quarta-feira, 25 de março de 2015

Mostra 100 anos do Turismo: lembrando eventos, pessoas e integrando setores


Uma vez professor, sempre professor

Falta um ano ainda para os 100 anos da visita de Alberto Santos Dumont às Cataratas do Iguaçu   em ambos lados da fronteira em 1916. Evento considerado pelas autoridades do turismo paranaense como a data do início do turismo no Paraná.   

Aldo Cesar Carvalho com direito a calça boca de sino
Aldo  hoje e no Sebrae
A Secretaria de esportes e Turismo e a Paraná Turismo organizaram uma pequena mostra no Salão Paranaense do Turismo. A  mostra virá para o Festival do Turismo das Cataratas em junho.  É uma mostra simples e ainda em fase de crescimento. Por  isso a conclamação de que os paranaenses contribuam. Está incluída nela, pessoas como Aldo Cesar Carvalho que inegavelmente é uma personalidade no turismo do estado no âmbito administrativo. Ele já foi da Paraná Turismo, Secretaria, Foztur, Sebrae e outras entidades. Uma curiosidade é para foto do time de futebol  da secretaria de turismo  e onde aparece o Aldo Cesar no tempo da jovem-guarda com barba grande e cabelo abundante no estilo tremendão.


Naipiowska z Tarobáanskyj
  

Marilda Gadotti da Paraná Turismo
A mostra valoriza gente mesmo quem não é diretamente do turismo. É o caso do pintor Eloir Júnior  autor de quadros de coisas paranaenses como as Cataratas do Iguaçu sua lenda ou ainda a erva mate e sua lenda, misturando o fundamento indígena delas com coisas dos imigrantes – especialmente os poloneses. Daí, a Lenda de Naipi e Taroba com nome à polonesa: Naipiowska z Tarobáanskyj.  A funcionária pública de carreira da Paraná Turismo, Marilda Gadotti estava encantada. Ela foi fundada para desvendar não só a lenda das a Naipiowska e Tarabanskyi  lenda das Cataratas como a cabeça do Eloi Júnior. “Fico fascinada com esta mistura de uma tema indígena misturado com europeu que tanto representa o que hoje é o Paraná”, dizia Marilda. Sugiro que Marilda venha à Terra das Cataratas e explique a Mostra na 'Naipiowska' Foz do Iguaçu. 

Quem não escondia o orgulho  da mostra foi o presidente da Paraná Turismo o professor Jimenes. Ele é professor universitário que se envolveu com o turismo ao ponto de criar uma OSCIP para a formação de um circuito dos municípios da região de Campo Mourão.   Gostei também e apresento como sugestão para Foz do Iguaçu, a valorização que a mostra dá aos eventos “que marcaram o Paraná”. Foz do Iguaçu tende a esquecer os grandes eventos que realizamos como a ABAV’93, o Jamboree dos Escoteiros, os Jogos Mundiais da Natureza – cuja descontinuidade não é culpa nossa e muitos outros.  

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região