sábado, 11 de setembro de 2010

Casas de Foz do Iguaçu

Em outras publicações dei ideia sobre as construções iguaçuenses. Lembrei das casinhas de madeira da década de 70 e as mudanças arquitetônica segundo o tempo, situação econômica, disponibilidade de material e outros fatores. A mudança não aconteceu tanto no tocante a bairros e classe social. Uma caminhada pelos bairros de Foz do Iguaçu mostra que antigas casinhas de madeira ainda resistem ao tempo e convivem, às vezes, com casas de outros estilos e outras capacidades financeiras. É o caso desta linda casinha de madeira na Rua Limeira, no lado oposto da Vila A.
Ou esta casa original da Vila A - que sobrevive quase intacta às mudanças, às novas construções, obras, que pipocam por todos os lados do bairro. Como já destaquei antes, não posso negar que adoro os muros baixos que caracterizavam o bairro e que hoje dão lugar a muros altos e às cercas elétricas. Porém o 'bairronauta' vai acrescentar às postagens uma nova categoria. São as casas especiais. Casas cujos donos têm almas inquietas e que almejam algo diferente. Casas para viver segundo o estilo dele ou dela. Casas para abrigar não só o corpo mas algo mais, hospedar a alma e o espírito - se é que se pode dividir essas duas ou três partes. É o caso desta casa que parece normal à primeira vista. Mas é rica em detalhe com destaque para o sótão. Estou aguardando contato com o dono dela para conversarmos, trocar ideias e ver o que se pode aprender.
Mas, na lista das casas especiais. Das casas que defintivamente foram construidas para abrigar alguém com alguma inquietação especial - a casa Pirâmide é um grande exemplo. Todo mundo no bairro já deve ter visto ou passado perto da Pirâmide casa. E incrivelmente a casa não é do conhecimento de Foz do Iguaçu. Não mantive nenhum contato com os moradores da Pirâmide. Mas aqui estou me oferecendo para conhecer mais.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região