sábado, 5 de abril de 2014

Igapó peruano se afogando no lixo: prefeito reclama da falta de integração

E o pior é que tudo é reciclável
Um igapó - área de floresta inundada de grande beleza natural está se afogando no lixo produzido pela municipalidade-ilha de Islandia, Distrito de Yavari no departamento peruano de Loreto na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru. A situação do Igarapé preocupa às autoridades e moradores brasileiros da cidade de Benjamim Constant, região do Alto Solimões, no estado do Amazonas. A preocupação é que o lixo contamine as águas do rio Javarizinho e traga problemas à saúde da população das Três Fronteiras. Na região o Brasil tem ainda a cidade de Tabatinga e Atalaia do Norte. A Colômbia tem a cidade de Letícia.
Vereador Ares Cabral de B.Constant

O Peru tem ainda a Ilha de Ramón Castilla. E todos têm problema com o lixo  - o que acontece com todo o planeta. Escrevo e me meto sobre o assunto porque morei na região. Mas acima de tudo desejo convidar os prefeitos de Islandia, Benjamim Constant, Atalaia do Norte, Leticia e outras cidades da região para participarem no Seminário Internacional de cidades fronteiriças do Mercosul nos dias 29 e 30 de maio, em Foz do Iguaçu, Paraná, organizado pela Subchefia de Assuntos Federativos (SAF) da Secretária de Relações Institucionais da Presidência da República e conta com o apoio da Itaipu Binacional. No Amazonas, o caso do lixo foi divulgado por portais de Tabatinga e Benjamim Constant e já repercutiu no jornal a Crítica de Manaus Autoridades ambientais de Tabatinga foram conferir. Sugiro ler os comentários dos leitores da Crítica de Manaus.        




Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região