domingo, 25 de abril de 2010

Cuidado com esse golpe no cartão em lojas em Ciudad del Este Paraguai (I)

Aqui vai ao pé da letra um corrspodência que recebi (e-mail) após uma conversa por telefone. Fiz um pequena nota no Caderno do Turismo da Gazeta do Iguaçu sobre o caso. Retiro do texto toda possibilidade de identificação. Por quê? Porque repassei toda essa informação para a Polícia de Turismo de Ciudad del Este com cópia para a Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu, para o Comtur e o Convention Bureau. O Secretário de Turismo Felipe Gonzales m,e respodeu dizendo que fez pedido ao comandante da Polícia de Turismo, Comissário René Pablo para que haja investigação. O presidente do Comtur de Foz do Iguaçu, Paulo Angeli também respondeu dizendo que encaminhou a denpuncia para o Paraguai. Como as coisas estão nas mãos das autoridades paraguaias, eu não posso divulgar nomes - é um obediência à lei por cortesia fronteiriça. A vítima me disse por telefone que o lojista, quando estava cara a cara, disse a ele que era perigoso ele está bisbilhotando muito no Paraguai por que era outro país. Ao meu ver, elle deu enteder que o Paraguai é um país sem lei - o que discordo dele. Jackson Lima, jornalista free lance e blogueiro full time!

Sr. Jackson, aqui vai meu relato para vc, analisar:

Venho por meio desta informar que no dia 19 e 20/03/2010, Eu e minha esposa ... e mais um casal de amigos, ... e sua esposa, estivemos passeando e fazendo compras na Ciudad Del Leste no Paraguai. Ao adentrar neste País, através de Foz do Iguaçu, junto a Aduana deste País, encontramos um Guia de Turismo de nome ...e um irmão seu, que atendia pelo nome de ..., qual contratamos seus serviços pelos dois dias, que estivemos nesta cidade, pagamos a importância de R$ 200,00, mais pagamento de almoço. Os Jovens muito gentis e Cortez. Solicitamos a este Guia, que nos levasse a um comercio que vendesse eletrônicos e fosse Comerciante sério. O mesmo nos levou até a uma Loja localizada na Galeria .... , de nome ..... Nesta Loja fomos atendido pelo proprietário Sr. W... e seu funcionário Sr. ...Junior, onde foi efetuada uma compra no valor R$ 6.100,00 (Seis Mil e Cem Reais), lhe foi repassado em dinheiro a importância de R$ 1.600,00, ( hum mil e seiscentos reais), o restante R$ 4.500,00, ( Quatro Mil e Quinhentos Reais) seria parcelado em cinco vezes, no cartão credito, conforme o combinado.

Após retornar para o Brasil, na cidade de ..., localizada no Rio Grande do Sul, onde moro, fui até a agencia Banco do Brasil, onde tenho conta corrente e verifiquei que o Lojista havia sacado valores fora do combinado, onde pude constatar que não havia feito parcelamento e os valores sacados eram superior ao autorizado. Valores que passo a relatar: R$ 5.038,83, mais R$ 1.348,20 e mais 495,39 do Cartão de crédito Mastercard. Em resumo fui lesado em R$ 2.382,00 ( Dois mil Trezentos e Oitenta e Dois Reais). A Loja ..., não retirou mais dinheiro do cartão, em função de não ter sido liberado pela operadora, conforme ficou demonstrado no extrato bancário às tentativas feitas pelo Comercio Imagem Sony. Após constatar os valores maiores sacados do cartão, liguei para o Sr. W..., que se prontificou devolver em dinheiro ou retirarmos em mercadoria na Loja, porém afirmou: “que não poderia devolver o dinheiro pelo Banco, Porque não tinha conta bancaria no Brasil, más se fossemos lá, o mesmo devolveria o dinheiro ou poderíamos pegar em mercadoria”...

No dia 17/04/2010, retornamos Eu e o amigo Sr. ..., que também havia sido lesado em R$ 500,00,( Quinhentos Reais) que foi retirado a mais em seu Cartão de credito VISA, para resolvermos o problema junto a Loja, o Senhor Wilson proprietário se negou a devolver o dinheiro ou mercadoria conforme havia prometido, afirmando:” que estava tudo certo e a negociação havia sido feita em Moeda Guarani e não em Reais e que não sabíamos fazer os cálculos”...
Finalizando, retornamos ao Brasil, sem dinheiro ou mercadoria, apenas trocamos algumas mercadorias com defeito, que havía nos vendido com defeito da primeira vez. Da qual damos graças a Deus... Essa é a minha História, que se for analisar ainda saiu barato, pois, poderia ter sido valores muito maiores... Essa é a frase de consolo que encontrei de um gaúcho triste e magoado, que tomou na cepa no Paraguai... Espero que algo seja feito, contra esse Comerciante desonesto. E que outros turistas sejam informados, para não cair nesse golpe do Cartão de Crédito.
Sem mais,
Atenciosamente,
M.O.M.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região