sábado, 1 de novembro de 2008

D. Marlene, idealizadora do Recanto dos Cactos



Nas fotos, o catus almofada da sogra (foto 1) e Marlene Parzewski, realizadora do sonho

Um dos lugares mais bonitos de Foz do Iguaçu é o Recanto dos Cactos. Há poucos dias anunciei que este lugar era um forte candidato a entrar na minha Lista do que é possível fazer nas Três Fronteiras e que já conta com 131 sugestões. Agora, escrevo para confirmar: o Recanto dos Cactos já está na lista e é a 132ª sugestão. Deixe-me dar um pouquinho da história do local. Primeiro, a responsável por esse jardim-paraíso se chama Marlene Parzewski, moradora de Foz do Iguaçu há mais de 20 anos. O Recanto dos Cactos já conta com catos de um monte de espécies plantados. E de onde nasceu a idéia?

- De um sonho, disse dona Marlene.
- Mas, sonho sonho?
- Sim,sonhei uma noite que comprava o terreno ao lado de minha casa e que fazia um jardim de cactos igual a esse que fiz.

O sonho foi sonhado há oito anos. Mas a dona Marlene não tinha condição de comprar o terreno ao lado. Após o falecimento do pai, a parte da herança que lhe coube, ele investiu no sonho, literalmente. "É uma maneira de lembrar dele", disse.

Dona Marlene tem certeza de que o sonho selou uma espécie de compromisso. "Isso me dá tanta alegria, que prometi nunca cobrar nada de ninguém que queira ver o Recanto", contou. Ela prometeu também que nunca venderia ou daria mudas.

Isso mudou. Hoje ela tem uma série de cactos que ele oferece para quem deseja. São resultados de mudas novas que ameaçam fechar os caminhos dos contempladores. Quanto a vender, a promessa segue em pé.

Hoje, dona Marlene continua firme na decisão de não cobrar entrada. Mas para ajudar na manutenção de seu paraíso terrestre ela gostaria de que os visitantes adquirissem uma foto do lugar. "Eu mesmo fiz as fotos", acrescenta e destaca a frase "Lembrança do Recanto dos Cactus, Foz do Iguaçu".

Entre as variedades de cactos que a dona Marlene mostra durante a visita estão a poltrona da sogra, almofada da sogra, dinosauro, o cérebro, o abacaxi e o mandacaru.

Sabia que o mandacaru é uma espécie de manjar sagrado para o morador da caatinga. Sabendo disso e como o mandacaru cresce muito, dona Marlene, decidiu comer mandacaru durante uma semana.

- Eu queria confirmar isso que dizem de que os nordestinos sobrevivem do mandacaru em épocas de seca.

E a ponta-grossense de origem alemã apesar do nome polonês (que é do marido) ainda disse: vendo que as mudas novas do mandacaru são mais suaves, me apareceu uma idéia de fazer um suco batendo as folhas num liquidificador. E descobri que não há coisa melhor. Toda semana tomo.

A dona Marlene me disse algumas coisas interessantes. Primeira, esse projeto é dela. Os familiares não gostam. Segundo, ela gostaria de receber turistas para ajudar na conservação e manutenção do seu paraíso e que as agências de turismo incluísse o local (seriamente) nos opcionais do visitante. A manutenção do lugar custa muito. Além de pagar jardineiro, ela paga por serviços como o corte de gramas.

- Isso é problemático. Os cactus devem ser cobertos. Nada pode acontecer a eles. E isso não é serviço de 100 reais.

Veja ainda:
Como visitar o espaço responsavelmente?

English

Español

6 comentários:

Denys Grellmann disse...

Muito boa matéria, pretendo um dia visitar esse recanto.. Parabéns

Eliana disse...

Vender mudas não seria uma maneira de reverter em dinheiro para a manutenção do jardim de cacto, com certeza eu seria uma compradora, vale pelo carinho com que ela cuida..

Maria Alice disse...

Visitei este recanto no carnaval e é realmente encantador. Adquiri seis mudas de cactos e espero que eles fiquem belos. A D.Marlene é muito simpática e explica tudo, inclusive como cultivar.

karison disse...

obrigado por nos lembrar de que os espinhos tambem dão flores algumas no raiar do sol outras somente a noite,como sei disso se voçe tiver a oportunidade de voltar ou conhecer o Recanto dos cactos,pergunte a esse anjo que é a dona Marlene que a dona do local quem foi Rodrigo(trabalhei lá por 1
ano

Prof. Eunice Arzola. disse...

Soube do recanto ja faz tempo. Põrem quandoosmeus alunos desidiram pesquisar cactus para a Feria de ciencias e tecnología da Escola Adventista Ellen White de ciudad del Este, rsolvi levalos a conhecer. Foi uma tarde inolvidavel e o trabalho da Dona Marlene muito elogiado. Alem disso as crianças ganharoam lugar de destaque na exposição do seu trabalho. Vale muito visitar ese maravilloso lugar. Oxalá ganhe um lugar no roteiro turístico de Foz.

Prof. Eunice Arzola. disse...

Soube do recanto ja faz tempo. Põrem quandoosmeus alunos desidiram pesquisar cactus para a Feria de ciencias e tecnología da Escola Adventista Ellen White de ciudad del Este, rsolvi levalos a conhecer. Foi uma tarde inolvidavel e o trabalho da Dona Marlene muito elogiado. Alem disso as crianças ganharoam lugar de destaque na exposição do seu trabalho. Vale muito visitar ese maravilloso lugar. Oxalá ganhe um lugar no roteiro turístico de Foz.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região