segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

O perigo atômico mundial segundo a Federação de Cientistas Americanos: quantas bombas atômicas há?


Quantas bombas atômicas existem no mundo? Quem é quem no ranking?  Quantos países as possuem?  Segundo o quadro acima, as 15,375 bombas atômicas existentes no Planeta estão nas mãos de nove países. Do total, 93% estão nas mãos dos Estados Unidos da América e da Federação Rússia. A Rússia teria 7.300 exemplares de bombas nucleares e os Estados Unidos 6.970. Outros setes países ficam com os 7% do arsenal restante. Como se vê no gráfico, a França tem 300, a China 260, o Reino Unido 215, o Paquistão possui 130 e a Índia sua vizinha 120. No final da lista aparecem Israel com 80 unidades e a  Coreia do Norte com 15. 

Quem esquece o passado, pode errar de novo: Estados Unidos, dono total do poder atômico (1949)

A Revista comprada em um brechó na região do Jardim Santa Mônica em Piraquara (PR)

O Espírito da Época

A Segunda Guerra Mundial havia acabado quatro anos antes com a explosão atômica de Hiroshima e Nagasaki. Os Estados Unidos o único país a deter a tecnologia atômica aproveitou para avisar que a bomba estava pronta e poderia ser usada. O texto abaixo foi publicado na revista Seleções do Reader's Digest de  Março de 1949, pagina 5. A intenção é somente registrar o momento, e o vigor da propaganda política da época, sem julgamento. A interpretação é sua. N final há um link para uma publicação sobre a situação atual do arsenal atômico do mundo. Seguem imagens do artigo completo.



Fatos que devem evitar a guerra – O poderio atômico dos EUA

No momento em que o mundo cristão anseia como nunca pelo advento da paz, parece ter chegado a oportunidade de revelar o que é o potencial atômico dos Estados Unidos e quais as intenções do país. 

É preciso evitar a guerra. Em nome do bom senso e da humanidade, os norte-americanos devem prevenir os dirigentes da Rússia:

Que os Estados Unidos possuem hoje armas atômicas aperfeiçoadas, suficientes para paralisar a nação russa; 

Que podem atingir seus alvos com grande quantidade dessas armas;

Que uma porção enorme dos habitantes das principais cidades da Rússia – quer dizer, milhões de pessoas – podem perecer ou ficar mutiladas logo após os ataques;

Que os objetivos já foram determinados,  os aviões já estão prontos de dia e de noite, e as tripulações a postos;

E que esta represália aterradora se tornará inevitável, se a Rússia atacar os Estados Unidos, ou qualquer outra nação livre.   

Confira as nove páginas fotografadas do artigo. Clique nas imagens para ampliar.

As Cataratas do Niágara e a maravilhosa poluição dos anos 1800s: lua de mel vs cheiro de químicos

Espírito do tempo


A 2ª Guerra Mundial havia acabado há quatro anos. A poluição e o ar pesado eram vistos como uma maravilhoso sinal de progresso. O Texto abaixo, "Em torno do Niagara" foi tirado da edição de junho de 1949 da Revista Seleções do Reader's Digest (página 75).  É sobre a cidade de Niagara Falls e as Cataratas do Niágara como chamariz da indústria e, por outro lado, como uma paisagem preferida dos casais em lua de mel. Quando as Cataratas do Iguaçu se encontravam ainda isoladas no meio de inatingível selva 20 ou 30 anos anos de Santos Dumont passar por aqui, o distrito industrial da Cidade de Niagara já estava como mostra a foto abaixo. Confira também o texto de 1949 logo abaixo:       


Distrito Industrial da cidade de Niagara (1900) Wikipedia
Sobre Niagara Falls City*

A quedas do Niagara – e as famosas cataratas que alimentadas por quatro dos grandes lagos, se despenham na fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá – e são de há muito a estância de turismo favorita dos americanos recém-casados. No entanto, uma  boa porcentagem dos habitantes da cidade de Niagara Falls se sentem ofendidos quando ouvem chamar sua terra de “Capital da Lua de Mel”  ...  Mas é claro que não protestam contra os muitos  milhões de dólares que os jovens casais ali deixam anualmente.  Preferem, porém, chamar a atenção do público para as indústrias tão prósperas que as cataratas atraíram ao lugar, com a sua produção de energia elétrica barata, e querem que a cidade seja antes conhecida no mundo pelo título semi-oficial de cidade da energia. Os moradores de mentalidade industrial as aspiram com delícia a neblina saturada de emanações químicas, que paira sobre a cidade quando o ar está pesado. ...   


* Hoje City of Niagara Falls - a cidade do prefeito Paul Dyster. População 50 mil (2010).

sábado, 21 de janeiro de 2017

De celular em mão, turista argentino cai nas cataratas (não morreu)

As autoridades do Parque Nacional Iguazú (Argentina) publicaram uma nota na página da Administração de Parques Nacionais (APN) relatando que um turista argentino caíra acidentalmente nas Cataratas durante o passeio de lua cheia. A publicação foi do último 14 de janeiro. O turista percorria a trilha manuseando um aparelho celular enquanto atualizava informações no Facebook. Confira a nota:

Sir David King diz que pessoas e sociedade são viciadas em combustíveis:


Com Sir David King na área do PTI - Itaipu Binacional: “O comportamento humano é o maior desafio na tarefa de adaptação às mudanças climáticas”
“O principal desafio do mundo para adotar medidas que diminuam os impacto das mudanças climáticas é o comportamento humano”, disse Sir David King,  químico e embaixador do Governo do Reino Unido para Negociações das Mudanças Climáticas. Ele foi conselheiro científico do ex-primeiro-ministro Tony Blair. Em Foz, onde foi recebido pela Itaipu Binacional, ele conheceu o Centro de Mobilidade Elétrica Inteligente que faz pesquisas na área de logística urbana utilizando veículos elétricos, postos de abastecimento além do aplicativo Mobi-me que traz em tempo real indicadores como poupado em abastecimento, o CO2 deixado de ser emitido e a quilometragem rodada. No projeto piloto em Curitiba, 12 carros e um ônibus deixaram de produzir 12 toneladas de bióxido de carbono desde 2014. 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A temporada 2016 - 2017 das tesourinhas (tijeretas) de Foz do Iguaçu


Uma cauda assim tem que fazer diferença

A temporada 2016 – 2017 do “tesourinha” ou “tesoura” em Foz do Iguaçu ainda não terminou. A observação dele começou a partir de agosto  – quando começou a soprar um vento mais quente - vento do norte.  Quanto a nomes, ele tem vários. No livro “Pássaros da Argentina" de T. Narosky e D, Yzurieta (1989) ele ainda aparece sob o nome Muscivora tyrannus. A palavra chave aqui é tyrannus” (tirano) o que significa que ele é da família do bem-te-vi. Parece que os cientistas fizeram adaptação na nomenclatura e ele agora a aparece como Tyranus savana, (Tyran des savanes, em francês e Tuguái jetapá em guarani).  Em inglês é fork-tailed flycatcher. Flycatcher denuncia o que ele come ou faz: pegador de mosca e o fork-tailed lembra que o rabo tem formato de garfo Eles paracem estar em grande número. As fotos foram tiradas em área urbana nas proximidades do Muffato República Argentina. Há muitos ninhos e eles são vistos sempre em postes, galhos de árvores altos, sempre de olho nos filhotes e nos ninhos. Não é difícil ver pares de tesourinhas perseguindo gaviões que ainda existem (graças a Deus) na região - o que significa que ainda há comida. Coloco aqui algumas fotos especialmente aquelas que mostram a habilidade de voo que eles possuem

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Que crise? Não deixe de participar no Salão Paranaense do Turismo

Clique na imagem para ampliar
O 23º Salão Paranaense de Turismo acontece em março, entre os dias 16 e 18. Repasso o convite para a participação de expositores e patrocinadores. Dê uma olhada no cartaz acima  para ver as propostas. Com "a crise" existe uma tendência de todo mundo segurar o investimento para esperar tempos melhores. Má ideia. O tempo de expor, divulgar e se divulgar é agora. A crise foi criada e gerada por pessoas de fora do setor do turismo. O turismo entra nesta crise de gaiato. Confira esta notícia do Ministério do Turismo e compare com esta baseada em estudos como "o Custo Econômico dos Feriados Federais para a Indústria” da FIRJAN e outros da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo. Assim vá ao Salão e mostre quem você é, o que faz e o que tem a oferecer. Sai barato. Quanto a crise, quando chegar a hora ela passa. 

domingo, 15 de janeiro de 2017

Salvem a quiçaça: onde mais os pássaros podem sobreviver



Polícia-inglesa-do-sul
Bem-vindo à primeira postagem sobre pássaros do Blog de Foz em  2017. Aqui quem escreve é Jackson Lima. Passei cinco dias procurando este pássaro. A primeira vez que o vi em Foz foi no final de 2016, talvez novembro, quando um exemplar dele passou voando pela minha frente na Avenida República. Ele atravessou a avenida em direção ao terreno ainda baldio ao lado do antigo Maxxi Supermercado e dela prosseguiu voo na direção do Jardim Guarapuava. Há poucos dias, às 07h30 aguardando que o sol vencesse uma nuvem e iluminasse uma árvore onde havia um ninho de tesourinha. De longe vi um ponto preto e vermelho pousado em um fio de eletricidade. Quando me mexi ele voou. Continuei vindo a esperá-lo por vários dias. Finalmente hoje consegui fazer a foto dele (a foto não é grande coisa). É um macho da família dos icterídeos como o guaxo. A espécie é Sturnella superciliaris conhecido em inglês como “White-browed blackbird ou pássaro preto de sobrancelha branca. No Brasil ele ganhou o nome de “polícia-inglesa-do-sul”. 

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

De onde vieram os mais de 10 mil visitantes do Marco das Três Fronteiras?

Inauguração para imprensa e autoridades - 21.12.2016
Confira na lista o número de pessoas que visitaram o Complexo Turístico Marco das Três Fronteiras (CTM3F) entre 22 e 31 de dezembro de 2016. E por que somente neste período? Por que até o dia 21, o Complexo Turístico M3F estava fechado para reforma. Por isso os números são importantes. Em 10 dias,  10.165 pessoas de 37 países visitaram o mais novo atrativo de Foz do Iguaçu. O primeiro lugar na lista é do Brasil e o segundo da China. Pode? Confira e logo eu vou lá e volto com mais informações.

De onde vêm os visitantes do Parque Nacional do Iguaçu - Cataratas



Em 2016, O Parque Nacional do Iguaçu recebeu 1.560.792 visitantes que tinham como destino as Cataratas do Iguaçu. Eles vieram de 167 países. Porém o número exato de países pode ser maior porque aparece na lista um item chamado “outros países” que contribuiu com 1.390 pessoas para a lista de visitação. Esse “outros países” pode ser bem complexo em época de refugiados pois há de tudo quando o assunto é nacionalidade. A maioria absoluta de visitantes das Cataratas é de brasileiros, 819,492 seguido pela Argentina com 333.355. O terceiro lugar no número de visitantes vai para o Paraguai com 51.306. Depois, em quarto lugar vem a França. A lista é muito interessante e lhe dá uma ideia da dimensão do turismo local. Os números falam dos números de pessoas que passaram pelo Centro de Visitantes do Parque Nacional com destino às Cataratas. Não é o número dos visitantes que desembarcaram em Foz do Iguaçu. Muito mais do que 54 mil paraguaios entram em Foz do Iguaçu com destino a outros centros brasileiros (como praias no verão) com pernoite ou sem pernoite em Foz do Iguaçu e sem ir às Cataratas. Confira: 

domingo, 8 de janeiro de 2017

Gente Boa também Mata - Campanha Rodovida 2017 (E teve gente que não gostou)

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) informou que cartazes da campanha “Gente boa também mata” foram retirados de várias cidades do país e serão substituídos por outros, sem imagens de pessoas. De acordo com a secretaria, os filmes e outras peças da campanha vão continuar a ser veiculados sem alterações.
Os banners da campanha, promovida pelo Ministério dos Transportes, foram retirados após repercussão negativa nas redes sociais por associar pessoas que fazem boas ações, que têm boas condutas com o ato de matar.  Para muitos internautas, a mensagem é dúbia. Um dos cartazes, por exemplo, dizia: “Quem resgata animais na rua pode matar. Não use o celular ao volante. Gente boa também mata” e, ao lado, havia a imagem de uma mulher com um cachorro no colo. 

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Mapa argentino sem as Malvinas estragou o espírito da chegada do ano novo

Polêmica generalizada na Argentina pela publicação de um cartão desejando um feliz ano novo e que 2017 encontrasse a todo os argentinos unidos e em paz.  O resultado foi o contrário. O cartão criado pelo Ministério de Desenvolvimento Social  publicou um mapa "muy creativo" da República Argentina sem as Ilhas Malvinas.    

Visitar as Cataratas do Iguaçu a partir de fevereiro vai pesar mais no bolso

Tabela do Parque Nacional lado brasileiro

Atenção viajantes! Agentes de viagem e operadores. Um presente de 2017 para todos. A partir de 1º de fevereiro a entrada ao Parque Nacional do Iguaçu (Brasil) vai ficar mais cara. No lado argentino, a mesma coisa acontece em 1º de março. O aumento argentino é total está fechado. O aumento brasileiro é só a parte da remuneração da concessionária. Não inclui o aumento da parte do ICMBio (federal), aquela que a concessionária cobra e repassa para o Tesouro Nacional. Isso significa que vai haver outro aumento no ano. Confira as notas as assessorias e veja as tabelas: 

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Devedores de pensão alimentícia poderão perder direito a carteira de motorista


Quem estiver devendo pensão alimentícia poderá ter a carteira de motorista suspensa e o passaporte apreendido ou proibido de ser emitido, assim como ter suspenso o direito de participar de licitações públicas e ser proibido de firmar contratos com a administração pública. É o que propõe a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), no Projeto de Lei  427/2016 em análise na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado.

O arco-íris branco, de prata ou lunar: desafio fotográifico para 2017




O astrofotógrafo sueco Göran Strand conseguiu captar em um de suas fotos um arco-íris lunar tendo logo atrás a aurora boreal.O arco-íris lunar,  "arc blanc" ou arc-en-ciel blanc segundo o site francês que divulgou a foto acima é um fenômeno que ocorre por razões similares ao seu equivalente solar e mais comum. Em inglês ele é chamado de "lunar fog bow" ou seja um arco formado na neblina ou névoa iluminada pelo luar. A primeira vez que vi este arco-íris nas Cataratas do Iguaçu a palavra que me veio à cabeça foi "albino" - Arco-íris albino das Cataratas. Também está sendo usado o nome "arco-íris de prata".

A imagem dois, acima, foi tirada de um vídeo da TV Japonesa NHK e já foi publicada aqui no Blog de Foz. Nela se vê o arco-íris branco com algumas cores no canto inferior esquerdo da imagem. Lanço como desafio para os amantes da fotografia em 2017 registrar o arco-íris branco nas Cataratas. Não é fácil devido ao fato do horário  do arco-íris e da visitação não coincidirem. A foto da NHK foi feita em parceria entre a NHK, Unesco e os Parques Nacionais Transfronteiriços do Iguaçu / Iguazú.

domingo, 1 de janeiro de 2017

500 anos da Reforma Protestante é comemorado este ano:

Bem-vindos e bem-vindas a 2017. Neste ano se comemora os 500 anos da Reforma Protestante cujo ponta pé inicial foi dado pelo até então monge católico romano Martinho Lutero. Uma placa igualzinha à imagem acima se encontra na sede da Congregação Evangélica Luterana Cristo Redentor na Rua Marechal Deodoro (1241), centro de Foz do Iguaçu.  O que se celebra este ano é um evento que ocorreu devido a uma  "disputa teológica", provocada por Martinho Lutero. Em outubro de 1517, ele enviou 95 teses sobre questões teológicas, que ele desejava debater publicamente.  Isso levou a um "racha" ou divisão na cristandade entre as confissões "protestantes" (o que inclui todas a formas de evangélicos) e a Igreja Católica. Aí está uma boa oportunidade para que tanto cristãos católicos romanos como "protestantes" descubram e aprendam sobre o que aconteceu 500 anos atrás quando só fazia 15 anos que o Brasil havia sido  descoberto. Quais foram as vantagens, o que mudou? Sabia que foi Lutero quem traduziu a Bíblia do Latim para o alemão? Nesta tarefa ele não só criou uma nova forma de ver o mundo bíblico-cristão como ajudou a consolidar a língua alemã. Parte do material publicado aqui foi tirado deste site que tem muito mais informações.  


Não é para assustar - é para celebrar: Turistas avistam uma sucuri no Iguaçu na área das Cataratas

 O site de noticias de Puerto Iguazú, La Voz de Cataratas publicou a foto de uma "sucuri" nas Cataratas do Iguaçu vista por passageiros de um bote que fazia excursão nas Cataratas. Foi na tarde do dia 27 por volta das 17h. Motivo de celebração para ambientalistas, profissionais da conservação: ainda temos sucuris e em bom estado. Maravilha. Segundo o site, os turistas pensaram que era uma "curiyu". Daí, pelo tamanho entenderam que era uma "anaconda". 

Sucuri ou ananconda
Tranquilizemos pois a cobra era tanto uma "curiyu" em espanhol como uma anaconda. O segredo é que esta cobra tem muitos nomes. Confira os nomes usados para ela só no Brasil:  sucuri, boiaçu, boiçu, boiguaçu, boioçu, boitiapóia, boiuçu, boiuna, "sucuriju", sucurijuba, sucuriú, sucuruju e sucurujuba. A Prefectura Naval (Capitania / Guarda Costeira) argentina veio ao local para detectar e capturar a "curiyu" mas ela tinha sumido. (Imagine se não vai sumir, depois do susto de ver um barco cheio de gente)!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região