segunda-feira, 16 de abril de 2012

Copa dos Surdos de Futsal em Foz: uma experiência

Ana Paula, Verlane Schmoller e Ivanir da Costa de Quedas do Iguaçu
Foz do Iguaçu foi sede da Copa Oeste dos Surdos de Futsal realizada no Sábado de Aleluia, 7. Vieram equipes do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Assunção, Paraguai. Todos os participantes pertencem a associações de surdos de suas cidades. Em Foz o jogo aconteceu em várias sedes entre elas a sede da Asserpi e o ginásio do Centro de Convivência professor Darci Pedro Zanatta  no Morumbi I, ao lado do CAIC e Escola Municipal Verador Írio Manganelli. Em campo, nada de apito, gritos dos árbitros ou técnicos berrando instruções. Toda a comunicação era em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. Como os jogos foram internacionais, os times do Paraguai também de jogadores surdos se comunicavam na Língua Paraguaia de Sinais. “O Libras é uma língua independente não tem nada a ver com português. Aprende-la é como se estivéssemos aprendendo inglês ou outra língua”, disse a professora Marinalva da Silva que é estudante de LIBRAS e veio acompanhando a equipe de Terra Roxa.
Manuela Bordalho
Marinalva da Silva e Maria de Lourdes Souza
A professora Maria de Lourdes Souza também de Terra Roxa lembrou que o LIBRAS além de ser um idioma, tem até “sotaques” diferentes que mudam de estado para estado e mesmo entre cidades brasileiras. As duas professoras trabalham na Escola Maximíriam B.G. Silva na Terra Roxa. Além dos jogadores, cada cidade trouxe torcidas animadas como é o caso de Terra Roxa e Quedas do Iguaçu. Ainda obre a diversidade das línguas de sinais, o jogo com paraguaios colocou as duas línguas frente à frente.        
As línguas são diferentes mas dá para entender embora a dificuldade seja a mesma que há entre português e espanhol. Após o jogo entre Quedas do Iguaçu e Paraguai que Quedas venceu, os alunos não só conversaram com colegas paraguaios sobre o resultado dos jogos como intercambiaram informações. Por meio de interprete um dos jogadores disse que os paraguaios estavam perdidos quanto a localização de banheiro, lanchonete e coisas simples. “Mas dá para entender”, explicou.Na foto, Manuela Bordalho de São José do Rio Preto (SP), mostra como se diz "eu amo vocês" em libra. Ela foi a responsável de organizar a foto dos jogadores do tie de sua cidade e embros da Associação de Surdos de São José do Rio Preto. A todos os que vieram a Foz do Iguaçu para o evento, um abraço.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região