que fazia a linha TTU - Ponte da Amizade, viu a nova estrutura que está sendo construída na propriedade do 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado e perguntou ao neto: o que estão construindo? Será um condomínio ou um conjunto habitacional? O neto que há pouco saiu do quartel informou que a área é do Exército portanto: que condomínio? "É área nacional", disse o ex-soldado. As três placas abaixo foram fotografadas logo após aparecer o tapume da construção e as placas. Elas aparecem uma ao lado da outra e estão divididas aqui para ajudar na visualização.       

Segundo as placas estão sendo construídos: 

1) Centro e Controle Fixo do 34º BI MEC
2) Infraestrutura geral
3) Pav Garagem de VTR BLD



Placa 1

Quando o assunto é petróleo, o discurso é um e a prática é outra: A dialética fóssil de Michel Temer

O Blog de Foz reproduz abaixo o texto de autoria de Nicole Figueiredo, 
diretora da ONG 350.org Brasil e América Latina. Em discussão está a política energética do Brasil e o investimento em novas fontes de energias. A primeira parte do título é do blog. Texto completo no site da 350.org. No final do texto, há um vídeo (francês) em que o ministro do meio ambiente da França anuncia o "desinvestimento" em combustíveis fósseis e a proibição total da queima de combustíveis fósseis em 2040. 

Por Nicole Figueiredo de Oliveira

Não importa a cor dos trajes usados por Michel Temer durante a reunião de cúpula do G20, todos tinham um tom “envergonhado”. Vendo seu governo ruir a olhos nus, o presidente está mais empenhado em livrar a própria pele do que preocupado com a economia, a diplomacia ou quem dirá com o planeta. Temer quase desistiu de participar do encontro na Alemanha, mas uma vez lá, ele não poderia assumir outra postura que não aquela da cabeça baixa, dos ombros retraídos e do sorriso amarelo.

Perto do isolamento de Donald Trump, entretanto, até que sua imagem não estava de todo mal. O comunicado final da reunião, que reuniu as maiores economias do mundo, registrou o apoio dos 19 países, com exceção dos Estado Unidos, à manutenção do Acordo de Paris. O governo brasileiro reafirmou seu compromisso de combate “inadiável” ao aquecimento global e o cumprimento das metas estabelecidas no Acordo, recém-promulgado como lei nacional.

Mas como o presidente pode sustentar essa promessa se os combustíveis fósseis, maiores emissores de gases do efeito estufa, continuam no topo da sua lista de prioridades domésticas? Enquanto Temer participava do encontro em Hamburgo, o Plano Decenal de Energia 2026, aberto para consulta pública na última sexta-feira, prevê nada menos do que 70,5% de investimentos em carvão, gás e petróleo, em especial o do pré-sal, mantendo a mesma proporção do plano anterior. E isso só espelha o que já está sendo posto em prática pelo setor petrolífero do governo.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Declaração final da IX Reunião de Ministros do Turismo da CPL - Declaração de Foz

Reunião de Ministros do Turismo CPLP no Hotel Rafain Palace - Foz do Iguaçu

Veja a nota completa

IX REUNIÃO DOS MINISTROS DO TURISMO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

Foz do Iguaçu, 29 de junho de 2017

Declaração de Foz do Iguaçu

Os Ministros do Turismo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) ou seus representantes, de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Guiné Equatorial, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, reunidos por ocasião da IX Reunião de Ministros do Turismo da CPLP, em Foz do Iguaçu, Brasil, no dia 29 de junho de 2017;

Festival de Turismo das Cataratas 2017: foi um sucesso

A organização do Festival de Turismo das Cataratas divulgou hoje o resultado do último festioval realizado entre 28 e 30 de junho. Foi um sucesso, diz a arte-resumo. Junto vem m convite para o próximo ano, já com marcada. Parabéns a equipe liderada pelo empresário Paulo Angeli. Um evento que passa da 10ª edição é um vencedor. O Festival deixa para trás a 10ª edição e já caminha em direção ao 20º. O braço internacional (inglês) do Blog de Foz, O Iguassu Falls Area Tips se aprofunda um pouco mais no assunto.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Deus escreve reto com linhas tortas: Temer cria um parque nacional e amplia mais três

Foto divulgação 
Aqui vai o texto original produzido pela Divisão de Comunicação Social (DCOM) do ICMBio. A notícia é tão importante que será dividida e republicada em diferentes postagens com imagens e outros fatos.  

O presidente da República, Michel Temer, assinou nesta segunda-feira, 5 de junho, durante a solenidade de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, no Palácio do Planalto, decreto criando mais uma unidade de conservação (UC) – o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos, no Pará – e ampliando outras três – o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, a Reserva Biológica (Rebio) União, no estado do Rio de Janeiro, e a Estação Ecológica (Esec) do Taim, no litoral do Rio Grande do Sul.

Sabores do Litoral do Paraná 2017: será em julho

Dezesseis restaurantes e 15 hotéis e pousadas criaram pratos exclusivos e prepararam descontos especiais 

Trinta e um estabelecimentos turísticos e gastronômicos do litoral paranaense participam da sétima edição do Festival Sabores do Litoral, que será realizado de 7 a 23 de julho. São 15 restaurantes e 15 hotéis e pousadas. A principal novidade deste ano é que o festival terá receitas exclusivas e preço único de R$ 69,90 por prato, para duas pessoas. Já os hotéis e pousadas oferecerão descontos nas diárias a partir de 20%.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região