sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Novidade: Marco das Três Fronteiras argentino de roupa nova

(Eu) No M3F argentino no meio das águas bailarinas
Para lembrar - M3F em 'formatação' anterior


O Marco das Três Fronteiras em Puerto Iguazú – conhecido como Hito de las Tres Fronteras – está de roupa nova.  O Marco, o “hito” em si, é o mesmo só que agora se encontra no meio de uma fonte de água. O piso foi elevado de modo que o marco “el hito” parece mais baixo do que antes. Mas nada violou o assinado pelos dois países ao longo dos anos após 1903 que dá a localização exata com altura dos dois marcos Argentina – Brasil. A fonte, chafariz, jorra o dia todo. Crianças aproveitam para correr, jogar bola, se molhar e aliviar o calor que esta semana chegou a quase 40 graus.

30 milhões de pessoas circulando, 3 cidades, 3 idiomas


Uns totens que parecem de alumínio informa os visitantes sobre alguns números das Três Fronteiras:  3 países, 3 idiomas, 650 espécies de pássaros, 2 mil de plantas, 3 milhões de pessoas dentro da área de influência, 3 cidades, 160 espécies de mamíferos entre outras curiosidades. Os totens não dizem mas pode-se ver também que nas Três Fronteiras, a do homem moderno, não a do guarani, tem diferentes visão do mundo dos negócios, três visões do capitalismo aplicado. 

O acesso ao Marco das Três Fronteiras (M3F) ou Hito de las Tres Fronteras (H3F) argentino é aberto e gratuito. O acesso ao M3F Brasil é pago e tem outra formatação. O acesso ao H3F paraguaio  parece incluir uma pequena taxa mas isso fica para outra postagem. 

2 mil espécies de planta, 650 espécies de pássaros, 160 espécies de mamíferos 

Faz um tempinho que não vou lá.  Além da questão do pagamento, cada lado tem uma visão de marco. O do Brasil, segundo o projeto vai ter um chafariz também em torno do marco. Mas a proposta da empresa que venceu a licitação é muito maior e pode tornar-se um “atrativo temático” sobre as missões jesuíticas e Álvar Núñez Cabeza de Vaca. O M3F Brasil está se tornando um pint para que gosta do por do sol com direito a barzinho e refelxões. Porém, não disse ainda a coisa mais importante sobre a fonte ou chafariz do M3F/H3F argentino. As águas do chafariz são bailarinas. 


Quando estive lá notei que de repente as águas pararam de jorrar e no ar foi escutado um apito acionado por um senhor que parecia ser, a princípio “el sereno” (o vigia). Pensei que fosse problema, algum desacato, ou “atentado ao pudor”  ou que pelo menos as crianças tinham feito alguma coisa errada. Foi quando entrou a música “Pájaro Campana” (pássaro ferreiro) do folclore paraguaio e também de maneira honorária de misiones (misionera).  O ritmo das águas mudou e elas começaram a dançar. Dizem que, à noite, a música e as águas ganham acompanhamento de luzes. Preciso conferir. A obra foi entregue no final de 2015. O governador Maurice Closs quis construir no local uma torre no formato de farol. 


Lembre que


Os marcos do Brasil e Argentina foram colocados no local em 1903. Os dois tratam da definição e delimitação das fronteiras entre os dois países.


Como chegar

Fácil. O M3F fica no final da Avenida Tres Fronteras que é a continuação da Avenida Victoria Aguirre, a rua principal. Pode-se chegar ao M3F argentino pela Avenida Costanera começando na região do porto da cidade às margens do rio Iguaçu. As agencias de viagem e turismo oferecem excursões até o local. Há um city tour noturno e transfronteiriço que sai de Foz e visita o M3F entre outras atrações tipo o Bar de Gelo / Bar de Hielo. Se você estiver em Foz o telefone para reservas é 3026 4070. O whatsapp (45) 9112 2391.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região