quarta-feira, 27 de novembro de 2013

O II UFOZ terminou e deixou saudades


O palestrante Stephen Bassett do PRG conversa com o participante Luiz Ângelo tendo Jaime Maussán da TMTv do México no plano de fundo (ou engarrafamento de experts)
O II UFOZ - Fórum Mundial de Ufologia terminou há uma semana,no
domingo, 24 no Hotel Golden Tulip em Foz do Iguaçu. Para mim que já estive no I UFOZ, o encontro deixa saudades. É uma das maiores concentração de palestrantes especialistas por metro quadrado. Todos estudam a ufologia, cada um a partir de uma plataforma individual e diferente. Todos concordam com muita coisa mas não necessariamente aceitam tudo o que ouvem. Físicos nucleares, militares, pilotos de Força(s) Aérea(s), jornalistas encucados com o fenômeno e até lobistas, no boníssimo sentido, como Stephen Bassett que nos Estados Unidos trabalha para que o Congresso e o Senado façam "o disclosure" desta questão. Ele é um dos grande nomes da Exopolítica que seria uma "relações exteriores para assuntos de fora (EXO) da terra. 



Autor Donald Schmitt no UFOZ com seu livro: Testemunha de Roswell sobre o maior encobertamento da história sobre o tema UFOs
Esta palavra "disclosure" é muito interessante. Eu sempre tive dificuldades de traduzi-la. Mas no Fórum, um senhor que vinha atrás de mim, em um grupinho, na hora da saída, conversava animadamente sobre a palestra de Bassett. Ele peonunciou a  palavra "desacobertamento". Logo adiante me desculpei e disse: obrigado pela ajuda. Escutei, sem querer a palavra "desacobertamento" em vez de ficar repetindo "disclosure". O senhor, geralmente muito sério, riu e disse: é gosto da palavra porque o que está acontecendo é um "acobertamento". 

Humor / Pesquisa e artesanato ufológico: visitantes ETs realizam intervenção em espécime terrestre do gênero feminino

O organizador do Fórum me comentou, semanas antes em um entrevista no jonal local onde trabalho que esperava uma participação maior de gente de Foz no evento. Eu disse duas coisas. A primeira que o povo de Foz do Iguaçu sofre de um "síndrome do para evento turistas". É normal ouvir que 3 mil, 4 mil pessoas estão em Foz para discutir o controle de satélites em evento do INPE e da Nasa, por exemplo. Então só bicho grilo vem. No caso do UFOs mesmo que goste vai pré-pensar que o evento é para gente muito adiantada, endinheirada ou tapada de vez. Não para ele. Registro a participação do Instituto Internacional de Extraterrstriologia (Extracons) uma pré-instituição conscienciocêntrica quer dizer centrada na consciência e está sendo formalizada. A nova instituição está sediada no bairro Cognópolis de Foz do Iguaçu e mais especificamente noespaço chamado Discenimentum.Logo volto a falar do Extracons.




Apresentação de palestrantes na abertura

A variedade de pessoas em um evento sobre este assunto é fantástica. Descobri um estande-mesa de uma editora de Contagem (MG) chamada Casa dos Espíritos. Uma colega espírita me perguntou, meia chocada, "o que um espírita faz em um evento de Ufologia? Eu não respondi mas passei um catálogo da editora pra ela e dei ainda uma brochurinha chamada "degustação literária". A brochura continha duas páginas de amostra de um dos livros psicografados por Robson Pinheiro. Quando ela se aprofundou na leitura eu sumi. Pensei: foi fisgada! Minha parte já fiz: soprar ideias ao favor do vento e quem quiser que vá atrás.     

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região