segunda-feira, 26 de março de 2012

Estão matando jornalistas adoidadamente na fronteira

Mataram hoje pela manhã o radialista Divino Aparecido Carvalho ou Carvalho Júnior, 45 anos, da Radio Cultura de Foz do Iguaçu. E no sábado à noite mataram Onei de Moura do jornal Costa Oeste de Santa Helena! Não faz tempo autoridades mundiais pediaram a presidenta Dilma mais empenho para punir as miortes de jornalistas no Brasil. No dia 13 de fevereiro mataram o jornalista Paulo Roberto Cardoso em Ponta Porã que assinava como Paulo Rocaro. O assassinato de jornalistas e radialistas é bem mais comum do que parece. Uma das preocupações é que a morte desses profissionais aconteça para silenciar denúncias ligadas à corrupção e ao crime . No caso do Onei de Moura da pacata Santa Helena, Paraná, Brasilm ja apareceu um agricultor que diz que o matu por causa de uma dívida. Falta descobrir quem e por qual motivo o Carvalho Junior foi morto. De qualquer modo os nomes deles devem ser inscrito na lista mundial de jornalistas mortos de organizações como a Repórteres Sem Fronteiras ou o Comitê para a Proteção dos Jornalistas e a Associação ou Sociedade Inter-Americana de Prensa. Recentemente, organizações de imprensa pediram a presidente Dilma Rousseff que exija mais rigor na apuração das mortes de jornalistas e radialistas e no Brasil. Note que os três foram mortos na faixa ou linha de fronteira. Clique aqui para a ver o site da Repórteres sem fronteira sobre o Brasil

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região