quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Flávio César Michelon: uma pequena homenagem do Blog de Foz

Ontem foi celebrada a Missa de Sétimo Dia na intenção do médico oftamologista Flávio César Michelon que fez sua "transição" nos últimos dias. A foto que publico aqui é uma homenagem a quem ajudou a revolucionar o meio e trazer benefícios a centenas, talvez até milhares pacientes na Terra das Cataratas. É uma maneira minha de registrar que ele esteve aqui, não só em Foz do Iguaçu, mas neste maravilhoso e neste lado do véu e não partiu sem deixar marcas, pegadas boas e positivas antes de partir. Talvez muito cedo.  E isso  parece violar a lei da Natureza pelo menos tal como registrada neste verso bíblico: 
"Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não tenha cumprido os seus dias; porque o menino morrerá de cem anos ..."*.   
A foto, acima, foi tirada logo após a chegada dele em Foz e mais especificamente logo após a abertura de seu consultório que sempre esteve no mesmo local. Ainda se estabelecendo na cidade, ele fez uma visita ao jornal A Gazeta do Iguaçu onde colocou um anúncio sobre o novo escritório. Naquele dia, ele conversou com a senhora responsável pelo departamento comercial, então, Sione Cimino. Logo depois, ela me procurou e disse que havia um médico com uma proposta muito diferente e que o consultório sera especializado em fundo de olho. Ela queria entender o que era isso e me pediu que fosse descobrir. Na época, me apelidaram de ser o jornalista de assuntos científicos. Fui e entrevistei o novo médico. Saí do consultório convencido na necessidade de divulgar o fato de que o exame de fundo de olho pode evitar muitos problemas inclusive infecções transmitidas por carne de suínos - foi um dos casos. Mas como o senhor faz esse exame? Dá para mostrar? Daí entra a história da foto. Ele permitiu tirar a foto dele atendendo a uma paciente que era funcionária e acabava de ganhar uma consulta. O fotógrafo Nei de Souza, companheiro inseparável clicou a foto guardada há tanto tempo que parte colou graças por causa da umidade. Por isso a foto teve quer ser editada, e cortada para a publicação.

Aos parentes, amigos, pacientes fica aqui minhas condolências e a certeza de que compartilho a dor. Segundo a minha profissão de "fé", SOMOS TODOS UM, não há separação, se você sofre eu sofro, se você está bem, eu também estou. Em vez de morte, penso em transição. A saudade e a dor são humanas. Um abraço fraternal a todos.          

* Isaías 65:20

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região