sábado, 12 de julho de 2014

Uma ministra do meio ambiente que virou chanceler alemã



Chanceler Angela Merkel 

Angela Merkel - 
Ministra do Meio 
Ambiente
A senhora de vermelho (acima) é a chanceler ou primeira ministra alemã Angela Merkel.  Ela está no Estádio da Fonte Nova em Salvador assistindo ao jogo Portugal - Alemanha, em junho, ao lado de autoridades. A fonte da foto é o site do Governo da Bahia. A chanceler é uma grande torcedora. Ela estará de volta para assistir o final da Copa 2014 neste domingo, 13 de julho. Aproveito a ocasião para publicar duas fotos minhas nesta postagem. 
Uma mostra Angela Merkel em 1997 quando era a ministra do meio ambiente da Alemanha. Naquele ano eu fui à Feira Internacional de Turismo de Berlim como assessor de imprensa da Foz do Iguaçu Turismo S.A. ou Foztur, na companhia do então diretor-presidente da empresa mista, Miguel Soria. 

A Foztur participou da feira em um estande conjunto com a Embratur, na época máxima autoridade do turismo do Brasil. A Feira de Berlim é tão grande que a maioria dos estrangeiros que vão a ela não sabe o que acontece. Além da presença de empresas de turismo, secretarias e entidades oficiais  do turismo, hotéis, linhas aéreas e operadoras de turismo de todo o mundo, a Alemanha aproveita para divulgar sua estrutura mesmo o que aparentemente não esteja ligado ao turismo.
Foi assim que me vi em uma entrevista coletiva com a ministra do meio ambiente, naquela época, para mim, uma pessoa não-conhecida internacionalmente. Em 1997, a Alemanha seguia a fio a política do meio ambiente para geração de empregos por meio de uma tecnologia ambiental na área de geração de energia (solar, eólica, por exemplo)  e soluções ambientais. 
O livrinho ...
Foi assim que eu coloquei na minha bolsa um pequeno livro chamado Umweltschutz in Deustchland (Proteção do Meio Ambiental na Alemanha). Por dificuldades linguísticas, na época maiores do que hoje, deixei o livro, ao voltar para o Brasil, tranquilinho em uma caixa qualquer. Há três ou quatro meses voltei a encontrá-lo. Comecei a lê-lo, meu alemão havia melhorado. Daí de repente, na primeira página,vi a foto que publico acima. Em baixo da mensagem oficial  vi também a assinatura da ministra do meio ambiente: Dra. Angela Merkel, a atual primeira ministra da Alemanha. 

Vinte anos depois daquela entrevista coletiva, observo que a Alemanha conseguiu materializar todas as políticas ambientais que o livro lista e que havia começado logo após a Cúpula do Meio Ambiente no Rio de Janeiro em 1992.  Hoje a Alemanha tem 200 fábricas de produtos para geração fotovoltaica de eletricidade com 65 mil empregos direto de tempo integral. Fora isso 5 mil empresas se dedicam à manutenção e instalação de sistemas fotovoltaicos. A capacidade instalada de energia fotovoltaica no país em 2013 era de 29.700 gigawatts / hora em 2013. A geração de energia fotovoltaica deixou de jogar na atmosfera em 2013, 21 milhões de toneladas de dióxido de carbono. Exatamente o que o planejamento, segundo o livrinho acima, previa desde 1993. Assim desejo à chanceler, uma boa permanência no Brasil, bom jogo, que torça bem e que siga levando em frente todas as políticas que fazem da Alemanha, o país que é. Fonte das informações atualizadas: Associação da Indústria Solar Alemã - BSW Solar  
            


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região