terça-feira, 4 de abril de 2017

Google homenageia com Doodle criadora do "orelhão"


O Google já publicou há pouco a homenagem de amanhã, dia 4 de abril. A homenageada é a arquiteta Ming Chu Silveira que, se estivesse viva, completaria hoje 76 anos. Nascida na China, Ming Chu, formada pela Universidade Mackenzie, inventou o orelhão ainda muito jovem estudante. A invenção deu certo e tomou conta de todo o Brasil. Registro ter telefonado uma vez em um dos orelhões mais  remoto do Brasil. Estava instalado ao lado de um mangueira no bairro da "Comara" a pouco metros da aldeia indígena Ticuna de Umariaçu em Tabatinga, Amazonas. 

Cheguei a levar grupos de turistas para, de lá, telefonar a cobrar para Milão, Minneapolis e outras capitais mundiais. Hoje vi passar, pela Avenida República Argentina, uma camionete cheia de "orelhões" aposentados. Eles estão sumindo. Deixo este link para o site oficial do orelhão que relembra fatos da criação, repercussão e influência do orelhão no Brasil. Em 2009 este blog registrou a chegada no TTU dos primeiros orelhões da OI em Foz do Iguaçu. Na época a empresa OI acabava de comprar a Brasil Telecom.   
Ming Chu Silveira (1941 - 1997) Foto Clovis Silveira
Mas não pensem que os orelhões acabaram de vez. Eles ainda resistem e são usados. Logo acrescento fotos de alguns deles em Foz do Iguaçu. Ainda no quesito dos equipamentos urbanos lembro uma variação do orelhão usada em diversos municípios brasileiros. São os telefones em formato de animais. O Blog de Foz sugeria que Foz entrasse na onda e adotasse o sistema como cidade turística. Mas nada aconteceu. O telefone público na rua está saindo de moda e nós - quer dizer, nós de Foz do Iguaçu, não aproveitamos. Oportunidade perdida. Confira!  


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região