segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

O Iguassu: Nasce Novo Jornal em Foz do Iguaçu.

Em setembro do ano passado o Jornal do Iguaçu (JI) fechou misteriosamente. A surpresa foi tanta que nem os funcionários do jornal sabiam que o jornal não sairia no dia seguinte. Por quê fechou o JI? A resposta oficial nunca foi dada. Mas não oficialmente, a cidade soube, à boca pequena, que o jornal foi fechado por pressão tributária, quer dizer, fiscais tributários foram usados para intimidar o grupo do JI que além do jornal possui uma emissora de TV via cabo (FozTv), uma rádio (97.7) e um grupo educacional que inclui a UDC - a faculdade onde eu orgulhosamente consegui meu diploma. A foto à esquerda mostra a última capa do JI. Clicando na foto você poderá ler as manchetes e juntar dois mais dois. Os governos têm esta arma nas mãos. Qualquer governo pode mandar um fiscal tributário, sanitário, ambiental fechar qualquer negócio do "povo", utilizando o mecanismo, desde linhas aéreas, à jornais, de bordéis, à hotéis, supermercados à farmácias e estabelecimentos hortifrutis. Qualquer coisa. Mas isso não está certo.
Hoje, saiu às ruas de Foz do Iguaçu um novo jornal que se chama O Iguassu - assim com dois Ss por mais que eu deteste esse uso. Ao assumir a grafia Iguassu, o jornal deve transceder as muralhas de Foz e pensar nos municípios desta parte do Vale do rio Iguaçu. Eu sou um dos colaboradores deste esforço para não deixar Foz se calar - embora que certas noticias, a cidade fica sabendo sem precisar da itermediação de jornais. Não deixa de ser uma lição de moral e de humildade.

O Iguassu está aí feito por uma equipe que acredita e participa de um grupo que não é empresa. É uma associação ou clube: Clube do Repórter Cidadão. O jornal vem com uma missão que é também uma promessa: levantar os problemas de Foz do Iguaçu e região que transcendam as denúncias de buracos e mato nas ruas.

Segundo pesquisa da RPC TV Cataratas feita há pouco tempo, Foz do Iguaçu é uma cidade de classe média baixa e pobre onde a população tem acesso complicado à educação, saúde, tecnologias e emprego. Se a missão do Iguaçu for manter essa realidade na memória dos governantes e lideranças; se for lembrar que os royalties de Itaipu vão acabar; se for lembrar que a gente pode fazer mais; se for a missão de cobrar e exigir o que a cidade merece, que o Iguassu seja bem vindo e eu estarei aberto para cooperar, participar e assinar embaixo!

Um comentário:

Anônimo disse...

parabens por esse veiculo de comunicação que acaba de nascer em nossa cidade, foz estava precisando mesmo de um jornal oposição... boa sorte pra toda equipe iguassu....

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região