sexta-feira, 25 de março de 2011

Unila lança Catedra Leon Cadogan presidida por Bartolomé Melià

"A cultura guarani será formalmente incorporada ao projeto da UNILA com a instalação, em abril, da cátedra História, Sociedade e Cultura Guarani, que terá como patrono o etnólogo León Cadogan ...". Pegue esse pedacinho de texto, cole-o no Google e voce vai ver a notícia inteira que saiu nos meios de comunicação da região. Não vou repetir. O que vou dizer é que finalmente algo começa a acontecer. Primeiro, a Cátedra da Unila vai homenagear um dos grandes nomes do Paraguai: Leon Cadogan. Paraguaio, filhos de australianos que vieram ao Paraguai na tentaiva de realizar um sonho socialista em forma de Colônia que se chamou Nova Austrália, Leon Cadogan conquistou um lugar entre os grandes estudiosos do Paraguai tipo como Moisés Bertoni. Cadogan lutou pelos indios guaranis e morre nas mãos da ditadura de Alfredo Stroessner possivelmente como resultado de tortura. A idéia da Colonização australiana foi uma furada. O líder da colônia, William Lane trouxe cerca de 300 pessoas. A utopia infelizmente era racista: nada de contato com álcool, população local, sexo com mulher de fora da colônia quer fosse paraguaia ou índia e nada de cachaça. Bem, foi pedir demais e a colônia faliu e os descendentes dos australianos se casaram e se misturaram com os paraguiaios. Daí entra, León Cadogan (foto) que foi muito além da mistura 'casamental'. Ele mergulhou no estudo das culturas nativas do Paraguai especialmente os mbya-guarani. Saúdo e tiro o chapeu para ele especialmente por causa deste livro que aparece (Acima) aqui nesta nota. O resto deixo para a Cátedra. Segunda coisa fantástica: a Cátedra Leon Cadogan foi proposta, implantada e materializada pela Diretoria Geral Paraguaia da Itaipu Binacional. No ano passado escutei colegas paraguaios dizer que a Unila iria colonizar a cabeça do paraguaio e outros latinos. Felizmente, o Paraguai toma a decisão correta e em vez de chorar contra a hegemonia cultural do Brasil na Unila, fez acontecer! Terceiro milagre: ver o padre Barto(lo)mé Melià em Foz de novo só que desta vez na Unila presidindo a cátedra. Bartomé é jesuita e manteve a tradição à ordem nosentido de ter se tornado um grande do guarani. É só esperar! Como participo da cátedra?

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Hora no Paraguai incluindo CDE

Hora Mundial: passe o mouse sobre o mapa para escolher região