sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Joacir Araújo, deixa Infraero-Foz

Foi confirmada a mudança de comando na Infraero Foz do Iguaçu. Sai Joacir Araújo e entra a tefeense Maria do Perpétuo Socorro das Chagas Pinheiro, ex-Pampulha. Joacir sai de Foz do Iguaçu entrando para a história da Infraero-Foz do Iguaçu. Foi durante sua gestão que o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu-Cataratas passou a ser realmente internacional. Por realmente interacinal quero dizer, passou a receber voos regulares, o que não acontecia há tempo. Só que desta vez, o Aeroporto de Foz Iguaçu-Cataratas passou a registrar o maior número de vôos regulares internacionais de sua história. Aparentemente de repente, Foz do Iguaçu, uma cidade capital de ninguém, passa a ter vôos que chegam de Montevidéu, Santiago e Lima. De repente, o anúncio de novos vôos para a cidade virou coisa comum e a lista de empresas que ligam Foz do Iguaçu-Terra das Cataratas a Aeroportos de capitais da América do Sul e do Brasil também cresce: Pluna (Uruguai), BQB (Uruguai), Lan (Peru e internacional), Trip, Webjet, Gol, Azul ( talvez a partir de 2011). A qualquer momento e não assustar-me-ei, aparecerá em nossa “pista” um avião da Avianca Brasil novo nome da Ocean Air. Joacir Araújo sempre destacou o papel da Itaipu Binacional que há oito anos entrou para influenciar o turismo com seu Complexo Turístico, sua atuação no Fundo Iguaçu e outras ações. Claro que falar em Itaipu Binacional (lado brasileiro) e essas mudanças sem dar créditos hierárquicos aos chefes seria impossível: Presidente Lula e sua forma pessoal de fazer acontecer, Jorge Samek por saber vestir camisas e Gilmar Piolla que soube interpretar o apito lá de cima. O resultado foi unir o trade e reger à orquestra segundo o complexo sistema do turismo nacional pós 2003. Há que dizer que existe um pré e um pós.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região