quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Documentos de Cartório sobre a venda das Terras de Jesús Val para o Governo do Paraná

O Blog de Foz compartilha a história desses documentos tão importantes para a história do Parque Nacional do Iguaçu, de Foz do Iguaçu , do Paraná e do Brasil. Clique nas fotos para ampliar.

Jesús Val designa o Doutor solicitador* Antonio Joaquim Alves como seu procurador




Em 2003 viajei a Curitiba em uma  jornada de pesquisa e levantamento de documentos sobre Jesus Val, um ser que sumiu da história de Foz do Iguaçu e das Três Fronteiras. Em Foz ainda é lembrado pejorativamente. Em Puerto Iguazú nem isso. Um personagem influente nos primeiros passos do turismo. Nas Três Fronteiras, Jesus Val foi ativo tanto no lado argentino como no lado brasileiro. Ele é citado em diversos registros de expedições como sendo o homem que organizava as incursões até as Cataratas por terra e por rio.

Ele foi trazido para a fronteira por Leandro Arrechea parte de um dos grupos empresariais que controlavam a navegação fluvial no trecho Posadas, Argentina e Porto Mendes, Brasil. As empresas transportavam cargas e passageiros na direção Posadas-Porto Mendes e no retorno embarcava erva-mate até Posadas onde a carga era transbordada para seguir viagem à Buenos Aires. Arrechea, que além de agente de navegação, empresário, representante da Lei, construiu o primeiro estabelecimento hoteleiro.

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Primeira Aula de Guarani do Blog de Foz. O som do "Y" e outras considerações

Assista no Canal

Esta postagem acompanha a primeira lição de guarani neste esforço de divulgação do guarani e do que eu chamo de coisas guaranis o que inclui cidades, frutas, árvores.

A lição se dedica ao som do “Y” em guarani. O “Y” como palavra significa "água".  É o som original da palavra Iguaçu. Na lição o “Y” aparece imutável na palavra Yguaçu e as diferentes grafias adotadas nos idiomas oficiais dos países que usam o guarani para dar nomes a lugares como Brasil e Argentina.

domingo, 26 de julho de 2020

Blog de Foz inaugura fase de divulgação do Guarani

Uhuu! Estou apresentando aqui a mais nova iniciativa deste blogueiro: aulas de guarani via facebook, o blog e pelo canal de Youtube que deverá ser aperfeiçoado pouco a pouco. Por enquanto é tudo feito na hora e jogado no ar da melhor maneira possível. Por isso ele não tem edição, toque artístico, na especial até porque não tenho habilidade para isso e nem dinheiro para contratar a ajuda urgentemente necessária. Mas, como diz o ditado, o pior é não fazer nada. A força para fazer a decisão veio do Neo-Coronavírus 19 também chamado SARS-Cov ou ainda Covid19.
Canal Youtube de Jackson Lima
(anúncio da série sobre guarani) 

sábado, 18 de julho de 2020

O jornalismo e o método científico: Medindo e Homenageando o Marco das Três Fronteiras

Rascunho do Marco das Três Fronteiras em minha caderneta. De base piramidal, o Marco das Três Fronteiras mede dois metros de base por três de altura. Pode medir!

No método científico tudo que é afirmado tem que ser provado.  E para provar é preciso medir e se for o caso, pesar. Daí, poderá ser replicado. A família de marcos a qual pertence o Marco das Três Fronteiras em Foz do Iguaçu e o Hito (Marco) de las Tres Fronteras em Puerto Iguazú possui 310 membros. Eles são divididos em marcos primários, secundários  e ainda há os que são de uma terceira categoria. Segundo diversas fontes oficiais que tenho lido, os marcos primários são de base piramidal e medem dois metros na base por três de altura.  Os secundários também são de base piramidal e medem 1.25 m de base por três de altura. Antes do Covid 19 explodir, acompanhei uma equipe de jornalismo da TV Recorde (SP) como parte da equipe do suporte do Visit Iguassu (Foz).

sábado, 11 de julho de 2020

Um tributo ao navio, ao Projeto HOPE e seu fundador William Walsh, um cliente VIP do Hotel Carimã




Dr. William Walsh, fundador do Projeto Hope, desembarca em Maceió (AL) para a penúltima missão do navio SS Hope.  

No final de uma tarde de algum dia de 1978, pelo menos, voltei de uma excursão e passei na Agência para comunicar que havia retornado são e salvo com meus “passageiros”. A chefe, uma pessoa chamada Síssi, me entregou uma ordem de serviço para o dia seguinte. O cliente chegaria no voo das 22h e outro guia faria o traslado Aerporto-Hotel. Eu trabalhava na empresa iguaçuense Grande Agência Tur-Turístico Internacional (junte as iniciais) Ltda. Descobriu?

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Sobre o rio Iguaçu: primeira visão da BR-101. Para prestar atenção e não esquecer

Não parece em nada com o Iguaçu das Cataratas


Nota: esta postagem é dividida em duas partes. A primeira é "para prestar atenção". A segunda é "para não esquecer". Então vamos lá?



Para prestar atenção:
A primeira vez que o rio Iguaçu aparece em público na região de Curitiba é na BR-101. É onde há uma ponte de 100 metros de cumprimento. Um pouco antes dela, para quem vai na direção de Santa Catarina, há uma placa que avisa: Ponte sobre o rio Iguaçu.  Os rios que cruzam estradas federais possuem tais placas de identificação. Já rios que cruzam estradas estaduais vias municipais não merecem a graça desta forma de identificação. Por isso, os moradores de Foz do Iguaçu, nunca vão saber os nomes dos rios do município. E isso é muito ruim. Pois além de promover a ignorância da população quanto aos seus rios, facilita a destruição dele.

terça-feira, 26 de maio de 2020

Cine Drive-In em junho gerará renda para ajudar na missão do Visit Iguassu

Um cine drive-in em Bauru

O Visit Iguassu - Instituto de divulgação Turística de Foz do Iguaçu está sem renda desde que os hotéis e atrativos de Foz do Iguaçu fecharam para passar a tempestade do Covid19. A renda do Instituto vem da mensalidade paga pelos membros em diversas categorias e pela arrecadação feita pelos da Room Tax contribuída por hóspedes e turistas. Uma das ideias da equipe da entidade foi organizar um Cine Drive-in em parceria com o Cataratas JL Shopping, com o Cine Cataratas na exibição dos filmes e o apoio do Recanto Cataratas Hotel onde será montada a estrutura. O Iguaçu Drive-Cine - este será o nome oficial, será operado pelo Instituto. A ação especial e criativa tem também o apoio e suporte da Secretaria Municipal de Turismo que orientará na tomada de todas as medidas de prevenção e segurança em relação à Covid-19.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

O dia em que quase mataram o padre Guilherme Maria Thiletzek em Ponta Grossa

Monsenhor Guilherme

Monsenhor Guilherme em Foz do Iguaçu é o nome de uma avenida no jardim São Paulo que liga a Praça da Bíblia com a Avenida Felipe Wandscheer na altura do Cemitério Municipal que tem o mesmo nome do bairro. Monsenhor Guilherme é também o nome de um Colégio Estadual criado em 1950 por decreto do governador Moisés Lupion, inaugurado  em 1952 pelo governador Bento Munhoz da Rocha e finalmente mudado para a atual sede em 1965 já no governo de Paulo Pimentel.

Como ninguém nasce monsenhor, o jovem Guilherme, após sua ordenação como padre em São Gabriel (RS) em 1907, teve que exercer o sacerdócio começando de baixo. Assim, o jovem padre aparece na história já em Curitiba e Ponta Grossa - região formada por um grande número de colônias: italianas, alemães, polonesas, ucranianas e sua variedades internas como alemães russos, polonêses-alemães que refletiam a formação das terras de origem onde territórios eram invadidos, dominados, subjugados segundo os ventos da política e geopolítica da Europa.

domingo, 10 de maio de 2020

Roteiro da Imigração alemã: Jacobina Mentz Maurer, Sapiranga (RS) e a Rota de Lutero na Alemanha


Sapiranga, Capital do Roteiro do
Blog de Foz sobre a Imigração Alemã:
refazendo trilhas
 
Não conheço Sapiranga, cidade gaúcha da região de São Leopoldo e parte da Região Metropolitana de Porto Alegre. Mas, de ouvido, escolhi Sapiranga para ser parte deste roteiro da imigração ao Brasil um  período de sonhos, lágrimas, sofrimento, humilhação, vitórias, romances, injustiça e tudo aquilo que é humano e são experiências que de alguma forma fazem parte do acervo de emoções de todos os membros da sociedade humana. 

Os viajantes que gostem de viajar informados terão muito a ganhar com a inclusão do evento de Sapiranga na lista desse roteiro que busca entender o passado, enquanto, ao visitar os destinos nos dias de hoje, aproveita para provar vinhos, produtos coloniais, escutando historias, fazendo esportes, trilhas, usufruindo do que os antigos imigrantes conseguiram  fazer e revivendo pois viajar é viver e reviver  e aprendizado é um convite a abrir a cabeça e respeitar. 

terça-feira, 5 de maio de 2020

Regiões Turísticas do Paraná: ideias e sugestões para aproveitar o potencial turístico do estado depois que o coranovirus passar

Como jornalista com certa dedicação ao turismo e sua ligação com a cultura tenho tido o privilégio de conversar com cônsules e embaixadores à serviço de diversos países no Brasil. É um dos mandatos de minha profissão. Todos eles estão na mesma situação.  Uma de suas missões é promover negócios de brasileiros, no caso do Brasil, com seus países inclusive o turismo que é um item de exportação-importação. Centenas de atrativos, cidades e regiões em seus países esperam resultados do trabalho dos departamentos de turismo de embaixadas e consulados.