quinta-feira, 21 de outubro de 2010

O porco e o dialeto de Foz

O cidadão iguaçuense que escreveu no muro: "Não jogue lixo seu porco", parece ter estado realmente nervoso por essa mania de jogar sofás, cadeiras, restos de poda de árvores nos terrenos baldios ou à beira de estradas e ruas. Claro que linguisticamente, o cidadão iguaçuense teve dificuldade de grafar no dialeto local. No dialeto iguaçuense, porco soa metade "POIKO" e metade "POŖCO". O mini acento diacrítico criado por mim, para tal fim, serve para indicar o som do "R" caipira que já não é tão caipira e que está presente em palavras portuguesas como "caŗcinha", "caŗção" e "caŗça". O Paraguai também está pegando essa pronúncia. É o que a gente escuta em "yo voy a pensaŗ a lo mejoŗ" etc. Assim na dúvida entre poiko e poŗco - o escriba preferiu "polco" porque fica mais fácil. Viva O polco! Mas não adiantou nada. Ontem eu passei pelo local, uns quatro dias após a foto original - e a quantidade de sofás tinha aumentado. É polco mesmo! Esses sofás poderiam ser reciclados. A madeira geralmente é boa! Povo rico e polco!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região