quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Notícias do 8º Fóum Mundial de Ufologia na Terra das Cataratas

Primeira reportagem sobre o UFO 2016 Foz

Ufos na Antártida
O que discutem 400 ufologistas em um Fórum Mundial de Ufologia? Asseguro que não é só sobre UFOS ou OVNIS - Objetos Voadores não Identificados. UFO é o veículo. Mas parece que tem civilizações que não precisam de veículos para viajar ou pelo menos, veículos de ferro, alumínio, aço ou outro material qualquer. Há veículos interdimensionais e até multidimensionais. Mônica Medeiros, uma especialista sobre o assunto, disse que ela não se preocupa com o veículo. "Me preocupa ou me interessa quem fabrica o veículo, o seu modo de vida especialmente o que pode nos ensinar a viver em harmonia simples e fraterna". Assim, ela não é de se impressionar com a tecnologia que eles possam ter e que parece ser a preocupação de todo o sistema. "Evolução tecnológica não é proporcional ao nível de evolução", alerta. Mônica Medeiros é médica e é fundadora do centro espírita Casa do Consolador em São Paulo. 



"É um centro universalista que trabalha em diferentes linhas de acordo com o padrão vibratório de quem procura", explicou. Deste modo a casa trabalha na linha cardecista, uma vez por semana há um dia de trabalho com entidades ou seres extraterrestres (daqueles que não precisam ou dependem veículo) e inclui tanto passes na maneira espírita como o Reiki. A Casa não se esquece da solidariedade tanto com seres humanos como com os animais. "Nós arrecadamos e distribuímos 4 toneladas de alimento humano por mês além de uma tonelada de alimentação animal", disse explicando essa relação pé no chão de ajuda "próximo-gente" e o "próximo-animal".


Na primeira imagem acima aparece uma pequena reportagem que escrevi para o jornal A Gazeta do Iguaçu, pode-se ver na parte inferior duas fotos. A da esquerda mostra o jornalista de Belém, Pará, Carlos Mendes, um dos palestrantes no Fórum de Ufologia. "Meu trabalho é jornalismo investigativo e denúncia na área de grilagem de terra, conflitos, contrabando de madeira e trabalho escravo. Não sou Ufologista", adiantou à Gazeta do Iguaçu. Então o que você faz no fórum de Ufologia? O organizador do evento e editor da Revista UFO, Ademar Gevaerd explicou: "Ele é o jornalista que cobriu a Operação Prato da Força Aérea Brasileira na Amazônia", disse. No período ele entrevistou mais de 80 pessoas entre militares, médicos, prefeitos, delegado da Policia Civil. Em questão estava o avistamento de objetos que enviavam uma luz na direção dos moradores que resultavam feridos, passavam mal e dois chegaram a morrer.  Como jornalista local ele foi mandado pelo jornal para cobrir os acontecimentos. Quando chegou atrás de informações ele perguntou ao delegado Arlindo Dourado: "O que o senhor já descobriu, vai abrir inquérito? - ao que o delegado, como vou abrir inquérito contra ET?  O caso foi para o prefeito que mandou ao padre que por sua vez acusou o diabo.        

A foto à direita, na imagem da  reportagem, aparece  o jornalista sueco do Tagen Nyheter, Clas Svahn. Ufologia para ele é hobby mas um hobby que consome tempo e trabalho. Ele trouxe cópias de um vídeo documentário no qual ele participa  sobre os "foguetes fantasmas", (Gost Rockets) altamente documentados, objetos que voam a grande velocidade e parecem colidir com os inúmeros lagos de pouca profundidade da geografia sueca. "As forças militares chegam imediatamente após a colisão e não encontram nada", explicou acrescentando que no site da associação há muita informação em em sueco mas com muito material já traduzido para o inglês.   
Ufos na Antártida

Junto com o sueco, aparece o pesquisador paraguaio Ronald Maidana autor d livro Ovnis en el Paraguay. "No Paraguai sempre que escutamos sobre OVNI, se fala de casos de outros países.Como resposta a isso me dediquei a pesquisar os relatos no Paraguai que aconteceram e acontecem de maneira similar ao Brasil, Argentina, Estados Unidos e outros lugares disse o autor que foi um dos palestrantes do evento. Na foto abaixo e assinando exemplares de seus livros está o jornalista e pesquisador argentino Rubén Morales. O livro dele trata de casos de avistamentos na Antártida.

 Além de trazer palestras de mais de 20 palestrantes internacionais, oferecer workshops, vigílias astronômicas, o evento ainda tem uma área de exposição e venda de produtos. A mesinha que aparece na foto imediatamente acima foi parada obrigatória de muita gente. Além de lembranças, o ETEzinho dado de presente ajudará a desenvolver a tolerância das crianças e abertura delas para todas as formas de vida do universo até porque é difícil acreditar quem em um universo tão grande só existamos nós - ai que chatice.

Até 2017: em dezembro tem mais
Finalmente, uma das informações mais importantes neste final da postagem e final de ano é que o Fórum de Ufologia volta a Foz do Iguaçu em dezembro de 2017. Me despeço com a foto acima no stand da revista UFO onde eram oferecidos vídeos, livros, revistas além de camisetas, bonés, lembranças e reunir o bem humorado público.   

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região