quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Noticias de Foz do Iguaçu hoje: a cidade está agitada

Bom dia mundo: 

Aqui falo eu, Jackson Lima, de Foz do Iguaçu.  Um veado apareceu morto na BR-469, aquela que tem um trecho de 11 quilômetros dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Digo apareceu morto porque não quero dizer atropelado. É uma das piores horas para que isso tenha acontecido. Que ele está morto, está. Como morreu? Não sei e não vou saber até que saia uma nota pública, clara e transparente após análise médica legal com o acompanhamento da Justiça Federal, Ministério Público Federal. O que quer que tenha acontecido com o animal aconteceu na pior hora. Isso porque faltam seis dias para passe a valer, de vez, a proibição da entrada de veículos de turismo. Os carros do turismo são sempre o alvo mais fácil para os dedos acusadores oficiais. O que não se sabe é quantos outros carros entram na área que é conhecida como de Uso Intensivo – e põe intensivo nisso.  O clima está feio e há muita gente que acredita pura e simplesmente que há “armação”. 

Lembro que essa novela já passou em 2009 quando no dia 29 de março, faltavam três dias para a mesma proibição. A novela da proibição também é velha. Tudo isso é parte daquilo que eu imploro ao Brasil não imite:  O modelo de Parque Nacional que o Iguaçu quer ser para o Brasil (Não estou dizendo que está tudo errado). Basta você buscar no Google: atropelamento de onça pintada no Parque Nacional do Iguaçu que aparecerão várias postagens minhas sobre o caso da onça. Saiu na imprensa que este ano já foram atropelados 27 animais entre veados, gambás e quatis segundo o  chefe-do-parque interino Apolônio Rodrigues. Tem coisa errada por que a morte dos outros 26 animais não foram divulgadas. E por que esse foi?  Para acrescentar à divulgação de conhecimento lembro que o nome científico da espécie do veado que morreu é Mazama americana, em guarani é Guazú, ou Guazú Pitá. É só para que você se ligue caso você seja daqueles que acham que a palavra guazú (guaçu) em guarani só significa “grande”.  

Parte II - A cidade está agitada também porque estamos no meio da Operação Ágata V das Forças Armadas com 10 mil homens espalhados de Corumbá (MS) a Chuí (RS).  Tem gente no lado paraguaio que pensa que a operação é uma resposta ao problema do novo presidente etc. E tem até uma colega jornalista paraguaia que disse que o Exército Brasileiro faz uma operação usando Aeronaves F5 e Ágata V ambas de fabricação yanki (yankee). E pior ainda e por causalidade está todo mundo de greve no nível federal da Unila à PF o que inclui operação padrão e grandes filas de caminhões. Mais lenha na fogueira foi colocada com a visita de uma comitiva do Congresso dos Estados Unidos da América. Eles pertencem ao subcomitê de segurança da Câmara sobre Tráfico Internacional e Terrorismo.

Postagens sobre a onça 

Morte da Onça no Parque Nacional do Iguaçu
Onça Pintada é Atropelada no Parque Nacional do Iguaçu
O caso das Onças no Parque Nacional

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região