sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sobre ciclovias e ciclofaixas


Até pouco tempo atrás atropelar um cachorro atravessando uma rua qualquer era quase normal. Hoje, andando pelas ruas de Foz do Iguaçu a gente pode registrar grandes esforços de motoristas para evitar atropelar um animal seja cachorro, gato ou cavalo. Não faz muito tempo alguém de bicicleta na rua era uma presa fácil e parece não ter havido problemas para se atropelar ciclistas, trabalhadores de bicicleta e crianças. Se a gente olhar bem, a gente pode ver que o mundo melhora a cada dia apesar de tudo. Parabenizo a inclusão do tema ciclovia e ciclofaixa em Foz do Iguaçu neste final de gestão do prefeito Paulo Mac Donald. A equipe vai começar uma ciclofaixa na Avenida Jorge Schimmelpfeng entre o Mboicy (boicí) e algum ponto avenida acima. Parabenizo mas lamento. É pouco. O que o ciclista fará quando, ao chegar à praça Getúlio Vargas tiver que entrar na JK? O que o ciclista (de lazer, cicloturista, peão de bicicleta, trabalhadores, crianças e até velhos de bici) poderá fazer na Avenida República Argentina – do centro até o Morumbi? O que poderá fazer o ciclista na Avenida Mario Filho? Jules Rimet? Costa e Silva? Como ir para casa em Três Lagoas? Ideal seria poder ir e vir de bicicleta para qualquer bairro de Foz incluindo as Cataratas e área rural. Isso sim seria interessante. A medida atual é bela porque é simbólica de uma época em que a bicicleta e outros artefatos de propulsão humana possam ser um meio de transporte para quem quiser. Tenho certeza que “a ciclovia” agora pega!

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região