sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Notícias do 40º Travel Mart Latin America em Foz do Iguaçu

Entrevista Coletiva no segundo dia do evento.


Depois de um ano de trabalho e preparação a 40ª edição do Travel Mart Latin America finalmente veio, deu um show, viu, foi visto e já terminou. Os “buyers” (os que vieram para comprar) aqueles de crachá azul e os vendedores de produtos turísticos já estão embarcando hoje, sábado, dia 17 de setembro para seus respectivos escritórios em pelo menos 4 dezenas de países. Se turismo fosse moda, um evento de turismo seria um fashion show – onde seriam lançadas as tendências do próximo verão, inverno, primavera ou próxima estação. No caso do Travel Mart as ofertas sairão nos próximos catálogos de grandes operadoras. Note que ao contrário de outros grandes eventos, as grandes operadoras não tinham estandes na feira. Esses grandes só mandaram olheiros com autoridade de comprar e fechar negócios. As novidades sairão nos próximos catálogos com a inclusão de novos produtos, novos hotéis, novas ideias ou na “gíria” do setor: novos destinos. Tento em duas postagens mostrar o que vi especialmente nas ofertas.


Representante 'supplier' da Guiana

Não parece mas esta pequena mesa com a bandeira da Republica Cooperativa a Guiana estendida sobre ela é parte de um conglomerado que reúne 12 operadores e, 17 países incluive o Breasil. O nome é ATLAS Active Travel Latin America. Eles são especialistas em aventura na América Latina o que significa que a atenção é focada em atrativos naturais, aventura, esportes, cultura e gente local.  
André von Thuroniy do Araras Lodge do Pantanal MT

Ele não é o Indiana Jones, o Jones de Indiana  mas é o André do Pantanal. Nascido no Rio de Janeiro de país húngaros que fugiam da Segunda Guerra, André Von Thuronyi cresceu em Paranavaí (PR) na época do café em uma fazenda. Ele oferecia a Araras Lodge no Pantanal do Mato Grosso (Norte).

Carolina Arrué de Iquitos, Peru


Foi muito bom conversar com Carolina Orué de Iquitos, Peru. Iquitos é para o Peru o que Manaus é para o Brasil. Na época da borracha, depois de Manaus vinha Iquitos inclusive na competição para tronar-se a capital da cultura européia. Manaus tinha feito o Teatro Amazonas. Iquitos não queria fixcar atas e essa história é contada no filme Fitzcarraldo. A pousada de selva Muyuni já pertence a nova geração de empreendimentos liderados por peruanos. Carolina informou que de Iquitos (Peru)a Tabatinga (Brasil) pelo rio Amazonas / Solimões demora 10 horas em “voadoras”. Coisa nova. Os lodges (pousadas)de selva no Amazonas peruano e foram criados historicamente por “gringos” como Paul Wright e Peter Jensen no Peru. Hoje, como dito, empresários locais estão entrando no negócio.

Karina Morejón da Comunidade Kichwa Añangu - Equador


E quando se fala em comunidade local entrando no negócio, ninguém bate o empreendimento de comunidade quíchua (kichwa) amazônica representada no Travel Mart pela coordenadora administrativa Karina Morejón e o membro da coumunidade Mariano Greja. A comunidade está sendo vista como um modelo de turismo comunitário para o mundo. Vale a pena conhecer a história dela. A palavra “anãngu” quer dizer formiga em quíchua e foi escolhida para lembrar o trabalho formiga da comunidade para chegar onde chegou.

Mariano Greja, da Comunidade Kichwa Añangu

Dolores Echevarria da Antarpply Expeditions, Ushuaia, Terra do Fogo



Ushuaia, capital da Província da Terra do Fogo é ponto de passagem e partida de expedições  internacionais para a Antártida e Ilhas do Atlântico Sul. A novidade é que a Dolores Echevarria está representando a empresa argentina Antarpply Expeditions que leva expedições à Antártida em barco próprio. A presença de brasileiros ainda é quase nula provavelmente devido que o “papo” abordo é em espanhol e inglês. Outra novidade é que para quem mora em Ushuaia, ela surpreenda com um ótimo português.
Fernando Martin da Martin Travel Foz do Iguaçu e Rosa Perez de Coconut Grove, Florida (EUA) 

E não muito longe das cabinas (booths) da Amazônia e Antártida estava o operador receptivo local e nacional Fernando Martín, membro do Comitê Organizador do Travel Mart. Ele conversa com Rosa Perez executiva de uma grande operadora dos Estados Unidos.

Mirjam Kennedy da Crillon Tours, Bolívia

A gerente de marketing da Crillon Tours de La Paz, Bolívia parte do grupo que inclui a operação dos hidrofólios (hydrofoils) que fazem transporte de passageiros no Lago Titicaca entre a Bolívia e o Peru além de empresas como a Uyuni Travel. A empresa foi fundada pelo belga Darius Morgan que em parceria com o empresário Ermínio Gatti implantar a navegação turística por hidrofólio no Lago de Itaipu partindo de Hernandárias no Paraguai. Darius Morgan não estava no evento por estar em viagem para algum lugar distante, do tipo, China.

Cabina da Rede hoteleira mundial Belmond (ex-Orient Express)
Sem identificação na foto, vemos a cabina da rede Belmond que reúne 45 hotéis de luxo pelo mundo afora três deles de alta importância para o turismo de padrão mais alto que viaja à America do Sul: Belmond Hotel das Cataratas, o Belomond Sanctruary Lodge em Machu Picchui e o Belmond Hotel Copacabana Palace no Rio de Janeiro. Na foto negociação em andamento.
Reunião todo vapor na cabina da Anakonda Cruzeiros Amazônicos



Alta tensão (no bom sentido) em negociação de ‘buyers’ e ‘supliers’ na cabina de reunião da Anakonda Cruzeiros Amazônicas – isso na tradução porque o original é Anakonda Amazon Cruises. Mais um empreendimento amazônico Equador que viaja pelo rio Napo.
 
Novidade da Limatours  de Lima, Peru


A Limatours, a maior operadora de turismo receptivo no Peru já tem 60 anos. Quando o Travel Mart começou em Lima ela já estava presente nele como uma empresa de respeito. No local da empresa no Mart, a empresa por fazer um recorrido de sua história. Fundação, prêmios, novas empresas e atrações, equipamentos como barcos no Pacífico e no Amazonas até o novo site da empresa lançado este ano e o prêmio mais recente de “melhor empresa para trabalhar”. Uma idéia para você: divulgue os fatos e conquistas de suas empresas. Nota 10 para a empresa.

Patricia Durán da Turismo Cuenca del Plata de Puerto Iguazú


Patrícia Durán incansável empresaria da fronteira brasileiro-argentina, a segunda a partir da esquerda, na cabina da Turismo Cuenca del Plata.Além da Cenca del Plata (Bacia do Prata) ela administra outros empreendimentos. O Blog de Foz logo irá conferir. 
Buyer em ação


O tempo é ouro. Quando abordei esta “buyer” quer dizer representante de uma empresa “mayorista”, ela destacou que estava em cima da hora da próxima rodada de entrevistas. Daí o tempo voou e não voltei a vê-la e assim fico devendo as informações. Mas ela me pareceu o exemplo típico de uma “buyer” que tem que levar resultados para a matriz.

Personal Brasil com sede em Foz e Curitiba

Este é o espaço de entrevistas da Personal Brasil uma operadora de Foz do Iguaçu que vende Brasil para o mundo. O estande – que no TMLA não se chama estande tinha na placa o número 1810. Creio que por ser hora de almoço, eu vi também a palavra “desde”. Daí abordei a pessoa que aparece na foto, não sei se ela é Viviane Tavares que aparece no cartão e perguntei: É verdade que esta operadora existe desde 1810? Ela atenciosa e profissionalmente disse: não este é o número da cabine. Tentei mostrar o “desde 1810” mas o “desde” tinha sumido. Daí achei que era bom encerrar o percorrido por aqui. Haverá uma segunda parte. Fui almoçar. (A primeira excursão de turismo moderno foi organizada por Thomas Cook em 1840, isso fundiu a minha cabeça).

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região