segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Policiais Federais de Foz desconfiam da radiação do Scanner Móvil de Raio X

 Concepção artística*. Foto foi tirada com scanner da Controle de Fronteira EUA/Mexico.
foto de Nick Veasey 
 

Os policiais federais de Foz do Iguaçu estão preocupados com a possibilidade do scanner instalado na região da Ponte da Amizade oferecer risco para saúde deles, do pessoal da receita e dos transeuntes usuários dessa área altamente utilizada por brasileiros e brasileiras além de muitas outras nacionalidades. O “Escaneador Móvil de Raio X” é um aparelho atômico e é utilizado por forças de controle de fronteira de vários países e especialmente os Estados Unidos. Descobri informações de que em cada “scanneada” ele emite “menos” de 5 µSv por “scanneada” com uma dose de radiação aboslvida de menos de 10 µSv por escaneada. Os mesmos menos de 0.5 µSv/h (em média) existe fora da área de segurança ou seja no ambiente contíguo. É a mesma dosagem que há dentro da cabina.

Bem, µSv/h significa micro sieverts por hora onde "um sievert é a unidade usada para dar uma avaliação do impacto da radiação ionizante sobre os seres humanos. Um sievert carrega com ele uma chance de 5,5% de eventualmente desenvolver câncer. Doses superiores a 1 sievert adquiridas ao longo de um curto período de tempo são susceptíveis de causar envenenamento por radiação, possivelmente levando à morte em poucas semanas". 

A tabela acima é encontrada neste site de educação geral do público. Nela se vê que uma exposição de 10.000 milisieverts ou 10.000.000 microsieverts ou µSv/h causaria falência de orgãos e morte em questão de horas. Mais ameno, porém não interessante é o exemplo de 0,005 mSv/h que equivale a 5 µSv/h se traduz por "risco elevado - abandonar o local assim que possível. Um comentário no site é interessante: "é um bom gráfico para ilustrar as conversões; contudo deve-se notar que não nível seguro de radiação. Qualquer exposição que uma pessoa receba, não importa quão pequena pode levar a um câncer ... por isso produtos radioativos de fabricação humana mesmo para usos médicos deviam ter deixado de existir há muito tempo" ... o comentário conclui introduzindo este link no Boletim dos Cientistas Atômicos. O título do artigo (em inglês) é a "Exposição à Radiação e o Poder do Zero" 

Esta postagem quer contribuir para o aspecto científico da discussão. Parabenizo aos policiais pela desconfiança. * Fotógrafo escaneou o ônibus; os esqueletos foram adquiridos graças a Raio-X diversos e Photoshop.




Um comentário:

Fernanda Regina da Cunha disse...

Realmente pode ser perigoso. Não tenho muito entendimento sobre o assunto, mas sabemos que tudo o que envolver radiação precisa de atenção especial. Parabéns pela abordagem, Jackson!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região