quinta-feira, 30 de junho de 2016

Cineasta brasileiro participa com documentário no Festival de Cinema do Saara




O cineasta Samir Abujamra  é o representante brasileiro no Festival Internacional de Cinema do Saara (FISAHARA) em outubro. Ele vai apresentar o seu último documentário "O Deserto do Deserto". O Festival acontece em outubro nos campos de refugiados saharaui em Tindunf na Argélia.  A informação foi dada em primeira mão pelo representante da Frente Polisario, na prática embaixador da República Saharaui no Brasil, Mohamed Bahia durante visita a Foz do Iguaçu.  
Samir Abujamra na África. Projeto Sumir
O documentário foi filmado no Saara e conta história do povo sarauí nativos do deserto na região que até 1075 foi colônia da Espanha. Era conhecida como Saara Espanhol. 

Mohamed Bahia
Em 1975, a Espanha decidiu abandonar a colônia passando o controle dela para o Marrocos, ao norte e à Mauritânia, a sul, em vez de investir no processo de descolonização e levando o povo saarauí (Saharaui) à autodeterminação.  No sábado, 2 de julho, haverá uma sessão premier do filme em Londres patrocinado pela ONG Sandblast (Convite, acima) que apoia a luta dos saharahuis. 
Segundo Mohamed Bahia, a União Africana considera que o território sarahuí ocupado é hoje a última colônia na África. O Brasil reconhece o direito à auto-determinação do povo saarauí mas não reconhece a República. Segundo o embaixador, só três países na América Latina não reconhece o país.  Em 2914 enquanto rodava o documentário, teve um acidente com uma mina terrestre na região de conflito. Para manter os saarauis fora do território, o Marrocos construiu um muro-trincheira de mais de 1500 quilômetros protegidos por 10 milhões de minas terrestres.


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região